TCE - OUTUBRO

HOMOFOBIA NA CORTE: Advogado Wellington Cardoso Ribeiro, chamado de “bicha” pelo desembargador Juvenal Pereira da Silva, anuncia processo contra presidente do Tribunal Regional Eleitoral, exige retratação pública e diz que vai até ao Conselho Nacional de Justiça

Advogado vai processar presidente do TRE/MT após ser chamado de “bicha” em sessão

Da Redação – Katiana Pereira
DO OLHAR JURÍDICO

O advogado Wellington Cardoso Ribeiro, que atua na cidade de Brasnorte (627 km de Cuiabá), pretende mover uma ação por danos morais contra o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT), desembargador Juvenal Pereira da Silva, que o ofendeu publicamente durante uma sessão daquela Corte realizada no último dia 11 de julho.

O sistema de gravação do plenário captou o presidente proferindo as seguintes palavras. “Fala pro Breno já ir colocando os ofícios, encaminhando, convocando, porque esse pessoal vai virar uma sarna com esse ‘advogadozinho bicha’ aí”, disse o desembargador.

Ao Olhar Jurídico Ribeiro informou que lamenta muito o ocorrido e que, desde então, se tornou motivo de piada, chacota e que foi ridicularizado de maneira irreparável. “Eu achei que era um servidor que estava falando, o que já seria trágico, mas depois que percebi que era o presidente da casa eu fiquei mais espantado. É vergonhoso o presidente de uma corte se comportar dessa maneira. Eu estava trabalhando, atuando e fui humilhado publicamente. Exijo uma retratação pública e vou mover uma ação contra o presidente sim”, afirmou.

O advogado disse ainda que, como as sessões são gravadas e ficam disponíveis no portal, o acontecimento tomou proporções ainda maiores. “Esse áudio corre livre pela internet, Facebook e onde mais você possa imaginar. Já procurei o Conselho Federal da Ordem dos Advogados. Outro advogado, que mora em Brasília e atua diretamente nos tribunais superiores também entrou no caso e vamos ao Conselho Nacional de Justiça ainda essa semana”.

O presidente do TRE/MT aceitou conversar com o Olhar Jurídico ainda na manhã desta segunda-feira (19), para prestar esclarecimentos sobre o caso.
————-
Presidente do TRE/MT admite fala em sessão, mas nega ter ofendido advogado

Da Redação – Katiana Pereira
OLHAR DIRETO

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT), em entrevista ma manhã desta segunda-feira (19), admitiu ao Olhar Jurídico que a gravação em que aparece dizendo “fala pro Breno já ir colocando os ofícios, encaminhando, convocando, porque esse pessoal virou o sarna com esse ‘advogadozinho bicha’ aí”, é dele, mas garantiu que não se referia ao advogado Wellington Cardoso Ribeiro, que atua na cidade de Brasnorte (627 km de Cuiabá).

O desembargador explicou que fez um comentário, em “tom de brincadeira”, sobre alguns amigos que se comunicam em um grupo pelo serviço de mensagens instantâneas “WhatsApp”. “O comentário não foi sobre o advogado em questão. Foi um comentário sobre um advogado que é amigo e que possui um grupo no WhatsApp. Eu estava de olho no celular, pois esperava uma mensagem de sobre uma operação da minha mãe e toda hora era incomodado com o alerta de mensagem”, explicou.

Leia mais
Advogado vai processar presidente do TRE/MT após ser chamado de “bicha” em sessão

Silva sustentou ainda que quem o conhece sabe que “trata a todos muito bem, com simplicidade e humildade”. O magistrado esclareceu ainda que o caso não envolve nenhuma questão eleitoral, uma vez que não era o relator do processo pelo qual Ribeiro atuava na defesa durante a sessão realizada no último dia 11 de julho.

Conforme o Olhar Jurídico já revelou, o advogado Wellington Cardoso Ribeiro pretende mover uma ação por danos morais contra o desembargador Juvenal Pereira da Silva, por entender que o magistrado o ofendeu publicamente durante sessão naquela Corte.

