JOHNNY MARCUS: A quem caberá a responsabilidade caso Genoíno morra dentro da cadeia? Ou ele, conforme li num comentário de uma internauta, “tem mais é que morrer mesmo”? Em todo o caso, como Genoíno ainda insiste em viver, a saída é torná-lo um Quincas Berro D’àgua e matá-lo moralmente antes.

O jornalista Johnny Marcus e José Genoino, ex-presidente nacional do Partido dos Trabalhadores

O jornalista Johnny Marcus e José Genoino, ex-presidente nacional do Partido dos Trabalhadores

A morte e a morte de José Genuíno

por Johnny Marcus

 

Leio nos jornais que a junta médica indicada pela UnB para avaliar o estado de saúde do deputado federal pelo Partido dos Trabalhadores, José Genoíno, concluiu que sua doença não é grave e que ele não precisa ser tratado em casa.

Agora depende do humor, sempre imprevisível, do presidente do STF, Joaquim Barbosa, se Genoíno receberá ou não o benefício da prisão domiciliar. Barbosa já demonstrou por várias vezes que sofre de um ódio patológico contra o PT.

Aliás, Barbosa é contra tudo e todos. Bíblia, Constituição, imprensa, Judiciário, atlas, lista telefônica – não importa – está tudo errado. Só ele está certo.

Mas voltemos a Genoíno. Assim como todo político, de bobo ele não tem nada. Ele sabia muito bem que, enquanto presidente do PT, cometia o crime de caixa dois ao assinar empréstimos junto aos bancos Rural e BMG.

O que Barbosa e o chamado PIG (Partido da Imprensa Golpista) insistem em ignorar, apesar de provas documentais, é que esses empréstimos foram saldados pelo Partido dos Trabalhadores.

Tanto que as contas de campanha do PT foram aprovadas pelo TSE, presidido à época pela ministra Cármen Lúcia, também ministra do STF. Isso posto, qual a culpa de Genoíno? Repito o que escrevi ali em cima: caixa dois de campanha.

Gosto, de tempos em tempos, repetir uma frase de Raul Seixas: “O que falta é cultura pra cuspir na estrutura”. Eu quero dizer, vejo muita gente se dizer revoltada contra o PT e os “mensaleiros” sem um mínimo de informação.

Qualquer estudante de Direito sabe que a Ação Penal 470 é um colcha de retalhos sem fim. Na falta de provas contundentes, apelou-se para a teoria do domínio do fato, tese do jurista alemão Claus Roxin.

Interessantíssimo que o próprio autor da tese, em recente visita ao Brasil, declarou que ela não é aplicável no caso do “mensalão” por um motivo muito prosaico: a sua simples evocação não dispensa a apresentação de provas. É a destruição total do “in dubio pro reo”.

Então quer dizer que não há provas de que o “mensalão” de fato existiu? Não, não há. O que existe é uma série de “eu suponho que”; “não poderia ter sido de outra forma”; “propina não passa recibo” repetida pela quase unanimidade dos ministros do Supremo Tribunal Federal em seus votos. O constrangimento é tanto que eles mandaram retirar da redação final essas expressões proferidas durante o voto oral.

Voltemos de novo a Genoíno. Ele tem 67 anos de idade, quase morreu em junho passado quando foi submetido a uma cirurgia para corrigir uma dissecção aguda da aorta torácica ascendente.

Preso em bizarra operação comandada por Joaquim Barbosa no feriado da Proclamação da República (data convenientemente simbólica para as pretensões políticas do presidente do STF), Genoíno passou mal durante o voo de São Paulo (onde deveria cumprir a pena) a Brasília.

Esse deslocamento, incompreensível até mesmo para Marco Aurélio de Mello, colega de STF de Joaquim Barbosa, é somente uma das arbitrariedades cometidas contra o parlamentar petista pelo ministro da Suprema Corte.

Um exemplo: Barbosa irritou-se com o que, no seu obtuso entendimento, interpretou como gentileza excessiva a autorização da prisão domiciliar de José Genoíno, pelo juiz de execuções penais de Brasília, Ademar Vasconcelos.

Num canetaço – fortemente criticado em nota oficial da Associação dos Magistrados do Brasil (AMB) – Joaquim Barbosa substituiu Ademar por Bruno André Silva Ribeiro, filho do ex-deputado distrital do PSDB Raimundo Ribeiro.

Sempre bom lembrar que Raimundo Ribeiro é unha e carne com o ex-governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda, filmado aceitando propina e indiciado no “mensalão do DEM”. Coincidência?

O calvário de José Genoíno parece não ter fim. Por determinação de Barbosa, o parlamentar foi submetido à avaliação de uma junta médica que simplesmente entendeu que sua gravíssima doença pode ser tratada na prisão mesmo, desde que observadas as devidas precauções.

Importante também destacar que o chefe dessa junta médica é o doutor Luiz Fernando Junqueira, que segundo se comenta no meio, há muito tempo deixou de clinicar.

A quem caberá a responsabilidade caso Genoíno morra dentro da cadeia? Ou ele, conforme li num comentário de uma internauta, “tem mais é que morrer mesmo”?

Em todo o caso, como Genoíno ainda insiste em viver, a saída é torná-lo um Quincas Berro D’àgua e matá-lo moralmente antes.

