Jean Wyllys afirma que 60% dos deputados contratam prostitutas

"Eu diria que 60% da população masculina do Congresso Nacional faz uso dos serviços das prostitutas, então acho que esses caras vão querer fazer uso desse serviço em ambientes mais seguros", disse o deputado do PSOL

Jean Wyllys afirma que 60% dos deputados contratam prostitutas

FOLHA DE S PAULO, DE BRASÍLIA

Autor de um projeto de lei que legaliza a prostituição, o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) afirmou que 60% dos homens do Congresso usam os serviços de prostitutas.

A declaração de Wyllys, homossexual assumido, foi feita em entrevista ao portal iG, ao avaliar qual seria a chance de sua proposta ser aprovada, uma vez que o tema é tabu para a maioria dos deputados.

“Eu diria que 60% da população masculina do Congresso Nacional faz uso dos serviços das prostitutas, então acho que esses caras vão querer fazer uso desse serviço em ambientes mais seguros”, disse.

A frase não foi bem recebida por representantes da bancada evangélica, que pretendem trabalhar pelo arquivamento da proposta.

“Se ele [Wyllys] sabe quem faz isso, por uma questão de responsabilidade eu o desafio a dizer os nomes dos deputados que vão aos prostíbulos”, disse o deputado Anthony Garotinho (PR-RJ), vice-presidente da Frente Parlamentar Evangélica.

O projeto de Wyllys prevê que será considerada profissional do sexo toda pessoa maior de 18 anos e absolutamente capaz que voluntariamente presta serviços sexuais mediante remuneração. Segundo o texto, os profissionais poderão atuar de forma autônoma ou em cooperativa e terão direito a aposentadoria especial com 25 anos de serviço.

Na proposta, o parlamentar também diferencia a prostituição da exploração sexual.

“É de um moralismo superficial causador de injustiças a negação de direitos aos profissionais cuja existência nunca deixou de ser fomentada pela própria sociedade que a condena”, afirmou o deputado, que não foi localizado pela Folha ontem.

Proposta similar foi apresentada pelo ex-deputado Fernando Gabeira em 2003. Após pressão de integrantes de setores conservadores da Casa, ela teve como destino o arquivo.

6 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.7.78.19 - Responder

    Bem , se 60% dos deputados usam os serviços sexuais de membros da sua familia é problema deles ; o mal disso é que provavelmente pagam com nosso dinheiro. Como no congresso tambem tem deputados gays , uma certa porcentagem deve contratar os serviços de garotos de programa. Resumindo tá até sobrando tempo para sandiçes como essa idéia.

  2. - IP 177.7.73.153 - Responder

    COISA DE VIADO. VIADO SÓ FOCA VIADAGEM E IMORALIDADE. ESSA BIBA FOI ELEITA PELAS BIBAS PRA ACABAR DE FERRAR AQUELE CONGRESSO PODRE. ESSA BANCADA GAY SÓ NÃO É PIOR QUE A TAL BANCADA CRISTÃ…É PRA DESANIMAR QUALQUER CIDADAO DE SE INDIGNAR E TOCAR O FODA-SE TAMBEM…

    • - IP 186.213.225.247 - Responder

      Esse Carlão deve ser uma biba enrustida. Se a lei for aprovada, você vai poder pedir nota fiscal dos teus.

  3. - IP 177.132.243.234 - Responder

    Jean Wyllys é o cara! Sou fã.

  4. - IP 187.24.114.148 - Responder

    Jean Wyllys para presidente. Chega de mediocridade nesse país!!
    Reafirmo a impressão de que esse Carlão é biba enrrustida, e o Roberto Ruas, pegador de puta ou traveco do zero quilometro, nas escuras, é lógico!

  5. - IP 177.147.187.170 - Responder

    Como dizia a música… “que País é esse….! Esse são os homens que nós eleitores escolhemos para nos representar. É triste mas é realidade, e me surge a seguinte dúvida: onde nosso Mundo irá parar? O que será das próximas gerações com homens desse perfil no Congresso.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

doze + um =