GREVE FOI SUSPENSA MAS A LUTA CONTINUA: Sob ataque da Prefeitura e do Tribunal de Justiça, médicos de Cuiabá suspendem sua greve. Segundo o Sindimed, a categoria retoma os trabalhos, mas em estado permanente de denúncias. Os profissionais irão expor à sociedade todas as irregularidades que forem encontradas nas unidades de saúde da capital, além de continuar as manifestações com a exposições de faixas e panfletos

Maria Helena Póvoas atende Mauro Mendes e decreta ilegal a greve dos médicos em Cuiabá by Enock Cavalcanti

medicos em greve em cuiabá

A greve foi suspensa, mas a luta continua. Os médicos da rede pública de saúde de Cuiabá resolveram retornar às atividades nesta sexta-feira. A decisão foi tomada em assembleia realizada na noite desta quinta (02), depois da truculenta decisão da Justiça de Mato Grosso, através da desembargadora Maria Helena Póvoas, que declarou a ilegalidade da greve que já durava 17 dias e determinou o retorno imediato dos profissionais aos trabalhos com multa prevista em R$ 20 mil por hora de descumprimento. R$ 20 mil por horas, vejam só!

Apesar da retomada aos trabalhos, os profissionais vão recorrer da decisão e continuam em estado de greve. Segundo o Sindimed, a categoria retoma os trabalhos, mas em estado permanente de denúncias. Os profissionais irão expor à sociedade todas as irregularidades que forem encontradas nas unidades de saúde do município, além de continuar as manifestações com a exposições de faixas e panfletos.

Com informações de A Gazeta

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 179.217.118.41 - Responder

    Um bom começo seria o prefeito começar a fiscalizar o exato cumprimento de jornada por médicos, vai que aparece uma solução não é???

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

cinco × três =