gonçalves cordeiro

EDUARDO MAHON acha que secretaria de Cultura comprometeu o governo de Pedro Taques

Advogado e escritor Eduardo Mahon

VANESSA MORENO
PÁGINA DO E

O advogado criminalista e escritor Eduardo Mahon, fez uma análise sobre políticas públicas na área da cultura em Mato Grosso e concluiu que a Secretaria de Estado de Cultura, comandada durante três pelo ex-secretário de cultura Leandro Carvalho, não teve nenhuma política pública por não ter dito nenhuma iniciativa direta.

De acordo com Mahon, quem define política pública é a gestão que está no governo e isso não aconteceu com a SEC. “Ela (a SEC) perdeu a capacidade, seja por causa de orçamento, seja em função da quantidade de pessoas ínfima que trabalha na secretaria, ela perdeu a capacidade de imprimir uma política pública de cultura”, afirma o advogado.

Leandro Carvalho deixou a secretaria na última sexta-feira (19) e no seu lugar assumiu Kleber Lima, que foi secretário do Gabinete de Comunicação durante 14 meses.

“Acho que a secretaria de Cultura comprometeu muitíssimo o governo por não cumprir os projetos de campanha do governador Pedro Taques”, destaca Mahon ao relembrar alguns projetos não realizados como Arena da Cavalhada em Poconé, Congódromo em Vila Bela da Santíssima Trindade, revitalização da biblioteca Estevão de Mendonça e implantação de história, geografia e literatura regionais nas salas de aulas. “As propostas registradas no TRE, que seja do meu conhecimento, não houve o cumprimento de uma única proposta em matéria cultural”, ressalta.

Para Mahon, a política pública é um norte ideológico de cada governo e que deve ser definida pelo gestor público. “O governo será julgado nas próximas eleições pelas políticas públicas”, conclui.

Em Mato Grosso, alguns dos principais pontos culturais são terceirizados, como o caso do Cine Teatro Cuiabá, que é administrado pela Associação Cultural Cena Onze. O Palácio da Instrução e a Biblioteca Estevão de Mendonça também são administrados em parceria com a iniciativa privada. Já o Museu de Arte Sacra, o Museu Histórico, o Museu da Pré-História, a Residência dos Governadores e a Galeria de Artes Lava Pés estão fechados devido a processo seletivo de contrato de gestão.

 

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

treze + 9 =

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.