BANNER GOVERNO HOJE EU VEJO MARÇO

Dia da Astronomia tem programação para astronautas e astrônomos do futuro no Instituto de Física da UFMT


Minicircuito de Astronomia também traz programação para crianças

Por que o céu é azul? Por que a lua não aparece de dia? Como sei se o brilho no céu à noite é estrela ou planeta? Essas e outras respostas às perguntas que todos nós já fizemos quando crianças serão respondidas nas atividades no III Minicircuito de Astronomia “Descobrindo o Céu de Cuiabá”, evento que acontece neste domingo (08.04), das 8h30 às 22h, no Instituto de Física da UFMT, com entrada gratuita. Além da programação de palestras para todas as idades, com temas desde a vida e obra do cosmólogo, Stephen Hawking, até a ligação dos anéis de Saturno e Leonardo da Vinci, passando por meteoritos, o evento traz uma vasta programação para crianças a partir de 4 anos. Tudo porque os idealizadores do evento entendem que a curiosidade inerente ao universo infantil não só pode como deve ser estimulada sempre. O evento é feito pelo Instituto através do Programa de Bolsa em Iniciação à Docência (Pbid), em parceria com a Secitec, Rotary Club de Cuiabá, Clube de Astronomia de Mato Grosso e a agência de notícias Space News MT.

Uma das atividades programadas é a palestra “O Céu – Sob os tenros olhos da humanidade”, dos graduandos de Física: Admilson Jr e Bruno Santos, que será ministrada das 16h10 às 16h40. A concepção, segundo Santos, ocorreu ao observar que o Homem olha o céu desde a alvorada de sua existência: os gregos antigos o observavam e sua criatividade aflorava e, juntando grupos de estrelas, criaram as constelações, de modo a imortalizar para sempre a sua magnífica e gigantesca mitologia.

“Eles fizeram do céu seu calendário natural: a posição de determinadas estrelas era o indicativo da época das cheias e das secas, de plantar e de colher. O fascínio do Homem pelo céu e o que havia nele fez com que muitos pensadores, cientistas, físicos começassem a estudá-lo e a criar instrumentos para entendê-lo e utilizá-lo ainda mais. Esses estudos refletem em nossa sociedade atual numa das áreas de pesquisa que mais vislumbram os jovens e crianças de hoje: a Astronomia. E é sobre as indagações de jovens e – principalmente – das crianças que essa Palestra se desenvolverá, já que as perguntas curiosas que esses seres tão tenros fazem sobre esse mundo – já tão velho com relação a elas – e o fascínio dos mesmos quando descobrem a resposta é similar àqueles que um dia se prostraram diante do céu e, com esta mesma avidez por conhecimento, puseram-se a estudá-lo”, traduz Admilson. Deste modo, far-se-á um retrospecto por toda a história da Astronomia, através de perguntas que geralmente são feitas por crianças, mas que muitas das vezes, inundam a mente dos mais velhos e serviram como base para a consolidação da ciência.

Jogo Corrida Espacial

Depois da palestra os pequenos (e até quem já é adulto) podem colocar os conhecimentos em prática no jogo de tabuleiro “Corrida Espacial”. A corrida espacial surgiu na metade do século XX, com o desejo de supremacia na exploração e tecnologia espacial. Já não é mais novidade que desde quando o homem pisou na Lua, foi despertada a curiosidade em todos sobre outros planetas e estamos sempre procurando por vida além da Terra. É muito importante para sabermos se existiu vida em outro lugar e porque ela foi extinta ou recomeça. O ser humano é explorador por natureza. Talvez ir ao planeta Marte possa ajudar a descobrir as origens da humanidade. Mas, enquanto não é possível ir ao grande planeta vermelho, todos podem soltar a imaginação e colonizar Marte em um jogo de corrida espacial de perguntas e respostas.

Visita ao Planetário

A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secitec), uma das parceiras do evento, leva o “Circuito Itinerante da Ciência de Mato Grosso – MT CIÊNCIAS”, também está lá neste domingo. O objetivo é propiciar a popularização da ciência, tecnologia e inovação, abordando áreas do conhecimento integradas, oportunizando aprendizagem de estudantes e professores. O MT CIÊNCIAS consiste em uma carreta com baú adaptado com 30 experimentos e equipamentos de divulgação científica. Todos voltados para o público infanto-juvenil, que permitirá aos usuários participarem de experiências que envolvem fenômenos científicos.

