Como evitar gargalos no escoamento da safra, com filas de caminhões nos terminais de embarque da Ferronorte e na entrada dos portos? Roberto Queiroga, executivo da Associação de Empresas Cerealistas aponta déficit na estrutura de armazenamento

Como evitar gargalos no escoamento da safra?

Da Agência T1

Segundo o Superintendente para Assuntos Governamentais da Associação das Empresas Cerealistas do Brasil (Acebra), Roberto Queiroga, em entrevista exclusiva a Agência T1, a sazonalidade dos grãos e a falta de armazenamento para guardar as safras provocam filas nas estradas que dão acesso aos portos, como o de Santos (SP), Paranaguá (PR) e São Francisco de Sul (SC).

Para Queiroga, uma estrutura de armazenagem na zona primária de produção cadenciaria o embarque do produto no porto e, consequentemente, o escoamento da safra. “Hoje temos um gargalo muito grande, em torno de 40 milhões de toneladas, existe déficit de armazenagem no país.”

De acordo com o especialista, a falta de armazenamento prejudica na hora do produtor vender o seu produto. “Na época de safra, os preços estão mais depreciáveis e o poder de barganha do produtor se perde por aí, por não ter como guardar o seu produto”, lamenta.

Confira no video a entrevista:



Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

quinze − oito =