GRANDE, C0MO ERA GRANDE – Sambista Dicró morre aos 66 anos no Rio

O cantor e compositor Dicró, de 66 anos, morreu na noite desta quarta-feira após sofrer um infarto. O músico era diabético e passou mal após voltar de uma sessão de hemodiálise, em Magé, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. Ele foi levado a um hospital em Magé, mas não resistiu.

Nascido em Mesquita, em 14 de fevereiro de 1946, Carlos Roberto de Oliveira, o Dicró, era conhecido por seus sambas irreverentes e letras de duplo sentido. O apelido Dicró é do tempo em que fazia parte da ala de compositores de um bloco de Nilópolis. Ao assinar as composições, ele colocava as iniciais do seu nome (C.R.O.)

Em 1995 lançou ao lado de Moreira da Silva e Bezerra da Silva o disco “Os Três Malandros In Concert”, uma paródia aos três tenores (Luciano Pavarotti, José Carreras e Plácido Domingo)

Categorias:Gente que faz

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

11 − 4 =