Por isso toda a minha solidariedade a Genoíno e sua filha Miruna, que publicou na internet este comovente desabafo:

“Deve ser muito chato me conhecer nesse momento. Porque é muito chato ser eu mesma nesse momento. E porque sempre é melhor olhar para o lado do que parar e pensar no que fazer quando algo muito grave está acontecendo. Com a minha família, claro.

Finalmente o Joaquim Barbosa tem o que queria, um laudo médico, feito com meu pai já alimentado corretamente e medicado, e ao lado da família, dizendo que não, ele não tem nada grave. Ele quase morreu em julho, venceu os 10% de chances de sobreviver, teve uma dor que só o fazia pensar em morrer com tal de que ela se fosse e não, ele não tem nada grave.

Meu pai teve vários episódios de pressão alta na prisão, comeu lixo e voltou com o sangue quase se esvaindo em uma hemorragia, mas sim, na prisão é possível que seja bem cuidado.

Agora eu me pergunto: SRS. MÉDICOS, OS SRS. ESTIVERAM NA PAPUDA? Com que autoridade os srs. sentem-se no direito de dizer que meu pai pode voltar para lá? Viram as condições oferecidas? Comeram a comida de lá? Foram ao banheiro de lá? Viram o ambulatório? Equipamentos de lá? Não precisam me responder.

Hoje eu estou aqui, longe do meu pai, com o coração sangrando, no fundo do poço, o os senhores estarão entrando em seus consultórios certamente com a consciência muito tranquila.

No entanto, apesar de ser difícil, eu acredito que a justiça, não a dos homens, não falha jamais, e que vocês um dia sentirão na pele o que é agir com falta de humanidade e sem um mínimo de vergonha na cara.

TENHO VERGONHA DO MEU PAÍS, QUE DEIXA QUE SE CONDENE UMA PESSOA À PENA DE MORTE ENQUANTO SEU ÚNICO ERRO FOI NÃO TER MEDO DE LUTAR PELOS DEMAIS”.

 

Johnny Marcus é jornalista em Cuiabá, Mato Grosso

Categorias:Direito e Torto

9 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 201.23.164.133 - Responder

    A questão é que ele tenha um tratamento igual a todos os outros presos. Se o PT não foi eficiente para o sistema prisional, a corrupção dele contribuiu para isso, então que m….

  2. - IP 177.3.33.210 - Responder

    Johnny marcus vc é um imbecil e malandro igual o bandido que defende.

  3. - IP 201.57.233.221 - Responder

    dá até preguiça de ler …

  4. - IP 177.221.96.140 - Responder

    O Genoíno está agindo como um farsante. Duas juntas médicas já constataram que ele está em plenas condições de cumprir a sua pena. E não tem essa de aposentadoria por invalidez, então a militÔncia petralha que trate de arranjar outra farsa, porque essa já falhou.

  5. - IP 201.57.87.66 - Responder

    Esse Genoino quando foi preso em SP NÃO QUIS FAZER EXAME MÉDICO. Ele assinou um termo formal renunciando a esse ato. Depois posa de coitadinho. Ora, cria vergonha na cara Genoino, vai trabalhar, os médicos já disseram que você está bem. Peça para o seu colega Dirceu uma vaguinha no Hotel St. Peter em Brasília. Lá o pessoal paga bem os mensaleiros (só os mensaleiros).

  6. - IP 200.131.224.2 - Responder

    Não perdi meu tempo em ler essa merda de comentário. Mas só pelo título eu te respondo.

    Ao mesmo responsável pelas outras mortes que ocorrem em outros presídios.
    A única diferença é que este bandido do PT fez mal ao Pais inteiro.
    E outra coisa, vai estudar.
    Ainda, se serve de consolo, eu “ajudo” na passagem pra você deixar o nosso País. #javaitarde

  7. - IP 177.55.33.18 - Responder

    Já que estão tão preocupados com o bandido do Genoíno leva pra casa juntamente com os milhares de outros que estão mais doentes nos presídios do Brasil. No Mato Grosso tem 200 com tuberculose e não vi ninguém dos PeTralhas ou direitos humanos falar algo. Quem sabe se eles se filiarem ao PT e levantarem os punhos e gritarem que são inocentes e presos políticos apareçam para socorre-los.

  8. - IP 177.41.92.30 - Responder

    O jornalista está equivocado. Deveria compartilhar da estrutura de poder atualpara fazer defesa tãointransigente. Melhor verificar o passado desse jovem

  9. - IP 179.216.213.140 - Responder

    Fica tranqü, Johnny Walker, nosso grande companheiro tem um lugar cativo reservado no céu a todos os grandes combatentes da causa socialista. Pena que vcs não crêem no paraíso…mas bem que tentam transferir o inferno aqui pra terra.

    Qto a sua noção de ‘dereito’, sugiro que retorne urgente ao banco escolar. Isso que dá ficar militando em movimento estupidantil ao invés de estudar. Mas a culpa pode tbm ser do chapéu. Algumas teorias atribuem ao uso contínuo desse equipamento que separa as orelhas a incrível capacidade de fritar algumas células nervosas. Vai saber…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

1 + 11 =