GRANDE, COMO ERA GRANDE – Tudo indica que ator Walmor Chagas, aos 82 anos, se matou no sítio a que se recolhera, na zona rural de Guaratinguetá. Segundo amigo, Walmor andava amargurado diante da atual mediocridade do teatro brasileiro

O maior sucesso de Walmor Chagas no cinema foi a interpretação do comendador João Fernandes, na comédia Xica da Silva, dirigida por Cacá Diegues

Depois de intensa atividade artística, ao longo de sua vida, o ator Walmor Chagas  suicidou-se na tarde desta sexta-feira, no sitio onde morava, na cidade de Guaratinguetá, no interior do Estado de S. Paulo.

Walmor estava com 82 anos de idade e, sentindo-se alquebrado diante dos desafios da profissão de ator, há dois anos resolvera se aposentar e se recolher, fixando residencia em um pedaço de terra encravado numa região de difícil acesso, lá nos cafundós paulistas. Todas as evidências são de que o grande ator acabou se matando.

Ao lado de nomes como Sérgio Brito, Italo Rossi e Paulo Autran, Walmor era considerado um dos mais respeitados profissionais do teatro e da televisão brasileira. No Jornal Nacional desta sexta, trecho de uma velha entrevista foi mostrada em que ele dizia ter aprendido muito com os atores americanos e que gostava de imitá-los. Eu, pessoalmente, o achava muito parecido com o inglês Jeremy Irons. Irons é um pouco mais magro mas a semelhança física me parece enorme.

———

A REPERCUSSÃO DA MORTE DE WALMOR CHAGAS
‘O Walmor era um ator para todas as ocasiões’, declara Amir Haddad

O ator Walmor Chagas, de 82 anos, foi encontrado morto na tarde desta sexta-feira (18) por um funcionário, na chácara onde o ator vivia, na cidade de Guaratinguetá, no interior de São Paulo. As circunstâncias da morte serão investigadas pela polícia.

O diretor de teatro Amir Haddad conviveu com Walmor e concorda com sua opinião, dada em entrevista ao programa Starte, da Globo News, de que o teatro passa atualmente por um processo de mediocridade. “Só nós, que somos dessa geração chegando aos 80, é que sabemos a diferença e a modificação eu houve na vida teatral brasileira. Eu não cheguei a me isolar como o Walmor, mas eu saí para outra região para não me submeter a essa mediocridade. E trabalho e resisto para que isso não desapareça”, declara o diretor.

Em relação à perda do amigo, Amir diz que se sente desolado quando uma pessoa com a representatividade do Walmor desaparece. Porque todos nós somos inevitavelmente obrigados a passar para o outro lado da vida, para as praias de outros tempos. Mas sempre que uma figura tão emblemática dessa desaparece. “Dói. A gente sente e fica com pena. Principalmente uma vida como a de Walmor. Eu vi grandes espetáculos com ele. Me acostumei a ir ao teatro vendo ele trabalhar, vendo o esforço dele pra fazer o teatro Ziembinski funcionar, vendo as dificuldades que foram criadas para um homem como ele, que deveria ter todas as facilidades. Eu não entendo que um homem que viveu como ele possa ter chegado a um final da vida amargurado. Isso é um problema da vida brasileira”, diz Amir.

Em entrevista, Walmor disse que não queria mostrar nada que não fosse o melhor dele. “Acho que o Walmor era um ator para todas as ocasiões, que nasceu com o novo teatro brasileiro, que nasceu amando o teatro. Antes dele, era um teatro, depois dele, era outro. E ele sempre foi um ator preocupado com as coisas que fazia. O repertório dele é muito grande”, declara Amir.

—————–

Tony Ramos: ‘Walmor fez um dos filmes mais belos do cinema brasileiro’

O ator Walmor Chagas foi encontrado morto na chácara em que vivia em Guaratinguetá (SP), na tarde desta sexta-feira (18). Walmor faleceu aos 82 e tinha mais de 60 anos de carreira.

Tony Ramos trabalhou com Walmor Chagas em sua primeira novela, na TV Tupi de SP, e disse à Globo News, por telefone, que ficou muito emocionado com a notícia: “Esses impactos deixam a gente meio sem chão. Walmor foi um grande ator com quem trabalhei algumas vezes. Um dos maiores atores da história brasileira, muito culto, intelectual, muito bem informado. Ele tem uma história rica, principalmente pelo seu vasto conhecimento de grandes autores e dramaturgos.

Tivemos momentos de altas conversas nos intervalos. Quero que ele tenha um descanso mais que merecido e que os brasileiros se lembrem da importância e da grandeza desse ator”.

fonte G1

3 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 189.31.40.217 - Responder

    Uma grande perda , em que pese sua já avançada idade. Seu papel na minissérie Os Maias , é para mim a melhor de sua carreira.

  2. - IP 177.178.4.73 - Responder

    É triste ver como um grande ator como Walmor Chagas entregou-se para a morte. Foi de maneira rápida, assim como a lembrança de seu trabalho, pois, infelizmente, o nosso país só valoriza trabalhos de péssima qualidade e de falso prestígio. Porém, sei que seu trabalho foi árduo e grandioso. Poucos, são os talentos que encontramos na tv, no cinema e no teatro. Walmor não aguentou e se foi. Mas, seu talento e dedicação serão lembrados por aqueles que sabem valorizar uma verdadeira estrela.

  3. - IP 201.49.166.43 - Responder

    Grande Ator. Paulo Autran, Raul Cortez, Walmor Chagas, inesquecíveis, fizeram o possível dentro da profissão que escolheram. Para ser um bom artista, têm-se que ter muita sensibilidade. Sensibilidade cada vez mais esquecida. O mundo atual solicita de cada um de nós uma atenção maior em relação ao outro. Perceber-nos e perceber o próximo é a questão. Verificar o que se passa e procurar se ajudar e ajudar o próximo quando necessário. Os valores que nos conectam a vida solicitam fortalecimento para não nos perdemos no meio da caminho. É triste saber que alguém desistiu da vida. Sempre fica a impressão que algo faltou. O que cada um de nós podemos fazer para que a vida nossa e do outro seja melhor, dentro das limitações existentes? É a pergunta que cada um de nós deveríamos fazer a cada dia.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

14 − onze =