Helena Bortolo, mulher, sindicalista e lutadora do povo é uma candidata exemplar, que se apresenta defendendo teses de esquerda para a disputa de uma cadeira na Câmara de Cuiabá pelo PSB

Helena Maria Bortolo, licenciada em Geografia, com especialização em Filosofia, é professora da Rede Pública de Ensino, em Cuiabá, desde 1980

Uma das mais ativas e coerentes lideranças do sindicalismo, em Cuiabá. Assim se pode definir a professora Helena Maria Bortolo que disputa uma vaga de vereadora, na Câmara Municipal, pela legenda do Partido Socialista Brasileiro.

Só que Helena Bortolo é mais do que uma sindicalista. Helena Bortolo é uma militante de esquerda que jamais vacilou na defesa dos interesses do proletariado em nosso Estado, com histórico compromisso com uma Educação Pública, Gratuita e de Qualidade, e uma ligação permanente com as mais diversas organizações independentes do povo, com as lutas pela reforma reforma agrária e com o combate à corrupção nas instituições públicas. A proteção que Helena Bortolo, o professor Gilson Romeu e o Sintep/Subsede estenderam sobre a figura do Cearazinho, do MCCE, em momento vital para a sobrevivencia deste combatente e do seu movimento, são daquelas atitudes que eternizam uma liderança social em face da omissão de tantos e tantos boquirrotos.

Com o PT desgastado por sua subordinação, nestes últimos anos, aos coronéis do agronegócios e do PMDB, Helena Bortolo trocou seu partido de origem pelo PSB – o que, certamente, traduz um esforço de depuração, no confuso cenário em que se procura preservar a militância de esquerda em nosso Estado. Todos nós sabemos que já não dá mais para caracterizar o PT como “o” partido dos trabalhadores – e as teses da esquerda hoje vão sobrevivendo através da defesa que é feita por militantes do PSB, do PC do B, do PDT, do PSOL, do PCB, do PV, do PSTU, do PPL, e mesmo em pequenos grupamentos ainda acomodados dentro do velho PMDB, que prestam reverência à memória de Francisco Pinto, Freitas Nobre e Alencar Furtado – e mesmo por homens e mulheres que não tem qualquer espécie de vínculo partidário.

Helena Bortolo iniciou sua militância nas Comunidades Eclesiais de Base e sempre manteve forte ligação com os setores mais combativos da Igreja Católica. Atuou por duas gestões como presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público – Sintep/Subsede de Cuiabá e poucas lideranças, como ela, souberam expressar a luta pela valorização dos profissionais da Educação e a defesa da Escola Pública.

Conhecendo Helena Bortolo muito de perto, posso dizer que se ela tem algum defeito é o de se empenhar às vezes com paixão excessiva na defesa de suas teses, notadamente no que se refere à Educação Pública. Conheço poucas pessoas neste Estado tão preparadas para as diversas abordagens que a Educação Pública está a cobrar das autoridades públicas como a sindicalista Helena Bortolo. Ao elegê-la, os cuiabanos haverão de garantir, na Câmara Municipal, uma vereadora que nos dará, certamente, enorme contribuição para que Educação Pública em Cuiabá não só avance em números e em resultados como, principalmente, em humanização.

Helena Bortolo avançou para além daqueles limites que fazem dela uma mulher comprometida, de corpo e alma, com a busca de transformações em nossa vida. Helena Bortolo é uma pessoa decididamente radical em seu comportamento, possuida por aquela radicalidade que a faz sempre buscar as razões para os impasses deste mundo. Imagino que, independentemente de um mandato, de um cargo de comando em um sindicato, de um título qualquer, Helena Bortolo haverá de ser sempre um exemplo permanente de dignidade pessoal, de solidariedade, de espírito público, de compromisso com a coletividade.

Eu parabenizo Helena Bortolo por ser como é e por nunca fugir às batalhas que a vida lhe propõe. Ao se candidatar à Câmara, Helena Bortolo está novamente demonstrando que nunca foi de vacilar. Em frente, companheira! Minha torcida é para as urnas, em 7 de outubro, honrem a sua trajetória e nos garantam a sua presença entre os vereadores que começam a atuar em fevereiro de 2013.

2 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 186.213.58.42 - Responder

    Estamos torcendo muito para que seja contemplada nas urnas, 7 de outubro em Cuiaba. Parabéns por sua militância a favor de uma educação publica de qualidade neste país.

  2. - IP 177.64.225.94 - Responder

    Parem! Perderam a noção do que é esquerda em nosso país ou querem nos taxar de bestas? Eu não sei responder, mas com todo o respeito, Onde a sindicalista está a posição é legitimamente de centro direita. Convenhamos. E nos poupe.

Deixe uma resposta para Urbano Ribeiro dos Reis    ( cancelar resposta )

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

doze − três =