FISCALIZANDO O FISCAL – João Bosco Soares, juiz mato-grossense, sustenta denúncias contra procuradores da República no Amapá. Ele lança suspeita de desvio de R$ 8 milhões resultante de TAC que envolve bilionário Eike Batista

pagina do e – juiz federal do amapá enfrenta o mpfJuiz federal mato-grossense denuncia grave esquema de corrupção no MP Amapaense
por Antonielle Costa

O juiz federal João Bosco Costa Soares da Silva, natural de Diamantino (Médio-Norte de Mato Grosso) rebateu as críticas de suposta demora excessiva nos julgamentos de processos cíveis e criminais na Justiça Federal do Amapá – onde atua e denunciou um gravíssimo esquema de corrupção no Ministério Público Amapaense.

Por meio de nota de esclarecimento enviada à imprensa (leia no destaque), o magistrado alegou que as denúncias feitas por procuradores de Justiça contra ele, não passam de uma tentativa de desvirtuar o foco da Reclamação Disciplinar proposta junto ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), que investiga “nebulosa e obscura utilização de recursos públicos de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado entre a empresa MMX – de propriedade de Eike Batista e os membros do Ministério Público Estadual e Federal, no valor de R$ 8 milhões”.

Ele destacou que não há nada que comprove a demora nos processos e nunca foi representado por nenhum advogado.

FONTE MATO GROSSO NOTICIAS

3 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.17.201.209 - Responder

    Olha, esse Juiz matogrossense é Macho, parabéns Excia, precisamos abrir a caixa preta do MP.

  2. - IP 177.132.247.100 - Responder

    Isso só podia ser coisa desse Juiz também conhecido como Boscão! Coitado desse rapaz….

  3. - IP 186.216.190.145 - Responder

    Esse Juiz e corajoso, porque nao e qualquer um que bate de frente com esses caras do MP.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

sete + 19 =