Eram 8, agora são 20, as mulheres prefeitas em MT

A petista Enércia Monteiro, prefeita de Jauru, teve 3.640 votos e vai agora atuar na fronteira de Mato Grosso com a Bolívia

Na política partidária, as mulheres continuam sendo a parte mais fraca. Esse é um universo excessivamente masculinizado – e, talvez, por isso, marcado por tantos desatinos, tanta corrupção, tanto desperdício. Não se pode deixar, então, de saudar o avanço da presença feminina no comando das prefeituras deste Mato Grosso – ainda que seja um avanço milimétrico. Confira o noticiário. (EC)

 

Em Mato Grosso, 20 mulheres assumem prefeituras

EDUARDO GOMES
MTAQUI

De oito para 20 prefeitas. Esse foi o espaço conquistado pelas mulheres nas urnas no comparativo de 2009/2012 e o quadriênio que será instalado em 1º de janeiro nas prefeituras em Mato Grosso. Uma das integrantes desse universo político feminino é a prefeita petista eleita e diplomada Enércia Monteiro dos Santos, de Jauru, na região oeste, faixa de fronteira com a Bolívia. Os mato-grossenses também elegeram 28 vice-prefeitas. A partir de janeiro do próximo ano, com a posse da peemedebista Sandra Martins, Guarantã do Norte (com Produto Interno Bruto/PIB de R$ 319.307.000) será o maior município administrado por prefeita.

Em 2008 foram eleitas sete mulheres prefeitas, mas em 20 de fevereiro de 2011 a presença feminina nas prefeituras aumentou com a vitória de Neuza Maria de Souza Silva (PPS) numa eleição suplementar em Rio Branco, onde o prefeito e o vice-prefeito foram cassados.

Neste ano, a eleição das mulheres para as prefeituras também serviu para mostrar a força feminina. Em Sapezal, a professora Ilma Grisoste Barboza (PSD) derrotou o prefeito Jean Carlo Galli (PMDB), que tinha em seu palanque o senador republicano e ex-governador Blairo Maggi; Blairo tem investimentos naquele município, que foi fundado por seu pai, André Maggi.

Com 1.058 habitantes Araguainha é o menor município de Mato Grosso e será administrado pela professora Zezé do Osmari (PR) e pela vice-prefeita Nana, também republicana.

Pela primeira vez Poxoréu elegeu mulher para a prefeitura. Jane Maria Sanchez Lopes (PSD) conquistou a prefeitura tendo em sua chapa enquanto candidata a vice-prefeita Lena Glória Varanda Ventresqui Guedes (PT); a vitória de Jane não é conquista isolada das mulheres, porque ela pertence a uma família com tradição política no município.

Lucimar Campos (DEM) e mulher do senador democrata Jayme Campos, disputou a prefeitura de Várzea Grande – o maior município mato-grossense – e foi derrotada pelo deputado estadual peemedebista Walace Guimarães.

Em Glória D’Oeste, Elisete Mesanini de Souza Barbosa (PSDB – 835 votos) para prefeita e de seu vice Valdomiro Silva Barros, o Valdomiro da Soja (DEM) conquistaram a prefeitura, mas a chapa mais votada foi a de Nilton Borges Borgato (PP) e seu vice Gean Carlos Alves (PSB), que recebeu 1.237 votos. Borgato não conseguiu homologar seu nome na Justiça Eleitoral, porque foi enquadrado nos rigores da Lei Ficha Limpa.

Na composição das forças partidárias o PSD elegeu sete prefeitas e dentre elas Solange Sousa Kreidloro, a Sol, em Nova Bandeirantes. As petistas venceram quatro eleições; as peemedebistas, três; as republicanas, duas; e PSDB, DEM, PDT e PSB conquistaram uma prefeitura cada. O maior número de vice-prefeitas é do PR: seis, seguido por DEM e PT, com quatro, cada; o PSDB venceu três disputas; PSD e PSB elegeram duas, cada; e PP, PHS, PPL, PMDB, PRP, PSC, PTB e PPS venceram uma eleição, cada.

Do grupo das eleitas em 2008 e 2011, Maria Isaura (PDT), de Alta Floresta, cumpre o segundo mandato consecutivo; Alta Floresta é o maior município administrado por mulher. Bia Sueck, de Nova Monte Verde, e Neuci Capitani, de Colniza, ambas do PSD, foram derrotadas; também perderam a reeleição Carmem Duarte (DEM), de Porto dos Gaúchos, e Jaquelina Soares (PSB) de Ponte Branca. Railda de Fátima, de Nova Nazaré, e Maria Manea, de Lambari D’Oeste, ambas do PSD, se reelegeram. Neuza Maria, de Rio Branco, não disputou a reeleição.

Nas prefeituras a participação feminina no poder aumenta, mas nos plano estadual e nacional a presença da mulher mato-grossense é tímida. As mulheres ocupam somente duas das 24 cadeiras na Assembleia Legislativa, com as deputadas Luciane Bezerra (PSB) e Teté Bezerra (PMDB) que se encontra licenciada para exercer o cargo de secretária de Desenvolvimento do Turismo de Mato Grosso. A bancada federal é composta somente por homens.

