Fórum Sindical segue na briga por reformulação do MT Saúde. Experiência do Cassems, de Mato Grosso do Sul, pode ser adotada em MT. Debate de servidores sobre possivel mudança será na segunda, dia 3

Sindicalistas do Forum Sindical estão mobilizando servidores para garantir melhoria no atendimento do MT Saúde, com reestruturação de sua gestão. Nesta segunda, experiencia de Mato Grosso do Sul vai a debate e pode ser adotada em nosso Estado

A opção de plano de saúde vem sendo estudada desde o ano passado pela CGTB e já foi apresentada aos presidentes de sindicatos

Alexandra Araújo/Sintap-MT

Na próxima segunda-feira (3) às 14:00 será realizada reunião na Assembleia Legislativa com o  Fórum Sindical dos servidores do Estado de Mato Grosso e o  presidente do Cassems Planos de Saúde.  A presidente do Sintap-MT, Diany Dias, espera a presença dos servidores estaduais e de todos os representantes sindicais para o debate sobre o plano, cujo modelo não teve a contemplação da maioria destes gestores quando apresentado em 2011. O gestor do Sinterp-MT, Gilmar Brunetto vê o encontro como forma de pressão ao governo para melhorias neste setor. Já a presidente do Sinetran, Veneranda Acosta acredita que a pauta deve ser ampliada, com a participação da Secretaria de Administração – SAD, para tratar dos problemas previdenciários que vem ocorrendo.
Sinetran-MT – “Considero a situação insustentável!” Esta é a posição da presidente do Sindicato dos Servidores do Departamento Estadual de Trânsito do Estado de Mato Grosso – Sinetran, exemplificando que uma servidora do Detran-MT entrou com pedido de abono previdenciário há quase um ano, e as aposentadorias estão sendo agendadas só para 2013.
Veneranda também ressaltou o problema do Pasep, onde os servidores que estão se aposentando continuam cobrando uma posição do sindicato. “Vejo que muitas coisas estão acontecendo, se agravando e não podemos deixar passar; por isso é preciso se organizar para buscar soluções a respeito!”

Sintap-MT – “Sou a favor de que o servidor seja o gestor do sistema de saúde do Estado; mas se isso não acontece hoje, é por conta de ‘ciumeira’ entre alguns presidentes sindicais demonstrada no ano passado, quando a CGTB propôs de implantar um modelo semelhante ao Cassems após estudos ‘in loco’”, frisou a presidente do Sintap-MT, Diany Dias, que falou enquanto secretária da Central Geral de Trabalhadores do Brasil – CGTB.

A secretária da CGTB relembrou o episódio do ano anterior, de quando o presidente da entidade, Adolfo Grassi, atualmente licenciado, esteve com uma equipe em Campo Grande-MS, com o intuito de conhecer o modelo de plano de saúde gerido por servidores naquele Estado. Segundo ela, a intenção era implantar também em Mato Grosso, já que estava dando certo em Mato Grosso do Sul.

Diany conta que chegou a ser feito um projeto e debatido em audiência pública na Assembleia Legislativa, da qual participou. Além disso, a proposta contemplava que a estrutura do extinto Ipemat deveria retornar ao modelo pleiteado de sistema de saúde, o que já beneficiaria o novo plano com a sede, que hoje é ocupada por órgãos governamentais.  “Em vez de estarmos pagando 15 mil por mês, como ocorre hoje, teríamos o nosso prédio, para sediar o plano, e bem localizado, pois fica no complexo administrativo do governo”, reforçou.

Entretanto, conforme a secretária, a maioria dos presidentes de sindicatos não aprovou a proposta. “Em verdade eles não concordaram porque a ideia veio de uma associação, a CGTB, e não dos sindicatos, mas o fato é que a associação é quem fez todo esse trabalho, e hoje os sindicatos reconhecem que o modelo é melhor a ser aplicado no Estado”, complementou.

Sinterp-MT – “Estamos procurando o melhor plano para os servidores, e todas as informações que tivemos do Cassems demonstraram que é a melhor opção até o momento. E este encontro não deixa de ser uma forma de pressionar o governo para um novo plano de saúde; inclusive o próprio presidente da Cassems está convidando os sindicatos.” Assim considera o presidente do Sinterp-MT, Gilmar Brunetto, assegurando que quando o Fórum Sindical esteve “in loco”, em Campo Grande-MS, teve muitos elogios  quanto ao atendimento do plano, que atende também na área de odontologia.

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 187.53.50.138 - Responder

    Que ache uma solução o mais rápido possível, para que nós trabalhadores/servidores públicos possamos contemplar um plano de saúde decente, pois, o que está posto é simplesmente uma vergonha!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

cinco × 5 =