PREFEITURA SANEAMENTO

Batom na cueca: Rodrigo Rodrigues é lobista do Riva. Leia a réplica de Rodrigo Rodrigues – e a tréplica de Enock Cavalcanti

Rodrigo Rodrigues, lobista de Riva, e os seus maiores ícones: João Emanuel, José Geraldo Riva e Janaína Riva

Rodrigo Rodrigues, filho de Pedro Lima e lobista de Riva, e os seus maiores ícones: João Emanuel, José Geraldo Riva e Janaína Riva

Batom na cueca: Rodrigo Rodrigues é lobista do Riva   

por ENOCK CAVALCANTI

Numa seara tão carente de polemistas, Rodrigo Rodrigues, o filho de Pedro Lima, apresentando-se como jornalista e analista político, com seu tom agressivo, sua verve bem articulada, vem ganhando espaço crescente na midia de Mato Grosso. Já vi, em alguns comentários a seus artigos, fanzocas se deleitando, dizendo que Rodrigo é um cara bonitão. Outros, o xingam de oportunista, salafrário, picareta. Mas o Rodrigo Rodrigues segue em frente. Parece que vive seus 15 minutos de fama.

Falo na carência de polemistas e vou tentar me explicar. É que o professor Alfredo Menezes não gosta de dar nomes aos bois e deixa sempre suas análises em tese. Foi assim, bancando o bom moço, que o historiador da UFMT, pessoa agradável, muito bem falante,  com sua coleção de chapéus e seus cabelos compridos, como um hippie que sobreviveu à mescalina, conseguiu estabelecer esta inusitada parceria, atuando atualmente como articulista centenário de A Gazeta e, ao mesmo tempo, aparecendo com suas análises no vídeo da TV Centro América, que sempre viveu às turras com o Dorileo Leal.

Louremberg Alves também é outro historiador e articulista, na Gazeta e nos demais veículos em que colabora, que evita responsabilizar os homens por suas idéias e suas ações. Onofre Ribeiro, mestre nas análises conjunturais, vez por outra abre sua caixa de ferramentas – mas faz muito tempo que Onofre Ribeiro incorporou aquela imagem de analista corporativo, que não pode avançar muito além dos limites que lhe impõe os privilegiados contatos que mantém em meio ao alto empresariado da Fiemt, à magistratura do Tribunal de Justiça, aos altos gestores da politica estadual, federal e nacional. Nas vezes em que Onofre Ribeiro se solta do seu personagem corporativo, ele é ótimo, em minha modesta apreciação porque ele sabe como ninguém contar uma história, reunir e apresentar dados estatísticos.

Isolada, na extrema direita, lá está a blogueira Adriana Vandoni, prisioneira de sua fixação contra Lula e contra o PT. Mas, quando se trata de desnudar os meandros das articulações políticas e administrativas, em Mato Grosso, a contribuição desta nossa aprendiz de Reinaldo Azevedo tem sido expressiva. O que dá pra rir, dá pra chorar.

Ademar Adams, com seu tom contundente, sempre pontificando à esquerda, há muito tempo que entrou para o index de publicações como A Gazeta, a Folha do Estado, o Diário de Cuiabá – e acabou se transformando em um parceiro muito ativo nesta PAGINA DO E, sempre aberta a todo tipo de polêmicas. Inclusive aos artigos do Rodrigo Rodrigues.

O fato é que, para não resvalarmos naquela vala em que atua o Eli Santoantonio – nosso mais evidente e sempre ativo jornalista marrom, titular do Cacetão Cuiabano – o fato é que há muito espaço para que os polemistas cresçam e apareçam em nossa midia mais tradicional. Os nomes que citei acima são quase todos personagens com um bom tempo de estrada – e os novatos e novatas demoram a aparecer. Muito pouca gente se arrisca a dar opinião neste Brasil Varonil e, menos ainda, neste Mato Grosso, “nosso berço glorioso e gentil”.

Só que a gente precisa saber com quem está lidando. Ou tentar saber, para melhor se situar diante da vida e dos enigmas da vida em derredor.

