gonçalves cordeiro

GUSTAVO CARRARA: Até quando vamos acreditar que as obras da Copa serão concluídas e que receberemos o tão esperado evento? Ora, paciência tem limites!

Gustavo Carrara é advogado em Cuiabá

ATÉ QUANDO?
por GUSTAVO CARRARA

Até quando nossa cidade vai suportar tamanho descuido e despreparo nas obras de mobilidade urbana para a Copa do Mundo?

Até quando nossa população vai esperar pelos trilhos que não chegarão?

Até quando vamos ficar sentados e aceitar as soluções paliativas que nossos governantes oferecem?

Até quando vamos acreditar que as obras da Copa serão concluídas e que receberemos o tão esperado evento?

Ora, paciência tem limites!

Em todas as cidades sedes para a Copa 2014 existem obras atrasadas, porém Cuiabá é a campeã em despreparo e desrespeito com dinheiro público.

Vejam o caso do VLT – Veículo Leve sobre Trilhos, que não deverá ficar pronto para a Copa. Havia sido escolhido o modal do BRT – Bus Rapid Transport, entretanto, depois de arranjos políticos e até supostas fraudes no Ministério das Cidades, conforme denunciado pela grande imprensa, foi escolhido o VLT, o que custaria o triplo do outro projeto.

Segundo publicação do site UOL, os vencedores da licitação já eram conhecidos um mês antes do certame. O preço foi de R$ 1,4 bilhão de reais por 22,2km, ou seja, teremos um custo de 63 milhões de reais por quilometro de trilhos.

Nas outras cidades sedes, em sua maioria houve a opção pelo modal do BRT – Bus Rapid Transport, entre elas Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Porto Alegre, Recife e Rio de Janeiro.

O VLT somente foi escolhido por Cuiabá, Brasília e Fortaleza (Manaus e São Paulo escolheram o monotrilho, que depois foi abortado). Somente o VLT de Recife está com o cronograma em andamento, o projeto de Brasília foi abortado em virtude de não ficar pronto para a Copa.

O que causa indignação são os preços, em Brasília o VLT estava orçado em 300 milhões de reais para percorrer 13km e o de Fortaleza em 265 milhões de reais para percorrer os mesmos 13km, ou seja, a custo médio de quase 22 milhões de reais por quilometro de trilhos. Ao compararmos com a obra de Cuiabá, temos a certeza de que estamos pagando 3 vezes mais por um projeto que certamente não ficará pronto para a Copa.

Recentemente, li um artigo do ex-Senador Antero Paes de Barros onde dizia que os trilhos do trem não chegarão a Cuiabá, agora fico em dúvida se os trilhos do VLT também chegarão.

E o que dizer dos desvios de trânsito das obras? Existem carretas que não respeitam a proibição de circulação na cidade e também têm que passar pelos estreitos desvios, o que gera mais lentidão, buracos, quando não derrubam fios pelas ruas onde passam.

Há quem diga que Cuiabá, Natal e Manaus serão cortadas da Copa, justamente por descumprirem o cronograma. Não seria de se estranhar, pois o despreparo é absurdo. Entretanto, seria uma derrota inesquecível para Cuiabá.

Até quando vamos aceitar esta situação?

Obs.: as informações foram obtidas do site do Comitê Organizador da Copa, www.portal2014.org.br.

Gustavo Carrara é advogado em Cuiabá – MT.

5 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - Responder

    Meu caro advogado, com estes governantes e deputados a cidade vai ficar assim, um buraco enorme?

  2. - Responder

    NINGUÉM VAI AGIR…NINGUÉM VAI FAZER NADA…
    .SOMOS TODOS UM BANDOS DE BORRA-BOTAS!!! POR ISSO QUE OS LADRÕES TOMARAM TODO NOSSO ESTADO DE ASSALTO!!!

  3. - Responder

    Apesar de não conhecer o sr, Carrara, concordo com suas críticas em relação as obras para a tão falada Copa do Mundo de 2014, em Cuiabá. Além do nosso governador não ter a experiência necessária para estar a frente de grandes projetos, como gestor maior desse Estado, está assessorado por uma equipe muita fraca, tecnicamente falando. É claro que tudo que está sendo feito é necessário e deveria ter começado há muito tempo, sendo uma obra de cada vez para não travar o trânsito da capital e V. Grande e prejudicar, de forma direta, grande parte de nossa população. Desde a falecida AGECOPA até atual SECOPA, muitos escândalos envolvendo fraudes em licitações, devio de verba pública, compra irregular de veículos e outras “cousas” mostram, claramente, que a FIFA vai ter muito trabalho com esse subsede da Copa…. Nós, os simples mortais, é quem está pagando o alto preço pela falta de planejamento, perdemos tempo e dinheiro no trajeto, um desvio cheio de buracos que nos ibrigam a passar… mas quem se importa? Não é governador?

  4. - Responder

    Caro Enock. Eu pergunto a vc e ao jovem advogado que escreveu o texto, ATÉ QUANDO MATO GROSSO SERÁ REFÉM DOS CORRUPTOS? DOS CAMPEÕES DE PROCESSOS? É LAND ROVER, É VLT, PRECATÓRIOS, CONTA ÚNICA, SECRETÁRIOS MILIONÁRIOS E GOVERNADORES COM ENORMES FAZENDAS. ATÉ QUANDO???

  5. - Responder

    Eu respondo: vamos aguentar calados, eta socidade passiva!!!!!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

18 − seis =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.