COM APOIO DO FÓRUM SINDICAL: Servidores do Detran, comandados pelo Sinetran, fazem um dia de paralisação, nesta quinta, para denunciar sucateamento do Detran sob governo de Silval

 Segundo o Sinetran-MT, o Detran, que arrecada cerca de R$ 1,2 milhão por dia e cobra dos contribuintes as taxas mais altas de serviços no Brasil, simplesmente não tem dinheiro para investir em infraestrutura. Não tem dinheiro nem para comprar água mineral. O sucateamento do serviço público tem sido uma  triste marca do governo de Silval Barbosa


Segundo o Sinetran-MT, o Detran, que arrecada cerca de R$ 1,2 milhão por dia e cobra dos contribuintes as taxas mais altas de serviços no Brasil, simplesmente não tem dinheiro para investir em infraestrutura. Não tem dinheiro nem para comprar água mineral. O sucateamento do serviço público tem sido uma triste marca do governo de Silval Barbosa

Servidores param atividades por melhorias no trabalho

Antonielle Costa
MATO GROSSO NOTICIAS

Os servidores do Departamento de Trânsito de Mato Grosso (Detran/MT) irão cruzar os braços amanhã (27), em protesto as péssimas condições de trabalho nas Ciretrans no interior e também na sede em Cuiabá.

De acordo com o Sindicato dos Servidores do Detran-MT (Sinetran-MT) em algumas unidades de atendimento no Estado não existe sequer computadores e os servidores tomam água na torneira, como por exemplo, em Tangará da Serra e Rondonópolis.

“Em Tangará da Serra a mesa é escorada com tijolo, quando os computadores estragam são as próprias servidoras que arrumam. Em várias Ciretrans os servidores e os usuários estão tomando água da torneira, o ar condicionado está quebrado, não tem computador funcionando, um absurdo. Tanto que não estão tendo outra opção a não ser paralisar suas atividades”, afirmou Veneranda Acosta, presidente do sindicato.

Segundo o Sinetran-MT um órgão que arrecada cerca de R$ 1,2 milhão por dia e está entre as taxas mais altas de serviços no Brasil, simplesmente não tem dinheiro para investir em infraestrutura.

“Os deputados aprovaram as taxas com a condição que o valor seria investido no melhoramento do Detran-MT e simplesmente 100% da arrecadação está em poder da Secretaria de Fazenda e as Ciretrans sem condições de trabalho por falta de recursos”, disse.

A paralisação que acontece nesta quinta-feira terá início às 9h00 na Assembleia Legislativa para pedir providências aos deputados. Depois segue para as guaritas do Detran-MT em Cuiabá às 13h onde permanecem mobilizados até às 15h.

A mobilização acontecerá em todas as unidades do Detran em Mato Grosso. “Isso será o início de nossas reivindicações, caso o governo não dê condições de trabalho aos servidores. Esperamos por uma reestruturação geral da entidade para termos melhores resultados junto à sociedade. O Detran não pode continuar sendo como sempre foi: uma entidade que só dá arrecadação, com perfil político e não técnico, e sem dar o devido retorno à sociedade”, pontuou.

Na sexta-feira (28), os servidores retomam as atividades

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

um × 4 =