As oficinas de Visita ao Planetário ocorrem nos horários:

9h às 9h20, 9h20 às 9h40, 9h40 às 10h, 10h às 10h20, 10h20 às 10h40, 10h40 às 11h, 11h às 11h20, 14h às 14h20, 14h20 às 14h40, 14h40 às 15h, 15h às 15h20, 15h20 às 15h40, 15h40 às 16h, 16h às 16h20, 16h20 às 16h40, 16h40 às 17h e 17h às 17h20.

As oficinas de Circuito Itinerante de Ciências de Mato Grosso ocorrem nos horários:

9h às 9h45, 9h45 às 10h30, 10h30 às 11h15, 14h às 14h45, 14h45 às 15h30, 16h00 às 16h45, 16h45 às 17h30.

Oficina Fenômenos óticos – óculos 3D

Na antiguidade os astros eram observados a olho nu. Com o avanço tecnológico, instrumentos óticos foram criados e aperfeiçoados, aumentando nossa capacidade sensorial. Nessa oficina os participantes aprenderão os princípios físicos envolvidos na formação de imagens em nosso sistema visual, bem como em alguns instrumentos óticos. Aprenderão, ainda, como utilizar esses princípios para criar instrumentos que nos permitam enxergar uma imagem em 3D. Nessa oficina o participante aprenderá a construir um óculos 3D com materiais de fácil acesso.

Oficina Fenômenos óticos – Holograma Virtual

Nessa oficina os participantes aprenderão os princípios físicos envolvidos na formação de imagens em nosso sistema visual, bem como em alguns instrumentos óticos. Aprenderão, ainda, como utilizar esses princípios para criar instrumentos que nos permitem construir hologramas visuais. A oficina tem dois horários diferentes (9h às 10h e 15h30 às 16h30). Basta clicar em um dos links de inscrição na programação para realizar a inscrição no horário desejado.

Oficina: Descobrindo os anéis de Saturno e as Fases da Lua

Voltada para crianças entre 4 e 7 anos, a oficina fala de uma maneira didática e divertida sobre os anéis do planeta Saturno e as fases da Lua. Os participantes serão conduzidos a realizarem colagens de papel crepom em um desenho, enquanto são instruídos sobre a composição dos anéis de Saturno, estimulando a percepção dos alunos para detalhes, tal como a diferença de coloração entre as órbitas. Após a conversa sobre os anéis de Saturno, os participantes serão conduzidos a uma conversa sobre as fases da Lua, onde representarão as fases da Lua por meio do manuseio de bolachas recheadas, correlacionando os movimentos naturais do sistema Sol-Terra-Lua com as fases da Lua. A oficina acontece em dois horários diferentes (9h às 10h e das 14h às 15h). Basta clicar em um dos links que estão na programação para realizar sua inscrição no horário desejado.

Oficina: Descobrindo o Sistema Solar

Para Crianças de 7 a 10 anos o objetivo desta oficina é estimular a curiosidade das crianças, em fase não escolar e escolar, pelo Universo. Haverá uma roda de conversa onde serão apresentadas fotografias dos planetas de modo que as características dos diferentes planetas do Sistema Solar sejam discutidas correlacionadas ao distanciamento dos mesmos referentes ao Sol. Após a discussão as crianças serão conduzidas à confecção de uma maquete do Sistema Solar por meio de bolas de isopor e tinta guache. Quando finalizarem o processo criativo de pintura de seus planetas, as crianças serão estimuladas por meio da oralidade a sequenciarem os planetas de acordo com a distância em relação ao Sol. Essa oficina em dois horários diferentes (10h30 às 11h30 e das 15h30 às 16h30). Clique em um dos links na programação para realizar sua inscrição no horário desejado.

Olho no céu

Além de tudo isso, existem oficinas para aprender a montar um telescópio e construir uma nebulosa em uma garrafa. Para finalizar toda a programação haverá sessão de observação noturna a partir das 19h no estacionamento atrás da Biblioteca da UFMT.

Confira toda a programação e os links das inscrições clicando AQUI.

https://sites.google.com/fisica.ufmt.br/eventoastronomia/programa%C3%A7%C3%A3o-geral

Categorias:Plantão

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

8 + oito =