DEU NA GAZETA: Juiz Alexandre Delicato Pampado, da comarca de Campo Novo do Parecis, e delegado Gustavo Garcia Francisco se envolvem em briga na porta de condomínio. Em nota, o juiz “lamenta profundamente a ocorrência, considerada por ele descabida entre quaisquer cidadãos, ainda mais entre autoridades públicas. Entretanto, ressalta que foi vítima de uma agressão covarde, o que será comprovado em processos competentes”. Pampado, por sua vez, é acusado, no Boletim de Ocorrência, de agir de forma nada delicada, de xingar o síndico, os delegados e ter usado expressão racista contra funcionário do prédio

Gustavo Garcia Francisco, delegado de Polícia, e Alexandre Delicato Pampado, juiz de Direito

Gustavo Garcia Francisco, delegado de Polícia, e Alexandre Delicato Pampado, juiz de Direito

Juiz e delegado se envolvem em briga em condomínio

Redação do Gazeta Digital

 

 Um juiz de Direito e um delegado de Polícia entraram em vias de fato na portaria de um condomínio de Cuiabá. Conforme relatos de funcionários do prédio, registrados em um livro de ocorrências interno e em um termo de declarações, prestados em uma delegacia, a confusão teria ocorrido após o magistrado ter a entrada no prédio negada. Enquanto o delegado alega ter agido dentro dos limites, o magistrado afirma ter sido vítima de agressão ‘covarde’.

Segundo as informações, após se negar a retirar o veículo da frente do portão do condomínio, o juiz foi levado ao solo e imobilizado pelo delegado, que retirou as chaves do carro da mão dele e entregou a uma. A confusão foi registrada no último sábado (31).

O juiz Alexandre Pampado, da Comarca de Campo Novo do Parecis, proprietário de um imóvel do condomínio, de uma torre em construção, chegou à portaria exigindo entrar para ver o apartamento. Ao ser informado de que o ingresso na obra só poderia ocorrer mediante autorização da construtora, o juiz teria passado a ofender o funcionário.

Conforme termo de declarações prestados à Polícia Civil, o funcionário teria ouvido do magistrado expressões como “como uma pessoa da sua cor consegue resolver as coisas?”. Além do funcionário, Pampado teria xingado o síndico do prédio, que também registrou boletim de ocorrência.

Em um determinado momento, o delegado Gustavo Garcia Francisco, morador de uma unidade pronta, teria chegado do supermercado com um amigo, também delegado. Ao se aproximar para pedir desobstrução da portaria, também foi xingado pelo magistrado.

Gustavo teria pedido a Pampado para que se acalmasse e, conforme os próprios funcionários, convidou o juiz para ingressar no prédio na condição de convidado dele, o que foi negado pelo juiz. O delegado, então teria imobilizado Pampado, o levado ao solo e passado a chave do carro para o amigo, que removeu o veículo da porta da garagem.

Ainda segundo os funcionários, Pampado teria sacado do bolso um talão de cheques e oferecido algumas folhas aos pedreiros da obra, dizendo ter limite de R$ 100 mil na conta bancária e que usava um “rolex”.

Por meio de nota, o magistrado afirmou que o incidente ocorreu devido a não autorização para o acesso dele, que é condômino do Edifício, ao apartamento de sua propriedade. “Não houve por parte do magistrado nenhum distrato dirigido a qualquer funcionário do Condomínio, apesar da reconhecida tensão em que se encontrava”, afirma trecho do comunicado.

Segundo Pampado, os delegados chegaram ao local de forma agressiva. O juiz se apresentou como magistrado, o que não evitou as agressões físicas contra ele. “O juiz Alexandre Pampado lamenta profundamente a ocorrência, considerada por ele descabida entre quaisquer cidadãos, ainda mais entre autoridades públicas. Entretanto, ressalta que foi vítima de uma agressão covarde, o que será comprovado em processos competentes”, finaliza a nota.

15 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 189.59.48.53 - Responder

    Dois Petista, obviamente.
    Culpa do Lula, da Dilma, do PT…obviamente.

    • - IP 179.82.141.170 - Responder

      Boa essa Papagaio, kkkkk…….

      • - IP 177.221.96.140 - Responder

        É boa mesmo, Mister Adams, afinal petista é tudo anjo.

    • - IP 65.49.14.54 - Responder

      devia mudar teu nick….seria mais conveniente PALHAÇO OU BURRO (sem ofensa a profissão e ao animal).

  2. - IP 189.93.169.248 - Responder

    alguém que assina papagaio para expressão uma tolice. então senhor papagaio. certamente é o pt e o lula tembém os culpados pelo seu baixo QI

    • - IP 177.201.98.96 - Responder

      Boa essa marco antonio moura ,kkkkkk…………………

  3. - IP 179.254.1.58 - Responder

    quebra esse juizinho na porrada se fosse eu teria feito ainda mais arrastado no chão

  4. - IP 187.58.30.80 - Responder

    Reflexos da juventude e inexperiência em lidar com pessoas. Basta ter um cargo onde se intitula autoridade. Mas ainda acho, se houve crime de racismo, a ordem de prisão deveria ser empregada no ato, e sem direito a fiança.

    • - IP 65.49.14.54 - Responder

      esse aí é … certeza

  5. - IP 177.3.227.180 - Responder

    …..QUANTO DESPREPARO PISCOLÓGICO….QUANTA FUTILIDADE…..HOMENS QUE DECIDEM PELOS OUTROS EIH…..SEM COMENTARIOS…..SIMPLES CNJ NO JUIZ E CORREGEDORIA NO DELEGADO.

  6. - IP 187.7.244.154 - Responder

    Delegado imobilizar juiz ? Isso não tá bem explicado não.

  7. - IP 187.123.27.31 - Responder

    Vixe…então ta a pessoa se planta que nem bananeira na entrada da garagem, impede a passagem dos outros e ainda encontra gente para defende-lo????? ta perdido esse mundo mesmo… se esse é o tipo de autoridade que temos , homem da lei nem sei o que esperar do resto…xá por Deus

  8. - IP 177.201.98.96 - Responder

    Agora imaginem oque estes dois , travestidos de autoridades , poderiam fazer com um cidadào que não porta arma e nem tem cargo no judiciário……………………..

  9. - IP 200.96.182.145 - Responder

    Um tem cara de bad-boy e o outro enrustido!!!

    • - IP 65.49.14.54 - Responder

      ate que enfim alguém falou a verdade… esse juiz é…mau resolvido…pela cara dele a gente percebe..

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

9 + oito =