gonçalves cordeiro

Maurício Magalhães vai obrigar muita gente a tirar a máscara

Lançamento da candidatura de Maurício Magalhães a governador pelo PSDB é saudada pelo médico e cronista Gabriel Novis Neves.  "Pelo menos teremos a grande oportunidade de saber quais os critérios para ser político por aqui" - palpita.

Lançamento da candidatura de Maurício Magalhães a governador pelo PSDB é saudada pelo médico e cronista Gabriel Novis Neves. “Pelo menos teremos a grande oportunidade de saber quais os critérios para ser político por aqui” – palpita.

Candidato surpresa
POR GABRIEL NOVIS NEVES

Quando o loteamento partidário da sucessão estadual caminhava tranquilamente para o seu final, com as suas incompreensíveis coligações, eis que surge um fato político novo. Fato bastante esperado pela descrente população mato-grossense, especialmente pelos jovens, mais sensíveis às mudanças.

Maurício Magalhães, com longa folha de serviços prestados ao Estado, se apresenta como pré-candidato a governador pelo seu partido, o PSDB.

Nada de aventura, confronto, rancor, carência de notoriedade, na humildade do ex-presidente da Cemat, Sanemat, ex-secretário de Estado do Governo Dante de Oliveira, entre outros cargos exercidos, sendo o último no Gabinete da Presidência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

Maurício Magalhães desde jovem teve uma intensa militância política, mas nunca se candidatou a nenhum cargo eletivo.

Com a morte do Dante, deu por encerrada a sua participação política e foi cuidar dos netos e amigos.

Mesmo em casa, não suportou constatar o que estava acontecendo no partido, do qual é filiado com direito a voto na convenção.

Avisou ao Presidente do Diretório Municipal que achava estranho o seu partido ter um candidato competitivo à presidência da República e aqui ficar na garupa de um candidato cujo partido apoia em nível nacional o adversário do PSDB.

A resposta que recebeu é que, consultados os líderes, todos abdicaram de montar um palanque para o candidato do partido ao honroso cargo de governador do Estado.

Disse então que colocava o seu nome para ser examinado pelo diretório. Avançou mais, não tinha grupo político, tampouco dinheiro, apenas o seu passado.

Lembrou ainda que o senador mineiro, seu candidato partidário, estava sofrendo aqui um processo de “cristianização”.

No início o seu despojamento cidadão foi tratado com desdém pelos seus correligionários.

Após a imprensa ter conhecido o pré-candidato, pela sua coerência, credibilidade e argumentos, começou a incomodar os negociantes do poder.

Sua pré-candidatura vem ganhando adeptos suprapartidários e a sua posição está protocolada no diretório regional.

A tranquilidade dos justos e a clareza do seu discurso vai obrigar muita gente a tirar a máscara.

Pelo menos teremos a grande oportunidade de saber quais os critérios para ser político por aqui.

Não imagino que interesses pessoais se sobreponham aos anseios populares.

Aguardemos, pois o carnaval está chegando.

 

Gabriel Novis Neves, reitor-fundador da UFMT, é médico ginecologista em Cuiabá, Mato Grosso

8 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - Responder

    Qual a relação entre Maurício Magalhães e os anseios populares? Nenhuma. O articulista viajou… não há espaço para essa candidatura simplesmente porque o PSDB não existe em Mato Grosso. Sempre foi um amontoado de gente, onde cada um cuidava de seu interesse pessoal. Nunca existiu – e não existe – um ideário, uma ideologia que daria coesão e unidade. Não é necessário lembrar ao articulista que João Arcanjo chegou ao auge de sua “militância política” durante os governos do PSDB. Este capítulo da história de Mato Grosso talvez Gabriel Novis Neves prefira não folhear… não há anseio popular que resista.

  2. - Responder

    E aí Enock, qual é a sua opinião?

  3. - Responder

    blá blá blá. A pagina do E tem a maior audiência pelos comunas de plantão. O bando de recalcado, vai carpir mato!!! Nas Eleições, candidatar-se é um direito de qualquer cidadão, tenha ele partido grande ou pequeno. É bom ver gente disposta a colaborar com este Estado, que está abandonado! Acordem!!!

  4. - Responder

    qualquer pessoa filiado a um partido tem o direito de pleitear uma candidatura e se a maioria do parido desejar ter candidato proprio porque não o mauricio magalhães pode sim o que não podemos é aceitar que o estado continue nas mãos dos mesmos pmdb bezerra e cia e pt fora destruidores de mt a 12 anos.

  5. - Responder

    se o doutor gabriel considera esse senhor tão bom candidato, acho que é uma boa referencia para ele. mas o psdb de mato grosso parece que já fez um conchavão para apoiar o sr. pedro taques.

  6. - Responder

    Gabriel é um maluco,ele teria mais votos que Mauricio.E já faz tempo que ele se candidatou!

  7. - Responder

    TÁ FÁCIL NÃO HEIN?!

    A MALANDRAGEM TÁ TÃO DESESPERADA PROCURANDO UMA MARIONETE QUE POSSA SER MANIPULADA SEM RISCO DE SE ADQUIRIR LEPRA!!! DEPOIS QUE ‘SIVÁ’, ANALFABETO FUNCIONAL, SAIU LÁ DOS CAFUNDÓ DOS BURACOS DE GARIMPOS DE MATUPÁ, E FOI ‘INTRODUZIDO’ NO NOSSO FIOFÓ COMO ‘GOVERNADOR’, TÁ PROVADO QUE QUALQUER TIPO DE SUPOSITÓRIO PODE SER CHAMADO DE REMÉDIO POR AQUI….

  8. - Responder

    Como o PSDB não tem candidato???? E o Dep. Federal por Sinop NIlson Leitão, apresentado como ” A nova liderança Estadual do PSDB” ??? Cadê ele???

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

onze + onze =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.