O fato é que, se hoje o Rodrigo Rodrigo – que já foi piloto de avião, “socialista moreno” ao lado de Pedro Taques no PDT, ideólogo do DEM e porta-voz de Júlio Campos – revela uma gana incrível em desconstruir a imagem de Mauro Mendes e daqueles que fazem política com o prefeito da capital, é bom que se procure entender os motivos que conduzem o articulista a sustentar este tipo de pendenga. E esse entendimento não é tão difícil assim.

O entendimento vem com o tempo. É preciso ler o Rodrigo para entendê-lo. E a verdade é que ele se expôs todo, quando escreveu recente artigo para replicar uma crítica de Antero Paes de Barros (polemista midiático ocasional, já que seu negócio é o faturamento como marqueteiro eleitoral) à figura do deputado José Geraldo Riva.

Vejam o que Rodrigo Rodrigues teve a coragem de escrever: “José Riva é uma das maiores lideranças políticas de Mato Grosso. Além de campeão de votos, e também líder natural da maioria dos deputados, Riva é interlocutor fundamental no processo político e administrativo do Estado, interagindo com praticamente todos os setores empresariais, sindicais e sociais.”

Batom na cueca mais evidente do que este não poderia haver. Rodrigo Rodrigues, fica evidente por este panegírico, está na praça justamente para substituir Antero Paes de Barros e outros “traidores” que, por razões às mais diversas, trocaram de lado e passaram a atacar o cacique do PSD em Mato Grosso. Rodrigo Rodrigues foi escalado como mais novo e ativo lobista de Riva. É um Riva boy, como diria o Ademar Adams.

Desconstruir Mauro Mendes, ou seja lá quem for, para reconstruir a imagem de Riva é uma missão calhorda. E tudo indica que essa é a mais nova missão do filho tão ativo de Pedro Lima.

Ora, que respeito pode merecer um senhor que, se anunciando como analista político, mesmo depois do muito que já se soube e já se documentou sobre a atuação do deputado Geraldo Riva à frente da Assembléia Legislativa de Mato Grosso, ainda tenta nos apresentar Riva como se fosse um parlamentar e gestor exemplar, liderança política única e inigualável, tentando doirar a pílula do parlamentar mais processado (e já algumas vezes condenado) por corrupção em Mato Grosso, em toda a história parlamentar de nosso Estado?

Como é que pode pretender fazer reparos à atuação de quem quer que seja, na política e na administração pública, um analista que nos apresenta o deputado José Geraldo Riva como sua inspiração?!

As volumosas e bem estruturadas denuncias formuladas pelo Ministério Público Estadual contra o senhor Geraldo Riva, através dos promotores Célio Fúrio e Roberto Turin estão aí, para demonstrar que a defesa que Rodrigo Rodrigues faz de Riva só pode ser mesmo um escárnio.

Sinceramente, senhor Rodrigo Rodrigues! Não nos trate como idiotas!

Concordo que a gente precisa esclarecer direitinho os caminhos e descaminhos da atuação parlamentar do senador Pedro Taques. Como de todos os parlamentares, ora bolas.

Concordo que a gente precisa esclarecer direitinho uma série de negociações nebulosas que tiveram como palco, muito recentemente, o Tribunal Regional do Trabalho em Mato Grosso.

Concordo que essa mistura de garimpagem com política, em Mato Grosso, precisa deixar de ser recoberta de tanto mistério e tanta violência.

Concordo que temos que ter a melhor estrutura de investigação para esclarecer o Escândalo dos Maquinários no governo Maggi, o Escândalo dos Precatórios e das Cartas de Crédito, no governo de Silval, as piruetas administrativas de Éder Moraes, Pedro Henry, Chica Nunes, Luiz Marinho, Carlos Bezerra, Osvaldo Sobrinho, Gilmar Fabris,  Deucimar Silva, e quantos mais venham a ficar sob denunciados neste Estado.

