PREFEITURA SANEAMENTO

No debate com lideranças do Fórum Sindical, Lúdio Cabral apresentou plano de governo mas ouviu um vareio de críticas ao relacionamento que o grupo político que o apoia impôs aos sindicatos dos servidores durante a gestão de Silval Barbosa. “A corrupção tem sido generalizada, só duas secretarias do atual governo ainda não foram alvos de operação da Polícia Federal”, disse Gilmar Brunetto, do Sinterp.

Lúdio Cabral foi o primeiro candidato a governador a conversar com os dirigentes do Fórum Sindical de Mato Grosso

Lúdio Cabral foi o primeiro candidato a governador a conversar com os dirigentes do Fórum Sindical de Mato Grosso. Fotos Mary Juruna /Assessoria

O Fórum Sindical de Mato Grosso pretende dialogar com todos os candidatos que se apresentaram para a disputa do Governo do Estado. O primeiro deles foi o médico e ex-vereador por Cuiabá, Lúdio Cabral (PR) que foi à reunião no Sintap, na sexta-feira (21), acompanhado pelo candidato ao Senado pela coligação Amor a Nossa Gente, deputado federal Wellington Fagundes (PR) e pelos candidatos a deputado estadual Ademir Brunetto e Gilmar Soares Ferreira (do Sintep de Várzea Grande)

Os sindicalistas, praticamente em sua totalidade, retratando sua relação com o atual governo, se centraram na tese do sucateamento do serviço público e na falta de diálogo entre a administração estadual e os sindicatos, passando a idéia de que a herança que Lúdio Cabral carrega nessa campanha é uma herança pesada.

Em visivel posição de confronto com os atuais gestores do Estado, Veneranda Acosta, presidente do Sinetran disse, em certa altura, que aqueles servidores que são idôneos e procuram atuar de forma correta dentro do Departamento de Trânsito tem sofrido perseguição cerrada por parte dos administradores. “Servidores com extensa ficha na Polícia tem sido nomeados para cargos de chefia nos Ciretrans”, contou Veneranda.

Anibal Marcondes, presidente do Siagespoc, reclamou da carga de trabalho a que os investigadores da Policia Civil tem sido constrangidos pelo governo da coligação PMDB-PT-PR. Chegou a comparar ao trabalho escravo o regime a que são submetidos esses trabalhadores em comarcas mais distantes da capital, como Vila Rica.

Gilmar Brunetto, do Sindicato da Empaer, ironizou dizendo que a corrupção parece ter tomado conta da atual administração estadual. “Só duas secretarias do atual governo ainda não foram alvos de operação da Policia Federal”.

Orlando Francisco, representante do Sintep, disse que os professores estaduais e demais servidores tem sido tratados pelo atual governo como mercadoria e não como pessoas humanas.

Sindicalistas do Sindicato dos Agentes Tributários e dos Peritos Criminais destacaram a situação de falência de suas repartições, com os servidores constrangidos a financiarem dos próprios bolsos os matérias básicos para o funcionamento de postos fiscais e da Politec.

O sargente Luciano Esteves, do Sindicato dos Sargentos e Subtenentes da PM e Corpo de Bombeiros, clamou para que Lúdio priorize a consolidação de um efetivo canal de negociação permanente entre o comando do Estado e seus servidores, o que foi tentado pelo Fórum Sindical mas jamais se concretizou.

A presidente do Sintap, Diane Dias, voltou a documentar o desmonte que vem sofrendo um setor vital para a economia de Mato Grosso que é o Instituto de Defesa Agropecuária – Indea, com os servidores entregue à própria sorte.

No balanço final da reunião, Lúdio só conseguiu dizer que o fato do grupo político que o apoia ter escolhido a ele, que não tem nenhuma relação com o atual governo, deve ser entendido como um sinal de que este grupo político se mostra disposto a investir em mudanças.

Reunião entre o candidato da coligação PT-PMDB-PR aconteceu na sede do Sintap, na Morada do Ouro

Reunião entre o candidato da coligação PT-PMDB-PR aconteceu na sede do Sintap, na Morada do Ouro

Wellington Fagundes, candidato ao senado pelo PR e parceiro de Lúdio na Coligação Amor a Nossa Gente também participou do encontro com os sindicalistas do Fórum Sindical

Wellington Fagundes, candidato ao senado pelo PR e parceiro de Lúdio na Coligação Amor a Nossa Gente também participou do encontro com os sindicalistas do Fórum Sindical

Categorias:Jogo do Poder

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 179.216.212.182 - Responder

    Que lindo! E qual a opinião dele sobre os desmandos? Lançaram ele candidato porque o grupo quer mudanças. Quanto despreendimento! Eu sabia que Bezerra, silval, Eder e cia, lá no fundo, são caras muito legais. O que é mais fácil de acontecer? Lúdio trair o grupo ou o eleitorado? Façam suas apostas…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

2 × quatro =