Biblioteca do TJMT está aberta à comunidade

A analista judiciária e atendente da biblioteca, Edineiva Padilha da Silva, que está há três anos na biblioteca, afirma que o acervo de obras do TJMT tem boa ordenação, facilitando a localização pelos usuários.

A Biblioteca do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), em funcionamento desde as atividades do biênio 1977-1979, na gestão do desembargador Mauro José Pereira, é aberta à utilização pela população de Cuiabá e região entre 8 horas até as 19 horas. Com amplo acervo em publicações de Direito, o ambiente recebe em média 25 a 30 visitas diárias, dentre servidores, estagiários, magistrados e usuários externos.

A analista judiciária e atendente da biblioteca, Edineiva Padilha da Silva, que está há três anos na biblioteca, afirma que o acervo de obras do TJMT tem boa ordenação, facilitando a localização pelos usuários. Ela informa também que aqueles que atuam dentro do TJMT podem emprestar livros e permanecer com eles por até dez dias, podendo renovar três vezes. Caso haja devolução em atraso, o usuário fica alguns dias impedido de retirar novos livros.

Felipe Correa, estudante de Direito, gosta do atendimento que recebe na biblioteca do TJMT

Além disso, a biblioteca conta também com sete computadores, de uso livre para estudos e pesquisa, e há permissão aos que preferirem de utilizar o próprio aparelho portátil. Outra normativa é a assinatura do livro de presença para controle interno.

Para o estudante de direito da Universidade de Cuiabá (Unic), Felipe Ernandes Barbosa Correa, que está no fim do curso, a biblioteca contém uma estrutura muito boa. “Eu já conhecia o espaço, venho todos os dias. Consigo suprir as informações que busco”, afirma o discente, que passou no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) como resultado de seus estudos.

Categorias:Beleza Pura

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

doze − 5 =