ENOCK CAVALCANTI: Que a firme atuação na luta social, entendendo cada vez mais qual a classe a que pertence, preserve o Oscarlino

 

Oscarlino, do Sisma

Oscarlino Alves Jr é um dos aniversariantes deste domingo, informa o Facebook.

Dirigente do Sindicato dos Servidores da Saúde do Estado de Mato Grosso – SISMA, Oscarlino também pontifica como liderança do Fórum Sindical, que congrega mais de 30 sindicatos de servidores de nosso Estado.

Oscarlino, acredito eu, merece nossas homenagens no início desta semana que marcará nova tentativa do Fórum e de todos os seus sindicatos para erguer a mobilização dos servidores como forma de tentar garantir direitos dos trabalhadores ameaçados pela máquina de calamidade montada pelo Governo do Estado, em estreita solidariedade com a Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso e os demais poderes do Estado.

Dentro desse quadro, é uma luta com um quê de quixotesca, principalmente quando se pensa que uma resposta massiva dos servidores ao chamado de suas lideranças à luta e à resistência ainda é uma incógnita.

Mas seria muito mais triste e melancólico se as lideranças sindicais se calassem ou se acomodassem, como se calaram e se acomodaram os deputados ditos de oposição, quando aceitaram compor a Mesa Diretora com Eduardo Botelho e demais representantes da atual ordem estadual.

Ou pior, que se calassem ou se acomodassem, como se calou e se acomodou o deputado Allan Kardec, quando aceitou abandonar o mandato que as urnas lhe concederam para permitir que o governador Mauro Mendes acomodasse na Assembleia, um correligionário do assustado ante a perspectiva de que, sem mandato, veria a Justiça acelerar os processos que o MP ajuizou contra ele, quem sabe o colocando sob custódia.

Portanto, minhas homenagens ao Oscarlino. Que a firme atuação na luta social, entendendo cada vez mais qual a classe a que pertence, o preserve.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, close-up e atividades ao ar livre

Categorias:Cidadania

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

um × 2 =