Adesistas do PT ameaçam mandato popular de Ademir Brunetto

Ademir Brunetto: Militância Socialista de Mato Grosso aponta novos rumos para PT no Estado, com independencia em relação ao governo Silval e candidatura própria em 2014, apoiando a reeleição da presidente Dilma

O Partido dos Trabalhadores fala em trabalhar uma candidatura própria para a disputa pelo governo do Estado, em 2014, mas suas lideranças adesistas e pelegas não conseguem desgrudar do governo de Silval Barbosa. Com o sepultamento de Carlos Abicalil, que até mesmo se auto-baniu de Mato Grosso , depois da derrota acachapante que sobreu em 2010, o grupo adesista – comandado, agora, por Ságuas e Alexandre – não sabe direito o que fazer e sonha com uma adesão do juiz federal Julier Sebastião para se viabilizar em 2014. A ex-senadora Serys, sem estofo ideológico para sustentar a batalha contra os adesistas, fugiu da batalha, se desligou do partido e hoje virou peça acessória da política de Pedro Taques e Mauro Mendes, que sempre que lhes interessa se fingem de esquerdistas para iludir setores mais consequentes da sociedade civil organizada. Lúdio Cabral e sua corrente, enredado pelos adesistas, em 2012, continua de bico calado, numa omissão que o compromete. O caminho para a recuperação do PT está sendo ditado pelo deputado estadual Ademir Brunetto, que lidera a corrente da Militância Socialista em Mato Grosso: o partido deve, imediatamente, romper com o governo de Silval Barbosa, reaproximar-se de suas bases históricas, nos sindicatos e no movimento social, e tratar de ganhar musculatura para a disputa de 2014, assumindo desde já a defesa da reeleição da presidente Dilma. Como os adesistas não sabem pensar seu estarem escorado num cargo ou numa boquinha, o grupo de Alexandre e Ságuas (sem a presença de Abicalil, que vive escondido em Brasília) já anuncia mais uma de suas políticas tortas: trabalhar pela expulsão de Ademir Brunetto. Caso esta tese traidora tenha êxito, pode ser a última pá de cá no PT de Mato Grosso. Confira o noticiário. (EC)

 

 

Ademir Brunetto pode ser expulso do PT

A postura oposicionista do deputado estadual Ademir Brunetto está “na mira” da Executiva do PT em Mato Grosso e pode render a expulsão dele da legenda. O deputado admitiu que já foi advertido verbalmente pela direção partidária

DO DIÁRIO DE CUIABÁ

Segundo o presidente do diretório estadual do partido, Willian Sampaio, a cúpula do PT pretende intensificar as deliberações internas quanto aos assuntos que são pauta na Assembleia Legislativa.

“Vamos cada vez mais definir qual será nosso posicionamento. A partir daí, queremos marcar duro essas desobediências para que as medidas cabíveis sejam adotadas”, adianta.

O próprio Brunetto afirma já ter sido advertido verbalmente pela direção partidária para se “realinhar”. Além de adotar uma postura rígida quantos os projetos encaminhados pelo Executivo, o parlamentar tem defendido abertamente que o PT deixe a base de sustentação do governo Silval Barbosa (PMDB).

A postura tem prejudicado o diálogo do partido dentro da Assembleia, segundo o deputado Alexandre Cesar, líder da bancada do PT na Casa. “Só temos dois representantes, ele e eu. Se apenas um está disposto a ouvir, fica complicado. Eu também tenho críticas a fazer, mas daí a ter uma postura de oposição é bem diferente. Isso não é partidário”, diz o parlamentar.

Embora Sampaio ainda não fale explicitamente que este é um caso para expulsão, a saída de Brunetto do partido – e, consequentemente, da Assembleia – poderia facilitar os planos do PT de conseguir uma vaga no Legislativo estadual para o ex-vereador por Cuiabá Lúdio Cabral.

Desde que o petista foi derrotado na eleição à Prefeitura da Capital pelo empresário Mauro Mendes (PSB), a cúpula petista no Estado vem se organizando para mantê-lo em evidência. Isso porque Lúdio é uma das apostas do PT para 2014. Segundo Sampaio, o nome dele é cotado até mesmo para disputar o governo, caso o juiz federal Julier Sebastião da Silva resolva não se filiar à legenda para concorrer ao cargo.

Mesmo consciente de que corre riscos, Brunetto não aparenta ter interesse em mudar de estratégia. O petista não tem perdido nenhuma oportunidade de criticar ações e Silval e rechaça as teorias de que a postura tem vínculos com a derrota na disputa pela prefeitura de Alta Floresta, quando sua esposa, Lucimara Brunetto (PT), perdeu a eleição para o peemedebista Asiel Bezerra.

O primeiro a vincular a derrota à postura de oposição foi o líder do governo do Legislativo, deputado Romoaldo Júnior (PMDB), apoiador direto da campanha de Asiel. Brunetto, no entanto, rebate. “Responder a todas as minhas críticas com a afirmação de que é por causa de Alta Floresta chega a ser covardia”.

Alexandre Cesar, por sua vez, também afirma que a mudança de postura se deu depois do pleito do ano passado. “Ele diz que não tem relação, mas é algo recente. Chega a ser contraditório, porque até há pouco tempo ele tinha cargos no governo”, dispara. (LN)

3 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 200.103.90.27 - Responder

    Temos que atentar para os acontecimentos que estão por trás desse posicionamento. Chega de ilusões.

  2. - IP 189.10.67.83 - Responder

    Se o Bruneto não faz nada contra os mensaleiros federais, então não motivo para mexer com os aliados dos Petralhas no Estado de Mato Grosso.

    Isso é usar dois pesos e duas medidas, quando deveria haver dois presos…

  3. - IP 201.67.59.54 - Responder

    Enquanto Isso Juizados de Cuiabá PARADOS!!! nao há nenhum tipo de andamento processos!!!!! CNJ neles!

    No 1 Juizado de Cuiabá Juiza Lucia está de FÉRIAS!!!!!

    No 2 Juizado como de sempre NADA ANDA! Gabinete parado. nem mesmo há aquela estagiária para anotar processos num pedaço de papel rsrsrsrs.

    No 3 Juizado aquela bagunça! pois a juiza Ana Cristina retornou vara violência e agora José!!!!! rsrsr

    No 6 Juizado Juiz Sebastião Arruda! O de sempre um CAOS!!!!!!!!!

    No 5 Juizado Juiz Elinaldo nunca está no local de trabalho ai vcs ja sabem NADA ANDA!!!!!

    No 4 Juizado Juiza Valdecir começou bem agora, só jesus na causa um mero despacho de analise de recurso demora cerca de 09 meses!!! BACEN 05 meses Liminar 01 mes etc……………………. e mole.

    Enfim continuamos no CAOS rsrsrsrsrsrsrsrsr!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

18 − 5 =