TCE - OUTUBRO

Caetano Veloso pela primeira vez em Chapada dos Guimarães

Às vésperas de completar 75 anos de vida, um dos artistas mais criativos da MPB brilha no Festival de Inverno

Caetano Veloso fará neste sábado aguardado show popular em Chapada dos Guimarães, dentro do Festival de Inverno, promovido pela Prefeitura
VANESSA MORENO
Da Reportagem

Música e comportamento que influenciam gerações. Neste sábado, Chapada dos Guimarães recebe uma das atrações mais esperadas do 32º Festival de Inverno, o artista baiano da voz mansa e suave Caetano Veloso, que sobe ao palco trazendo os grandes hits de sua carreira, dois dias antes de completar 75 anos de vida, marcada por muitos sucessos e muitas polêmicas.

Caetano é natural de Santo Amaro da Purificação, no Recôncavo Baiano. Adolescente, mudou-se para Salvador para preparar-se para o vestibular na Faculdade de Filosofia. Na capital baiana encontrou a efervescência cultural que movimentava a sua geração e ao lado de sua irmã, Maria Bethânia, começou a tornar-se conhecido como cantor e compositor. Seu nome ultrapassou barreiras através da voz de Bethânia e com as músicas “Um dia”, “Boa Palavra” e “Alegria, Alegria”, influenciado pela Bossa Nova, transformou-se no grande expoente do Tropicalismo. Caetano ficou conhecido também por suas canções em protesto contra a Ditadura Militar. Foi preso no Rio de Janeiro e exilado em Londres. Hoje é consagrado como um dos mais talentosos compositores e cantores de toda a história da música popular brasileira.

‘Dois amigos, um século de música’, foi seu último disco lançado em 2015, resultado de uma turnê comemorativa de 50 anos de sua carreira e do seu mais ativo parceiro, Gilberto Gil, acompanhados de seus violões.

Quando faltavam poucos dias para completar 70 anos, em 7 de agosto de 2012, Caetano Veloso apareceu em pesquisa dividindo com Chico Buarque, a posição de artista vivo mais importante da MPB. Essa foi a opinião de 70 jovens artistas entrevistados em uma enquete promovida pelo jornal Folha de S. Paulo. A consulta foi feita com músicos, escritores, diretores de cinema e de teatro, apresentadores e atores de TV e artistas plásticos, todos com até 40 anos. O fato é que, apesar dos cabelos brancos, Caetano sempre soube se manter ligado à juventude e na crista de todas as ondas vanguardistas que tem marcado a nossa música, nessas sete décadas, em que sua fama e seu conceito transbordaram do Brasil para todo o mundo, a ponto de transformá-lo em parceiro de personalidades culturais como o cineasta espanhol Pedro Almodovar.

Quem subir a serra neste final de semana vai poder conferir a musicalidade de Caetano que, certamente, vai esquentar o público com suas canções. No repertório do show, pelo que se espera, estarão as faixas que marcaram as principais fases de sua carreira, como Alegria, Alegria, O Leãozinho, Baby, Meu Bem, Meu Mal, Sozinho, Queixa, Tigreza, O Quereres, London London, Podres Poderes, Força Estranha, Você é Linda, Odara e Vaca Profana. São tantos sucessos, tantas músicas marcantes. Com entrada gratuita, o show de Caetano acontecerá na praça do festival.

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

3 + 15 =