gonçalves cordeiro

JORNALISTA JOHNNY MARCUS: Os senadores Ronaldo Caiado, Aécio Neves, Aloysio Nunes et caterva não têm um mínimo de moral para julgar uma presidenta honesta sobre quem não há rigorosamente nenhuma suspeita de beneficiamento ilícito. É surreal ver senadores mais sujos que pau de galinheiro posando de guardiões da decência

Johnny Marcus

Johnny Marcus

Dilma perante o sinédrio
Por Johnny Marcus

Ramatis é um espírito de luz cuja última encarnação teria sido, segundo o médium Hercílio Maes, na Indochina, no século X d.C. Em vida, no século IV, teria participado dos acontecimentos narrados no poema hindu Ramaiana. Segundo o médium Wagner Borges, o nome Ramatis homenageia dois personagens do Ramaiana: Lord Rama e sua esposa Sita. Ramatis é autor de uma vasta obra dentro do chamado espiritismo universalista, e Hercílio Maes um de seus principais canalizadores.
Um dos trabalhos mais impressionantes da dupla foi “O Sublime Peregrino”, livro no qual Ramatis narra detalhes da vida de Jesus Cristo que não aparecem na Bíblia. Os relatos são muito contundentes. Digo isso para lembrar de como Ramatis conta o processo do julgamento de Jesus Cristo pelo Sinédrio – assembleia de juízes judeus que constituía a corte e legislativo supremos da antiga Israel. Aspas para Ramatis:
“Anualmente fazia-se a eleição para o cargo de Sumo Sacerdote do Sinédrio, cujo privilégio era disputadíssimo entre as quatro principais famílias mais bem aquinhoadas de Jerusalém, pois além do poder temporal sobre os judeus, isso ainda permitia rendimentos fabulosos e fortuna certa”.
Inevitável a associação com o Senado brasileiro e seu presidente – réu em oito processos no STF – Renan Calheiros. Quero ir mais longe, contudo. O mantra daqueles que insistem em chamar de processo legal de impeachment o que no fundo é um golpe, é que ele – o processo – cumpre todos os ritos e prazos previstos na Constituição, inclusive com amplo direito de defesa. Ramatis também fala sobre a legalidade falaciosa do julgamento de Jesus:
“Ademais, todos os membros componentes da pequena corte do Sinédrio, haviam sido substituídos e acrescidos de suplentes jovens, juízes da simpatia de Caifás, que assim eliminava quaisquer adesões a Jesus, na probabilidade do seu julgamento. O velho Hanan e Caifás, seu genro, dispunham de farta messe de provas contra ele [Jesus], colhidas dos falsos testemunhos comprados a peso de ouro e fruto das delações obtidas sob terríveis ameaças”.
Para bom entendedor…
Os senadores Ronaldo Caiado, Aécio Neves, Aloysio Nunes et caterva não têm um mínimo de moral para julgar uma presidenta honesta sobre quem não há rigorosamente nenhuma suspeita de beneficiamento ilícito. É surreal ver senadores mais sujos que pau de galinheiro posando de guardiões da decência.
Em se confirmando o afastamento definitivo de Dilma Rousseff, o Congresso Nacional terá dado um golpe mortal na Democracia brasileira. Será uma ferida de difícil cicatrização. Tomando emprestas as palavras da nossa presidenta coração valente, “Não existe injustiça mais devastadora do que condenar um inocente”.
Apesar de toda legalidade nos ritos do julgamento no Sinédrio, Jesus Cristo foi considerado culpado. Seu próprio silêncio na hora de se pronunciar revela que sua sentença já estava pronta desde o início. Dilma, ao contrário, preferiu falar. Amanhã, dia 29 de agosto, ela estará de cabeça erguida e olhando nos olhos de seus 81 julgadores, sendo que metade deles responde a crimes de corrupção. O desfecho desse julgamento é conhecido por todos. Mas o conluio não durará para sempre, pois, mais uma vez citando Dilma Rousseff, “a Democracia há de vencer”.
Nesta segunda, no apagar das luzes, Renan Calheiros e asseclas repetirão a atitude de Hanan e Caifás, conforme relata Ramatis:
“[Concluído o julgamento] Hanan e Caifás desanuviaram a fisionomia, sem mesmo esconder a satisfação que lhes invadia a alma ante o êxito perfeito da sua maquinação, a serviço de outros poderosos de Jerusalém, a cuja atividade o Mestre Cristão lhes trazia sérios incômodos e prejuízos”.

Johnny Marcus é radialista e jornalista em Lucas do Rio Verde, Mato Grosso

3 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - Responder

    Deve ter fumado o cigarrinho do capeta. Nem esse nome deve ser o verdadeiro desse ninguém fala ojsem saber só para aparecer.

  2. - Responder

    Vão derrubar é uma presidente incompetenta que vai cair pelos crimes que cometeu.

  3. - Responder

    Na mesma linha, Indignado e Osmir têm inteligência e moral para fazerem os comentários que fazem aqui neste espaço? Não, claro. Mas em respeito à Democracia temos que conviver com esses histriões. São engraçados, deveriam aproveitar o talento para trabalhar em algum circo e fazer rir mais pessoas, ganhando, evidentemente, alguns trocados. As respectivas mamães ficariam orgulhosas e veriam, finalmente, esses folgados trabalhando…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

catorze + dezessete =