Mas nada disso pode nos fazer esquecer da importância de levar até o final a apuração e identificação das responsabilidades pelos rombos na Assembléia Legislativa de Mato Grosso. E aí, a figura de José Geraldo Riva, não fica nada bem quando paramos para analisar os fatos denunciados pelo Ministério Público nas diversas ações que impetrou contra o então cacique do PSD.

Batom na cueca é isso aí, Rodrigues Rodrigues: o senhor querer fazer pregação contra a corrupção ao mesmo tempo em que defende, aplaude e puxa o saco do senhor José Geraldo Riva. Que vexame!

———————–

CONFIRA ALGUMAS DENUNCIAS FORMULADAS PELO MPE-MT CONTRA JOSÉ GERALDO RIVA – PERSONAGEM QUE RODRIGO RODRIGUES ESCOLHEU COMO SEU ÍCONE E INSPIRADOR

http://pt.scribd.com/doc/13233757/Mpe-Pagina-Do-e-Acp-Contra-Riva-Olimpicus-Sport

http://pt.scribd.com/doc/12953225/Mpe-Pagina-Do-e-Acp-Contra-Riva-Tekne

http://pt.scribd.com/doc/11531223/Mpe-Pagina-Do-e-Acp-Contra-Riva-Churrascaria-Franquini-r-198959405

http://pt.scribd.com/doc/11531473/Mpe-Pagina-Do-e-Acp-Contra-Riva-Empresa-Dp-Quintana-r-286904479

———————————-

A RÉPLICA

A MOSCA NA SOPA

por RODRIGO RODRIGUES

“… Eu sou a mosca que pousou em sua sopa, eu a mosca que pintou para lhe abusar, eu sou a mosca que perturba o seu sono, eu sou a mosca no seu quarto a zumbizar. E não adianta vir o Palácio Alencastro me detetizar, pois nem o DDT pode assim me exterminar, nem o seu dinheiro me comprar…”

Só me dou ao trabalho de responder a este ataque contra meu caráter, numa tentativa de me diminuir, dizendo que estou a serviço de Riva ou que sou porta voz de Julio Campos, porque respeito o jornalista Enock Cavalcanti, que por algumas vezes abriu espaço em seu blog para que eu pudesse me manifestar.

Quem está na chuva é para se molhar! Doce ilusão pensar que vou ficar criticando esse ou aquele figurão sem sofrer retaliação. Nunca roubei, nunca matei, não respondo a processo de improbidade, nunca fiz maracutaia em leilão, nunca operei caixa dois em campanha, não gozo de privilégios de incentivos fiscais, não existe nada que desabone minha conduta ética e moral. Então a única forma que serviçais dos “milionários”, ou melhor, os capitães do mato, na versão 4.0, encontraram para me atacar foi tentado me imputar, de forma pejorativa, a condição de “lobista” do deputado Riva. Tão esdrúxula e inconsistente que de certa forma fiquei até contente, pois qualquer pessoa que me conhece um pouquinho sabe que isso é motivo de piada.

O jornalista Enock Cavalcante, ao me chamar de Riva Boy, se baseia em um artigo que digo que o deputado Geraldo Riva é uma das maiores lideranças políticas do estado, líder na Assembleia da maioria absoluta dos deputados e interage com diversos setores da sociedade.

Querendo o Enock ou não, essa é a mais pura verdade, e não fui eu quem colocou Riva neste patamar, foi a sociedade de Mato Grosso e seus representantes no parlamento, a mesma sociedade que deu vários mandatos a Serys Marli, que foi até senadora da República vencendo a eleição contra Dante de Oliveira, eleição esta que Serys recebeu ajuda e apoio de diversas de pessoas, inclusive de meu pai Pedro Lima e do senador Jaime Campos e voou nas asas do Riva. Fato este que não foi impedimento para que o jornalista Enock aceitasse ser funcionário de seu gabinete em Brasília por oito anos. Ou seja, para eleger sua senadora, que lhe deu um empreguinho, o DEM e o Riva eram bons.

