Gilmar Mendes debate, nesta sexta (22), para poucos e bons, em Cuiabá, na sede da Amam, “A judicialização da política”. Depois da fala de Gilmar, a desembargadora Maria Helena Póvoas, atual corregedora da Justiça Eleitoral, e o juiz federal Paulo Sodré farão o contraponto

A desembargadora Maria Helena Póvoas, atual corregedora do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal e o juiz federal Paulo Sodré, que centralizam as discussões sobre a judicialização da política, nesta sexta-feira, na Amam

A desembargadora Maria Helena Póvoas, atual corregedora do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal e o juiz federal Paulo Sodré, que centralizam as discussões sobre a judicialização da política, nesta sexta-feira, na Amam

 

Ministro Gilmar Mendes participa de debate sobre “Judicialização da Política”

 

A Associação Mato-grossense de Magistrados (AMAM) promoverá, através da Escola da Magistratura Mato-grossense (EMAM), um encontro jurídico para debater o tema “Judicialização da Política” no dia 22 de agosto de 2014, a partir das 19h30, na sede social da AMAM, para magistrados, professores da EMAM e membros de Poderes e instituições constitucionais.

O evento terá o formato de painel, composto pelo Ministro Gilmar Mendes, na condição de palestrante do tema, e por dois debatedores, a Desembargadora Maria Helena Gargaglione Póvoas e o Juiz Federal e Professor da EMAM, Dr. Paulo Sodré.

Na oportunidade, será firmada a parceria entre a EMAM e o Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP) para realização de cursos presenciais e à distância visando o aperfeiçoamento e capacitação na área jurídica, gestão pública e serviços judiciários. O termo prevê, ainda, a execução de cursos de pós-graduação lato sensu e stricto sensu, de educação continuada ou extensão; elaboração de projetos e desenvolvimento de pesquisas e estudos na área de Política Pública, Sistema de Justiça e Controle de Atos Administrativos; publicação de opiniões e pensamentos e produção científica no sítio da EMAM; realização de simpósios, seminários, workshops, conferências e congressos.

Após a discussão do tema, o Ministro Gilmar Mendes autografará livros de sua autoria ou coordenação.

 

FONTE AMAM

4 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.203.35.106 - Responder

    O tema poderia ser “Judicialização da Política e os Negócios de Gilmar Mendes e seu IDP”. Ou então: “O Público e o Privado, Tudo Junto e Misturado”.

  2. - IP 177.132.246.154 - Responder

    o tema poder ser “ROGER ABDELLMASSIH” estuprador em série, condenado a 278 anos de prisão pela Justiça de São Paulo, que mereceu do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, em 2010, o inimaginável direito de recorrer da sentença em liberdade.

  3. - IP 189.87.159.130 - Responder

    O Ministro GILMAR MENDES, mato-grossense de Diamantino, é, sem duvida alguma, um dos mais preparados membros do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. Atacar gratuirtamente é muito facil, papel aceita tudo. dificil é fazer o que o Ministro GILMAR MENDES fez e continuará fazendo no SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL. uM GRANDE HOMEM, UM GRANDE MAGISTRADO, UM GRANDE MATO-GROSSENSE. Merece nossos aplausos e referencias.

  4. - IP 200.101.28.160 - Responder

    A VERGONHA DE MT…
    ESSE TAL JOÃO PLENÁRIO, VOU FALAR EIN…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

vinte + 4 =