O sistema de gravação do plenário captou o presidente proferindo as seguintes palavras. “Fala pro Breno já ir colocando os ofícios, encaminhando, convocando, porque esse pessoal virou o sarna com esse ‘advogadozinho bicha’ aí”.

Ribeiro informou que lamenta o ocorrido e que, desde então, se tornou motivo de piada, chacota e que foi ridicularizado de maneira irreparável. “Eu achei que era um servidor que estava falando, o que já seria trágico, mas depois que percebi que era o presidente da casa eu fiquei mais espantado. É vergonhoso o presidente de uma corte se comportar dessa maneira. Eu estava trabalhando, atuando e fui humilhado publicamente. Exijo uma retratação pública e vou mover uma ação contra o presidente sim”, afirmou.
—————-


Presidente do TRE/MT e advogados serão colocados frente a frente na OAB

Da Redação – Katiana Pereira
OLHAR DIRETO

A Diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso (OAB/MT) enviou ofício à Presidência do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT) na última sexta-feira (16) solicitando a gravação completa da sessão realizada no último dia 11 de julho, para analisar fatos denunciados pelo advogado Wellington Cardoso Ribeiro, que atua na cidade de Brasnorte (627 km de Cuiabá), que alega ter sido chamado de “advogadozinho bicha” pelo presidente daquela Corte.

Na tarde desta segunda-feira (19) todos os advogados que estavam participando do julgamento em questão devem se reunir na sede da OAB, juntamente com o presidente do TRE/MT, o desembargador Juvenal Pereira da Silva. Ao Olhar Jurídico o presidente da Seccional, Maurício Aude, ponderou que a Ordem vai assegurar que os Direitos dos advogados sejam resguardados.

“Em todo processo democrático deve prevalecer a urbanidade entre juízes, advogados, promotores. Por isso solicitamos a gravação, para averiguar tudo que aconteceu. Também pedimos que o desembargador informe sobre qual advogado estava se referindo. O desembargador me telefonou nesta manhã e garantiu que irá se reunir conosco e prestar esclarecimentos. Afinal, conforme a Constituição Federal e o Estatuto da Advocacia não há hierarquia entre os operadores do Direito e o respeito é o mínimo que se deve esperar nessa relação”, pontuou.

Leia mais
Advogado vai processar presidente do TRE/MT após ser chamado de “bicha” em sessão
Presidente do TRE/MT admite fala em sessão, mas nega ter ofendido advogado

O advogado Wellington Cardoso Ribeiro informou ao site que pretende mover uma ação por danos morais contra o presidente TRE/MT, desembargador Juvenal Pereira da Silva, por entender que o magistrado que o ofendeu publicamente durante uma sessão daquela Corte realizada no último dia 11 de julho.

O sistema de gravação do plenário captou o presidente proferindo as seguintes palavras. “Fala pro Breno já ir colocando os ofícios, encaminhando, convocando, porque esse pessoal virou o sarna com esse ‘advogadozinho bicha’ aí”.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE/MT), em entrevista ma manhã desta segunda-feira (19), admitiu ao Olhar Jurídico que a gravação em que aparece dizendo “fala pro Breno já ir colocando os ofícios, encaminhando, convocando, porque esse pessoal virou o sarna com esse ‘advogadozinho bicha’ aí”, é dele, mas garantiu que não se referia ao advogado Wellington Cardoso Ribeiro.

O desembargador explicou que fez um comentário, em “tom de brincadeira”, sobre alguns amigos que se comunicam em um grupo pelo serviço de mensagens instantâneas “WhatsApp”. “O comentário não foi sobre o advogado em questão. Foi um comentário sobre um advogado que é amigo e que possui um grupo no WhatsApp. Eu estava de olho no celular, pois esperava uma mensagem de sobre uma operação da minha mãe e toda hora era incomodado com o alerta de mensagem”, explicou.

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

treze + dois =