“CUIABÁ DOS MEUS AMORES”: Enquanto o Governo do Estado, comandado pelo governador Pedro Taques (PDT), através das Secretarias de Trabalho e Cultura, corta verba para o espetáculo popular do “Auto da Paixão de Cristo”, o deputado cuiabano Guilherme Maluf (PSDB), no comando da Assembleia Legislativa, resolveu caminhar em sentido contrário e acolhe uma grande produção cuiabana, comandada pela produtora Carlina Ribeiro e englobando a participação de mais de 100 artistas e técnicos

Guilherme Maluf, deputado estadual pelo PSDB e presidente da Assembleia de Mato Grosso

Guilherme Maluf, deputado estadual pelo PSDB e presidente da Assembleia de Mato Grosso

No Teatro do Cerrado, uma festa para a cuiabania

No aniversário de 296 anos de Cuiabá, Assembleia Legislativa patrocina “Cuiabá dos Meus Amores”, resgate da história e da cultura da capital

ENOCK CAVALCANTI
Da Editoria – DC Ilustrado

Uma grande festa cuiabana. Sob o comando do deputado cuiabano Guilherme Maluf (PSDB), a Assembleia Legislativa de Mato Grosso, abre as portas do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, no período de 8 a 12 de abril, para a apresentação do espetáculo “Cuiabá dos Meus Amores”.

Enquanto o Governo do Estado, comandado pelo governador Pedro Taques (PDT), através das Secretarias de Trabalho e Cultura corta verba para o “Auto da Paixão de Cristo”, o comando da Assembleia resolveu caminhar em sentido contrário e acolhe uma grande produção cuiabana, comandada pela produtora Carlina Ribeiro e englobando a participação de mais de 100 artistas e técnicos.

“Cuiabá dos Meus Amores” está sendo montado com base em uma peça escrita por José Rabello Leite, pai de Carlina e figura histórica de Cuiabá, já falecido, e foi escrita com o propósito de promover um verdadeiro resgate histórico e cultural da cuiabania.

No palco, a apresentação conjunta de diversos segmentos da cultura cuiabana, como a dança, as artes cênicas, o folclore, a poesia, o rasqueado, o siriri. A peça conta a história de uma turista que visita Cuiabá e é recepcionada por um cuiabano do pé rachado, que se orgulha de sua terra e leva a visitante para um passeio pela história da cidade, da fundação até aos dias atuais.

 

Kyara Jacob, filha de Carlina e neta de José Rabello Leite, autor do texto, é a estrela do espetáculo do dia 8, em Cuiabá

Kyara Jacob, filha de Carlina e neta de José Rabello Leite, autor do texto, é a estrela do espetáculo do dia 8, em Cuiabá

Interpretado pelo ator Romeo Lucialdo, o cuiabano vai contando, através da dança e da música lendas que marcaram o imaginário da cidade, como a lenda do pé de garrafa, da alavanca de ouro, da sedução que o ouro exerceu sobre as pessoas que foram atraídas para a região e fundaram o Arraial da Forquilha e como tudo isto influenciou no desenvolvimento da cidade. No palco, rolam, então, os causos contados nas festas, as festas de Santo, o surgimento do Siriri e a permanente alegria do povo cuiabano, documentando a apoteose da formação e das influências que tem impulsionado o desenvolvimento de Cuiabá, até a chegada mais recente, a partir dos anos 80, das levas de paranaenses e gaúchos.

Para sua apresentação nesta homenagem aos 296 anos de Cuiabá, a peça de Rabello Leite recebeu roteiro especial de Justino Astrevo (o Nico, da dupla Nico e Lau) e Carlina, com orientação de Maria Lígia de Borges Garcia e supervisão da diretora Cininha de Paula, do elenco da Rede Globo de Televisão.

Marcelo Velasco e Kleber Faria cuidaram do cenário, com figurinos de Thaiane Jacob e Jorge Katumba, coreografia de Rodnei Barbosa e trilha sonora a cargo de Bolinha e Edmilson Maciel. Além de Romeo Lucialdo, a peça será também protagonizada por Kyara Jacob, que surge agora nos palcos cuiabanos como atriz graduada dos Estados Unidos e representante do clã dos Rabello Leite, já que é neta de José Rabello Leite.

Em coletiva na quarta-feira (1), o deputado Guilherme Maluf, ao lado dos produtores, atores e técnicos, falou do seu compromisso, através do Teatro do Cerrado, de valorizar a cultura e a história de Cuiabá, tanto para quem nasceu na cidade como para todos os demais brasileiros que vieram para cá e aqui fincaram raízes.

“Cuiabá dos Meus Amores é um espetáculo para todos os cuiabanos, nascidos aqui ou não”, disse. “É com prazer que convido toda a sociedade mato-grossense para fortalecer os festejos pelo aniversário de nossa Capital, assistindo este espetáculo que revive momentos marcantes de nossa História, fomenta a classe artística e valoriza a nossa cultura”.

Respondendo a uma indagação deste DC Ilustrado, Maluf confirmou seu interesse em firmar o Teatro do Cerrado como espaço privilegiado para produções regionais. “Queremos participar desta história. Essa apresentação que marcará o aniversário de Cuiabá só foi possível porque houve uma decisão de todos os deputados de liberarem recursos que possibilitassem essa festa. Vamos fortalecer a cada dia este compromisso”, afirmou o presidente da Assembleia.

“Cuiabá dos Meus Amores” será apresentado, no dia 8, feriado dedicado ao aniversário da cidade, em noitada voltada para autoridades, imprensa e convidados. No dia 9, o teatro abre as portas para profissionais da Educação e o grande público poderá curtir o espetáculo nos dias 10, 11 e 12, entregando como ingresso dois litros de leite longa vida que serão doados para a creche Falcãozinho, em uma ação social da Sala da Mulher da Assembleia Legislativa.

 

No palco, ao lado de Kyara jacob, artistas como Romeo Lucialdo, André D`Lucca e J. Astrevo

No palco, ao lado de Kyara jacob, artistas como Romeo Lucialdo, André D`Lucca e J. Astrevo

3 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.6.110.61 - Responder

    Porque tenho que pagar festa dos catolicos?Dinheiro público é pra SAUDE,EDUCAÇÃO E ESTRADAS. eLES QUE SE VIREM COM SUAS COMEMORAÇÕES.Respeito,mas não sou obrigado a bancar esta festa onde não sabemos aonde vai o dinheiro.,provas foram divulgadas. É muito dinheiro. A igraja catolica é a instituição que mais dinheiro tem no mundo.Todos que promovem festa com dinheiro público,sai mais ricos. Frequento o meio e conheço.

  2. - IP 201.34.220.221 - Responder

    A burguesia gosta de teatro, especialmente se for pago com dinheiro público. Sacanagem em alto nível estético e cultural. Sempre a mesma coisa. Bem… merda para eles também…

  3. - IP 179.163.58.218 - Responder

    Amores…?
    Os buracos já conquistaram corações…?

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

5 − dois =