Nas câmaras municipais a presença feminina é acanhada. Mato Grosso tem 1.394 vereadores sendo 1.213 homens e 181 mulheres (em números redondos, 13% das cadeiras).

NOVAS PREFEITAS – Em ARAGUAINHA – Maria José das Graças Azevedo, a professora Zezé do Osmari (PR – 384 votos)

CASTANHEIRA – Mabel de Fátima Milanezi (PT – 2.410 votos)

COMODORO – Marilse Marques Moraes (PR – 4.832 votos)

COTRIGUAÇU – Rosângela Aparecida Nervis, a Rose (PMDB – 4.085 votos)

GENERAL CARNEIRO – Magali Amorim Vilela de Moraes (PSD – 1.096 votos)

GLÓRIA D’OESTE – Elisete Mesanini de Souza Barbosa (PSDB – 835 votos)

GUARANTÃ DO NORTE – Sandra Martins (DEM – 8.940 votos)

JAURU – Enércia Monteiro dos Santos (PT – 3.640 votos)

LAMBARI D’OESTE – Reeleita Maria Manea Cruz (PSD – 1.981 votos)

NOVA BANDEIRANTES – Solange Sousa Kreidloro, a Sol (PDS – 4.044 votos)

NOVA NAZARÉ – Reeleita Railda de Fátima Alves (PSD – 880 votos)

PEDRA PRETA – Mariledi Araújo Coelho Philippi (PDT – 3.844 votos)

POCONÉ – Nilce Mary Leite, a Meire Adalto (PT – 9.322 votos)

PLANALTO DA SERRA – Angelina Benedita Pereira (PMDB – 1.126 votos)

PONTAL DO ARAGUAIA – Divina Maria da Silva Oda, a Dina Oda (PSB – 2.045 votos)

POXORÉU – Jane Maria Sanchez Lopes (PSD – 5.582 votos)

RIBEIRÃO CASCALHEIRA – Patrícia Fernandes de Oliveira – (PMDB – 2.519 votos)

RONDOLÂNDIA – Bett Sabah Marinho da Silva (PT – 1.061 votos)

SÃO JOSÉ DO XINGU – Raquel Campos Coelho (PSD – 1.031 votos)

SAPEZAL – Ilma Grisoste Barboza (PSD – 5.213 votos)

NOVAS VICE-PREFEITAS – Em ALTO BOA VISTA – Irene Maria Rocha (PSD)

ARAGUAINHA – Ana Maria Borges, a Nana (PR)

BARÃO DE MELGAÇO – Margareth Gonçalves da Silva (PSDB)

CÁCERES – Antônia Eliene Liberato Dias (PSDB)

CAMPINÁPOLIS – Maria Madalena Ferreira Valadão (DEM)

CAMPO NOVO DO PARECIS – Edlama Batista Marques, a Dila (PR)

CONFRESA – Agenora Morais da Silva, a Professora Ge (PT)

CONQUISTA D’OESTE – Maria Lúcia de Oliveira Porto Souza (PP)

DOM AQUINO – Cláudia Ferreira de Souza (PHS)

LUCIARA – Elizeth Nunes de Sousa (PPL)

NOBRES – Sílvia Martins Ribeiro, a Sílvia Dalmolin (PR)

NOSSA SENHORA DO LIVRAMENTO – Leila Lúcia Martins de Mello (DEM)

NOVA MARILÂNDIA – Vilma Maria do Nascimento Fernandes (PR)

NOVO HORIZONTE DO NORTE: Maria Aparecida de Oliveira Gorges, a Cida do Indea (PR)

PARANAÍTA – Sônia Maria Alcântara Berlanda (PMDB)

PEIXOTO DE AZEVEDO – Rose Maria Maccari (PRP)

PLANALTO DA SERRA – Fabíola Kewphen de Lima Wanderley Castro (PSC)

PORTO ESTRELA – Marlene de Campos (PT)

POXORÉU – Lena Glória Varanda Ventresqui Guedes (PT)

RIBEIRÃO CASCALHEIRA – Patrícia Fernandes de Oliveira (PMDB)

RIBEIRÃOZINHO – Lucilene Rosa Bento (DEM)

SANTA CRUZ DO XINGU – Roseli Novatvoski Marmet (PSDB)

SANTA RITA DO TRIVELATO – Míriam Marlene Strey (PSB)

SANTO ANTÔNIO DO LESTE – Marlene Biff Brunetta (PR)

SÃO JOSÉ DO RIO CLARO – Maria José Zocal (DEM)

SINOP – Rosana Tereza Martinelli (PSB)

TERRA NOVA DO NORTE – Aletícia Paula Souza Buffon (PPS)

VILA RICA – Aldaci de Fátima Brambila (PSD)

2 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 201.24.174.108 - Responder

    Chica Nunes…Serys…Lueci Ramos…Teté Bezerra… estão ai para desmentir toda essa conversa fiada.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dezoito − nove =