Democratas estão se articulando para lançar o advogado Eduardo Mahon como candidato a prefeito de Cuiabá, na sucessão de Mauro Mendes

Na foto, Eduardo Mahon em reunião de advogados criminalistas, com Waldir Caldas, Ulysses Ribeiro e João Nunes, em evento promovido pelo MAD - Movimento Aprender Direito

Na foto, Eduardo Mahon em reunião de advogados criminalistas, com Waldir Caldas, Ulysses Ribeiro e João Nunes, em evento promovido pelo MAD – Movimento Aprender Direito

 

Escritor, polemista e jurista Eduardo Mahon pode ser candidato a prefeito pelo DEM Cuiabá

JOÃO BOSQUO
Especial para a PAGINA DO E

O partido Democratas trabalha com a intenção de lançar um nome para concorrer à prefeitura de Cuiabá. O nome é nada mais, nada menos que o do jurista, escritor e acadêmico Eduardo Mahon e já conta com apoio da juventude e da direção do DEM cuiabano.

Eduardo Mahon, por enquanto, não se manifestou publicamente: não disse sim e nem não e, por isso mesmo, o DEM vê com grandes chances de vir a tê-lo como candidato efetivo.

Júlio Campos Neto, vice-presidente do DEM-MT, é um dos que pontificam como aliado de Mahon dentro da legenda e, por isso, vem trabalhando nesse sentido. Semana que vem deve acontecer uma reunião ampliada com os 27 pré-candidatos a vereadores e mais a direção do DEM local. Se houver, consenso o convite será formulado oficialmente ao escritor.

Se confirmar a propositura e Mahon sair candidato na eleição majoritária, o prefeito Mauro Mendes vai encontrar um concorrente de peso, já que o jurista mostrou que é um polemista e debatedor experiente.

Junte-se a esse time o ex-juiz Sebastião Julier, hoje filiado ao PMDB, mas que se for rifado tem até abril para se filiar a uma nova legenda, que também vai enriquecer o debate político de 2016.
Lembrando que a data limite para aqueles que pretendam ser candidatos a cargo eletivo nas eleições de 2016: devem estar com a filiação deferida no âmbito partidário, desde que o estatuto partidário não estabeleça prazo superior, até o dia 2 de abril, sábado, seis meses antes das eleições, conforme o calendário definido pelo TSE – Tribunal Superior Eleitoral

Categorias:Jogo do Poder

3 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 201.47.154.122 - Responder

    João Bosquo:

    Tomei um susto. De cara o título: “Democratas” lançam Mahon, dá a impressa de que esses “democratas” seriam pessoas defensoras da democracia. kkkkkk…

    É o que acontece quando essas raposas políticas usam indevidamente as palavras. D e m o c r a t a é uma coisa que absolutamente os políticos desse partido (DEM) não são.

    Tal e qual o “Partido Progressista”, que tem Maluf e Bolsonaro como seus líderes… “Progressistas” estes reacionários truculentos?

  2. - IP 191.21.22.12 - Responder

    Ah, por favor. Quem é Eduardo Mahon na ordem do dia? Não dá para acreditar neste tipo de matéria. Deus nos livre dessa possibilidade. O cidadão é desagregador. Sem condições de ser presidente de bairro, quem dirá vereador e muito menos (nem em sonho) prefeito.

    • - IP 191.21.22.12 - Responder

      Se essa é a opção do DEM, realmente o partido vai de mal a pior.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

5 × 1 =