JORNALISTA JOHNNY MARCUS: “Morte de Celso Daniel pode ter elo com esquema na prefeitura, diz Moro.” Perdoem-me pela linguagem chula mas o que é que o cu tem a ver com as calças neste caso? O que que a Lava Jato tem a ver com o assassinato do prefeito petista em 2002? Sérgio Moro é um cavaleiro incansável. Sua cruzada fundamentalista precisa de, a todo custo, encontrar o Santo Graal da Lava Jato: a condenação de Luiz Inácio Lula da Silva, o torneiro mecânico maludo que ousou sair da senzala e invadir a casa grande

Johnny Marcus

Johnny Marcus

MORO, O UBÍQUO
Por Johnny Marcus

Sérgio Moro é um cavaleiro incansável. Sua cruzada fundamentalista precisa de, a todo custo, encontrar o Santo Graal da Lava Jato: a condenação de Luiz Inácio Lula da Silva, o torneiro mecânico maludo que ousou sair da senzala e invadir a casa grande.
Sem juntar lé com cré, não é que agora o presidente da República de Curitiba – diretamente de sua Guantánamo particular – vem com mais uma fanfarronice?
No Globo: “Morte de Celso Daniel pode ter elo com esquema na prefeitura, diz Moro”
Perdoem-me pela linguagem chula mas, o que é que o cu tem a ver com as calças neste caso? O que que a Lava Jato tem a ver com o assassinato do prefeito petista em 2002?
Importante frisar que em duas investigações foi concluído que tratou-se de um crime comum, sem motivação política. É sempre assim: toda vez que não há nada de concreto contra Lula, ressuscita-se – sorry pelo trocadilho mórbido – Celso Daniel.
Foi o que ocorreu em 2002, quando às vésperas da primeira vitória de Lula, o Engavetador, quer dizer, Procurador Geral da República, Geraldo Brindeiro, apresentou denúncia ao Supremo contra integrantes do PT pelo assassinato do ex-alcaide de Santo André.
Contudo, Nelson Jobim, ministro sorteado para o caso, acabou com a alegria dos golpistas de sempre e descartou a acusação como simples “denuncismo”. Outros ministros do STF bem que poderiam aprender com a lucidez jobiniana.
Como Sérgio Moro pensa que a jurisdição da Lava Jato é ampla, geral e irrestrita, não é de se admirar que ele invente também de investigar o assassinato de Kennedy; o ataque às Torres Gêmeas ou a derrota da seleção brasileira para o Uruguai na final da Copa de 1950 na tentativa de incriminar o melhor presidente da história do Brasil e, imitando José de Arimatéia, colher o sangue de Luiz Inácio no Santo Graal após crucificação em praça pública.

Johnny Marcus é jornalista em Mato Grosso

2 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 191.250.32.206 - Responder

    Os petistas querem tapar o sol com a peneira para esconder o que já está confessado, ou seja, o partido se lambuzou do dinheiro do povo e o gastou para tudo, e agora tem a suspeita de usou até para abafar o caso Celso Daniel.

    Johnny Marcus, quem matou o Celso Daniel???

  2. - IP 179.253.60.172 - Responder

    Pergunte pra JARARACA!!!!

    Um quiz pra vc!!

    Acorde meu amigo…..

    O livros de história no futuro vao dizer quao nefasto foi a vaidade da “Esquerda Marxista” no Brasil e na Marica Latina…

    Acorde….

    Esse rancor pueril contra o capitalismo nao o leou a lugar algum.. Nem a Russia e nem Cuba querem mais ele…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

15 + catorze =