EDUARDO GOMES: Carlos Lupi chama Pedro Taques de salafrário e Mauro Mendes se cala

Lupi chama Pedro Taques de salafrário e Mauro Mendes se cala

Por Eduardo Gomes/Boa Mídia

Dirigindo-se a Mauro Mendes, Lupi xinga Pedro TaquesDirigindo-se a Mauro Mendes,  Carlos Lupi xinga Pedro Taques

 Salafrário. Esse foi o adjetivo que o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, usou para se referir ao ex-governador Pedro Taques. A palavra, dura, foi dita na frase de saudação de Lupi ao governador democrata Mauro Mendes, que fazia visita de cortesia à convençao estadual pedetista. Mauro Mendes não esboçou reação e, ao contrário, demonstrou alegria com o ataque verbal ao seu antecessor e ex-aliado.

Mauro Mendes chegou à convenção com o ato em andamento, e foi convidado para compor à mesa no momento em que Lupi falava. Para saudá-lo o líder do partido de Brizola o agradeceu por ter livrado Mato Grosso “daquele salafrário” – referindo-se a Taques. Lupi acrescentou que ele (Taques) caiu do cavalo e levou coice da mula.

Na mesa da convenção e no auditório havia muitos ex-companheiros de Taques – incluindo Mauro Mendes – mas nenhum se manifestou. Prevaleceu a máxima: Morto o rei, viva o rei.

HISTÓRICO – Pedro Taques se elegeu senador pelo PDT em 2010. Quatro anos depois, pelo mesmo partido,  disputou o governo e chegou ao Palácio Paiaguás em primeiro turno – em seguida trocou o PDT pelo PSDB, pelo qual tentou a reeleição, mas ficou em terceiro lugar na disputa, que foi vencida por Mauro Mendes.

CONVENÇÃO – O PDT elegeu seu novo diretório regional. O deputado estadual licenciado e secretário de Cultura,  Esporte e Lazer de Mato Grosso, Allan Kardec, assumiu a presidência regional substituindo o prefeito de Diamantino, Eduardo Capistrano. Nâo houve disputa por cargos. A eleição foi em chapa única, aprovada por unanimidade.

Além de prefeitos, vereadores e militantes do partido, a convenção foi prestigiada por dirigentes de várias siglas, a exemplo do presidente regional do DEM e suplente de senador, Fábio Garcia; e pelo governador Mauro Mendes acompanhado por secretários.

 

Redação Boamidia

FOTO: Enock Cavalcanti

 

 

Zé Pedro, Eduardo Gomes, Mauro

 

SALAFRÁRIO – A dura caracterização que Carlos Lupi fez de Pedro Taques está dicionarizada e equivale a chamar o ex-governador de Mato Grosso de pessoa desonesta, desleal, ordinária, pulha, biltre, cachorro, cafageste, calhorda, canalha, desavergonhado, escroto, miserável, meliante, mau caráter, moleque, patife, pilantra, sem vergonha, velhaco, vilão.

 

FONTE  www.boamídia.com.br

 

 

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

4 − 2 =