PREFEITURA SANEAMENTO

Juízes reforçam campanha pelas Diretas Já no TJMT

O desembargador Márcio Vidal recepcionou o presidente da Amam, Carlos Alberto da Rocha, e uma comitiva de juízes associados à entidade, em "tarde histórica" na sala de reuniões da Presidência do Tribunal. Foto Hegla Oleiniczak

O desembargador Márcio Vidal recepcionou o presidente da Amam, Carlos Alberto da Rocha, e uma comitiva de juízes associados à entidade, em “tarde histórica” na sala de reuniões da Presidência do Tribunal. Fotos Hegla Oleiniczak/ Pagina do E

Nesta segunda-feira (31), data em que o Brasil lembrou os 50 anos do Golpe Militar de 1964, a Associação Mato-grossense de Magistrados (AMAM), representada pelo seu presidente, o desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, membros da diretoria e associados realizou um ato político visando a democratização no Judiciário.

Carlos Alberto protocolou, na presidência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) – representada pelo vice, desembargador Márcio vidal, já que o presidente, desembargador Orlando Perri se encontra em viagem de trabalho, na comarca de Alta Floresta – uma proposta de alteração do Regimento Interno do Judiciário, em nosso Estado, para a adoção da eleição direta para presidente e vice-presidente deste poder.

“A magistratura está tentando se inserir num processo democrático que já é praticado em todos os outros poderes. Mas ressalto que essa medida deve ir além de apenas ampliar o campo de votantes, ela deve fazer com que a magistratura estadual discuta e participe ativamente a administração do Tribunal”, orientou Márcio Vidal.

A democratização é um desejo manifestado pela atual geração de magistrados mato-grossenses desde 2012, quando a AMAM, em conjunto com a AMB, fez em Cuiabá o lançamento oficial da campanha Diretas Já no Poder Judiciário. “Podemos dizer que ela nasceu aqui”, disse o presidente da AMAM. O desembargador Carlos Alberto salientou que a iniciativa deste 31 de março representa mais um marco na história do Judiciário e de Mato Grosso. “Estamos pleiteando que a direção dos Tribunais também seja eleita pelos juízes de Direito. E a grande mudança que esta medida traz é que o novo administrador deverá estar a par de todos os problemas do Poder Judiciário e não só no que tange ao Tribunal, pois o campo de eleitores se tornará muito maior”, analisou.

Presente ao ato, o desembargador Marcos Machado adiantou que a comissão que trata da reforma do Regimento Interno do TJ-MT deve propor que a escolha dos juízes que atuarão como diretores dos fóruns, nas diversas comarcas, passe também a ser feita pela votação direta de seus pares.

Machado também informou que um debate que acontece entre os membros da comissão aponta para a possibilidade de que venha a ser reconhecido, também, o direito de reeleição para aqueles desembargadores que, escolhidos pelas normas até agora vigentes, já atuaram como presidente, vice ou corregedor de Justiça.

Uma alteração desta natureza permitiria, por exemplo, que o desembargador Rubens de Oliveira, que já foi presidente, ou mesmo o atual presidente, Orlando Perri, pudessem, mais adiante, antes da aposentadoria compulsória, se candidatarem a um novo mandato no exercício desta função.

Dentro de alguns dias, esta PAGINA DO E estará divulgando, em vídeo, inteiro teor do ato que aconteceu nesta segunda-feira, articulado pela Amam. Você também o depoimento de alguns magistrados, como a juíza Flávia Catarina Amorim, da 10ª Vara Criminal de Cuiabá que rememora que, em passado mais distante, quando a Amam era presidida pelo juiz Leopoldino do Amaral, também aconteceu movimentações dos magistrados pelas Diretas Já.

 

A proposta de Diretas Já foi defendida por todos como importante ampliação das relações democráticas dentro do Poder Judiciário, de Mato Grosso e de todo o Brasil

A proposta de Diretas Já foi defendida por todos como importante ampliação das relações democráticas dentro do Poder Judiciário, de Mato Grosso e de todo o Brasil

 

amam diretas em mt

 

 

O desembargador Carlos Alberto destacou que a atual campanha pelas Diretas Já que hoje entusiasma magistrados de todo o Brasil, começou em Mato Grosso

O desembargador Carlos Alberto destacou que a atual campanha pelas Diretas Já que hoje entusiasma magistrados de todo o Brasil, começou em Mato Grosso

Desembargador Carlos Alberto, da Amam, protocola proposta de DIRETAS JÁ no TJ-MT by Enock Cavalcanti

12 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 189.59.55.7 - Responder

    Esta blog,virou Midiajur,olhar jurídico;etc.FUI!

  2. - IP 189.59.55.7 - Responder

    Se essa energia fosse gasta despachando processo,que maravilha!

    • - IP 201.49.164.31 - Responder

      concordo

  3. - IP 189.59.39.193 - Responder

    Com essa eleição é mais um dia para os juízes do interior deixarem de trabalhar para virem a Capital votar, já não bastam os 60 dias por ano e as diversas licenças, o Shopping Goiabeiras lotará na ocasião como é de praxe..

  4. - IP 189.31.49.141 - Responder

    ….na prática em nada acrescenta….o que se deve mudar neste poder são as entranhas, os bastidores do coronelismo chuver no molhado….como se isso mudasse alguma coisa para o jurisdicionado….

  5. - IP 189.59.49.57 - Responder

    Reunião de sua Exc.Desembargador com suas excelências cabos eleitorais e eleitores.CONSTRANGEDOR!

  6. - IP 189.59.50.158 - Responder

    Hummmm… Isso está me cheirando a golpe contra o desembargador mais antigo, Paulo da Cunha, que seria o próximo presidente do TJMT. Mas, querem saber?… Bem feito prá ele, uma vez que o mesmo, também, passou a rasteira no colega que estava na iminência de ser vice-presidente, alguns anos atrás. Logo, quem fere com fogo, com fogo será ferido!…

  7. - IP 179.225.104.116 - Responder

    Avanço democrático. O juiz que fica na ponta, nas comarcas que menos recebem reformas e melhorias, também precisa opinar sobre quem vai gerir o Poder Judiciário.
    É preciso pensar este poder e fazê-lo avançar. Interessante a discussão.

  8. - IP 177.193.158.158 - Responder

    Parafraseando o caco antíbes: cala a boca osmir,,,,, só fala merda

  9. - IP 177.193.158.158 - Responder

    Parafraseando o caco antíbes: cala a boca osmir,, Vicente e Marcia ,,,, só falam merda

    • - IP 189.59.50.235 - Responder

      Só falamos merda para uns bostas puxa-sacos do judiciário como você .Recolha-se a sua insignificância!

  10. - IP 201.2.20.59 - Responder

    Engraçado é que da eleição do MP ninguém vê nada anormal, lembrando que lá tem reeleição e Promotor pode se candidatar ao cargo de Procurador Geral!

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

19 − dez =