Numa provocação que tem a impressão digital do palácio Alencastro, o jornalista Enock perde parte do meu respeito. Tentar denegrir minha imagem, simplesmente porque nunca escrevi falando mal do Riva, é “missão calhorda”. Como quer o jornalista incentivar novos articulistas, ou polemistas, como ele disse, a escrever mediante este AUTORITARIO PATRULHAMENTO?

Além de me chamar de lobista do Riva, Enock também diz que sou porta voz de Julio Campos. Não vou dizer que é calúnia porque não considero isso uma ofensa, afinal Julinho foi governador do estado, deputado federal, senador da República, prefeito de Várzea Grande, enfim, sempre eleito pelo voto, pelo povo, ocupou quase todos os cargos eletivos, demonstrando ser um líder nato. Não é calunia, mas Enock falta com a verdade e comete uma injustiça, nunca tive qualquer relação política com Julio Campos, além de estarmos filiados no mesmo partido, partido esse que meu pai fundou em Mato Grosso.

Sei que o palácio Alencastro tem chamado muita gente lá, buscando uma parceria, algumas dessas pessoas saíram de lá alegres e saltitantes e imbuídas de cometer qualquer desatino por Mauro Mendes. Sei disso porque fui procurado por representante dos senhores de engenhos, que vieram até minha casa com suas propostas indecorosas, conversa que fiz questão de gravar, pois já tinha ideia do que se tratava, mas aqui não, aqui o dinheiro deles não vale nada, não tem “job” como disse o enviado, o que me motiva é a mais pura indignação.

Finalizo desafiando o jornalista Enock, e qualquer outra pessoa, a apresentar qualquer fato relevante no que diz respeito aos processos de Riva, que já não são do conhecimento de todos nos últimos dez anos. Existe um verdadeiro exército que escreve há uma década sobre esse assunto e todo mundo, até minha avó de noventa anos, conhece essa história de trás pra frente e de frente pra trás, portanto, diz pra turma lá do Alencastro inventar outra. Já criticava Mauro e Taques muito antes do entrevero da Câmara, que envolveu o genro do Riva, assim como o Secretário de Comunicação de Mauro por diversas vezes desceu o “porrete”nele, primeiro quando arrendava uma radio e depois em seu site hipernoticias.

Não mudo de opinião conforme minha conveniência ou por um emprego e não tenho contrato com Assembleia nem com qualquer outro órgão, nem trabalho para ninguém. Não vou aceitar qualquer insinuação neste sentido.

E ao Enock, só posso dizer que esse repentino e agressivo artigo contra minha pessoa “É BATOM NA CUECA”, com certeza fez uma visitinha ao Palácio.

Rodrigo Rodrigues, jornalista e analista político.

—————-

A TRÉPLICA

Rodrigo Riva boy põe a história de cabeça pra baixo

por Enock Cavalcanti

Aí está a réplica do “Riva Boy” Rodrigo Rodrigues e ele não deixa dúvida: Rodrigo anuncia que não pensa em abordar o caso que envolve o seu ícone Geraldo Riva porque, segundo sentencia, não existe qualquer fato relevante no que diz respeito aos processos da Assembleia nos últimos dez anos.

Sinceramente, senhor Rodrigo Rodrigues! Não nos trate como idiotas!

Diga que sua pena está alugada, que sua boca está comprada, que seu coração está corrompido pelo chefe supremo dos caititus mas não nos venha com uma cantilena destas. E com esta tentativa safada de inversão dos fatos.

Rodrigo Rodrigues sugere, com a maior cara de pau, sem a menor vergonha na cara, que existe, aqui neste Mato Grosso, “um verdadeiro exército” a escrever sobre os processos do Riva há uma década – e que toda população conhece a história dos rombos da Assembléia de tras pra frente e de frente para trás, como se Riva fosse uma espécie de cocô do cavalo do bandido e não o temido chefe político que tem sido nestes últimos dez anos e ainda é, hoje em dia, quando procura operar a mágica de transferir seu patrimônio político ou para sua filha Janaina, ou para sua ex-esposa Janete, ou para seu genro João Emanuel.

