PREFEITURA SANEAMENTO

CRISTINA CAMPOS, CANDIDATA DERROTADA NA AML: Nunca houve, nos 100 anos da Academia, votos encaminhados pelos Correios

Sebastião, Sueli, Cristina e Mahon: imortais em guerra em Mato Grosso

 

CARTA ABERTA À COMUNIDADE MATO-GROSSENSE

Os escritores componentes da chapa VIVA A CASA BARÃO!, que concorre à direção da Academia Mato-grossense de Letras, optaram por não comparecer à sessão de eleição, considerando vários equívocos na condução do processo eleitoral, alguns abaixo apontados:

  • No grupo concorrente, há pessoas que ocupam cargos-chave na atual direção e não se desincompatibilizaram de suas funções, de modo que, ao criar Conselho Eleitoral (de um só membro) para conduzir a eleição da gestão 2019-2021, contrariou-se o Estatuto da AML, segundo o qual o secretário da instituição é quem deve ser responsável pelo processo;

  • Nos quase 100 anos da AML, não se tem notícia de eleição da mesa diretora por meio de cédulas encaminhadas pelos Correios, o que também contraria o Estatuto.


    Comunicamos, com antecedência, esses e outros equívocos ao presidente e ao confrade nomeado responsável pelo processo eleitoral, atentos ao compromisso de observar a tradição acadêmica.

  • Entretanto, nossas solicitações foram ignoradas, por isso decidimos não legitimar a eleição com a nossa presença.


    Pretendíamos que a Academia Mato-grossense de Letras voltasse a ser um Ponto de Cultura mais aberto à comunidade, referência estadual em publicações, cursos e eventos literários. Nos últimos dois anos, ficamos carentes de respaldo em ações que refletissem o nosso engajamento coletivo em favor da Literatura.

    Felizmente, pudemos contar com o apoio de instituições como a Unemat, a UFMT, o IFMT, o Sesc Arsenal, o Cineteatro Cuiabá, a Biblioteca Estadual Estevão de Mendonça, além de escolas e associações culturais, que compreendem a importância desta inédita união entre escritores, professores e artistas, os quais, antes de tudo, são amigos e parceiros.


    A principal característica de nossa chapa é a valorização da Literatura produzida em Mato Grosso. É triste não encontrarmos espaço e representação onde seria natural o acolhimento dos poetas e prosadores do Estado. Merece destaque todo profissional que publica e temos profundo respeito por todos, porém a nossa sociedade espera encontrar na AML mais do que autores. Precisa e deseja desfrutar da Arte que a Literatura pode lhe proporcionar.


    Continuaremos a nos movimentar e produzir intensamente. Estaremos à disposição da sociedade na luta pela produção, circulação, divulgação e pesquisa das obras dos nossos autores, independentemente de serem ou não membros da AML. Para nós, só faz sentido pertencer à centenária agremiação se ela representar, de modo efetivo, a produção cultural mato-grossense e se disponibilizar a incentivar o público a dela se aproximar, tornando o espaço democrático e acessível a todos.


    Somos conscientes de que vivemos um momento positivo, resultado da estreita amizade entre escritores e estudiosos de Literatura.


VIVA A CASA BARÃO! Sempre!

CRISTINA CAMPOS

CANDIDATA À PRESIDENTE

 

 

 

ENTENDA O CASO: https://paginadoenock.com.br/eduardo-mahon-assume-racha-na-academia-fiquem-ai-com-coqueteis-e-convescotes-ficamos-ca-com-a-literatura/

 

 

 

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 191.33.220.26 - Responder

    A outra chapa tem Nadaf. Mato Grosso precisa melhorar muito!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

19 + 15 =