PREFEITURA SANEAMENTO

Cassado Silval, Mauro Mendes ou Taques pra governador?

Daqui a pouco começa o julgamento que pode resultar na cassação do diploma eleitoral de Silval Barbosa e no seu consequente afastamento do comando do Governo de Mato Grosso, juntamente com seu vice, Chico Daltro. O poder será entregue, então, provisoriamente, ao presidente da Assembléia Legislativa, deputado Geraldo Riva, enquanto a Justiça Eleitoral providencia a realização de nova eleição para governador, num prazo de 30 dias.

A inscrição de candidatos à sucessão ficará franqueada a todos os partidos e a todos os cidadãos em dias com suas obrigações com a Justiça Eleitoral. Um candidato já estaria certo, caso ocorra esta nova disputa: o procurador Mauro, pelo PSOL. O conflito que se instalou dentro da coligação Mato Grosso Muito Mais, não permite a certeza com relação a nova inscrição do empresário Mauro Mendes, que também conquistou menos votos que Silval, em 2010. É que, desde que assumiu o Senado Federal, o senador Pedro Taques passou a sonhar com o Governo do Estado, a ponto de instalar a crise dentro da coligação que reúne o PSB, o PDT, o PPS e o PV. Pedro Taques estaria insistindo para que Mauro Mendes, para se lançar candidato a Prefeito de Cuiabá, assine um compromisso de que não se afastará da Prefeitura, abrindo caminho para que ele, Pedro Taques, seja o candidato a governador em 2014. A cassação de Silval pode aprofundar este racha e resultar no lançamento de duas novas candidaturas a governador: Mauro Mendes, pelo PSB e Pedro Taques, pelo PDT.

Ficam outras grandes dúvidas: quem será o escolhido ou a escolhida para disputar a vaga pelo partido do governador cassado, o PMDB? Wilson Santos, que mergulhou num auto-limbo, depois de sua estonteante derrotada, terá condições psicológicas de disputar a sucessão do Silval cassado ou abrirá espaço para um outro tucano? Mas que tucano? E o DEM, sonhará com uma volta ao poder? E o PT, adiantará seu processo de libertação com relação ao PR?

Nos meios políticos, diante da possibilidade de cassação de Silval, as especulações (e as pegadinhas)  são intensas. Mas só depois da votação do TRE, e da possível cassação de Silval (que muitos avaliam como altamente improvável, nesta altura do campeonato) nesta terça-feira, elas poderão se transformar em fatos.

Categorias:Jogo do Poder

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

10 − quatro =