Ora, quanto à cobertura dos ditos escândalos da Assembleia, todo mundo sabe que a verdade é bem outra do que essa que o Rodrigo Rodrigues tenta nos enfiar pela garganta, com a maior desfaçatez. Para tentar firmar sua verdade, o Riva boy põe a história de cabeça pra baixo.

Se algum exército se montou, neste Estado, reunindo as mais poderosas emissoras de rádio e televisão, os mais poderosos jornais, os mais bem pagos e melhor relacionados jornalistas (e também alguns agentes do Judiciário, do Tribunal de Contas, do Ministério Público, da Policia, etc, etc – foi justamente para esconder da população, a todo preço, tudo que acontecia e acontece nos bastidores do nosso Poder Legislativo estadual. Lá estão os caititus, servis ao capi di tutti i capi  mas sempre bem engordados com o dinheiro do duodécimo, que não me deixam mentir.

As denúncias feitas pelo MPE-MT contra Riva e Bosaipo que vazaram – e acabaram por abrir os olhos de uma parte da população (e apenas de uma parte)  deveram-se à coragem de uns poucos profissionais que não aceitaram se curvar à operação abafa que sempre protegeu e continua a proteger grande parte dos envolvidos nestes escândalos.

Poderia destacar as reportagens e os artigos de Adriana Vandoni, de Ademar Adams, do Rodrigo Vargas, do Jonas Campos, da Keka Werneck, da Catarine Piccioni, do Eduardo Gomes – e de quem mais, meu deus do céu?, que sempre acharam um jeito de manter os processos sobre os rombos da Assembleia em pauta. É evidente que a grande maioria dos repórteres daqui não escreveu e nem pode mergulhar nestas pautas porque a operação abafa, quanto aos processos relativos à Assembleia, tem sido uma operação comandada pelo alto, pelas chefias das redações, pelos próprios proprietários dos jornais, das televisões e dos sites que sempre preferiram, ao invés de informar o leitor/contribuinte/cidadão, manter o patrocínio que sempre jorrou generoso dos cofres da Assembleia. E que continua a jorrar, ainda hoje, fazendo com que a cobertura quanto aos sucessivos desdobramentos que vão tendo os processos relativos aos rombos da Assembleia, sejam servidos em ritmo de conta-gotas.

(Não podemos esquecer à contribuição fundamental, nesse caso, dado por repórteres do circuito nacional, como Fábio Pannunzio, Fausto Macedo e Vasconcelos Quadros.)

O senhor Rodrigo Rodrigues sabe disso, mas ele prefere calar e espalhar esta fantasia de que o caso já estaria na boca do povo – e que não se precisaria fazer mais nada. Ora! É claro que um Riva boy como o senhor Rodrigo não vai escrever artigo nenhum debulhando e detalhando os processos relativos aos rombos da Assembleia. Ele está visceralmente vinculado a Riva e a seus projetos políticos, como ele mesmo revela no artigo que escreve pretensamente para me responder. Só que pretender nos tomar por idiota é muita ousadia.

Dizer que não existe fato novo e relevante, aliás, é um forte demonstrativo da cegueira e do comprometimento do pretenso analista, porque são inúmeras as vertentes desse caso a reclamar por um aprofundamento, por um detalhamento que não será, certamente, um Riva boy que vai nos oferecer. A disputa política que Riva trava nas diversas esferas do Poder Judiciário, neste momento, é uma trama tão intricada que, se não fosse a persistência da cobertura de uma profissional como a Catarine Piccioni, que estrela as páginas do Olhar Jurídico, dificilmente teríamos o mínimo necessário para satisfazer nossa ânsia por novas informações. Mas a garimpagem de Catarine Piccioni persiste – e, de vez em quando, repórteres como Alexandre Aprá, Rafael Costa, Téo Menezes, Laise Lucatelli, Laura Petaglia, Patrícia Sanchez, Lucas Bólico, Jonas Silva, a Eunice Ramos, o Valdemir Roberto, nas brechas de suas coberturas, nos brindam com revelações importantes, que vamos garimpando por entre o custoso exercício do jornalismo nesta Estado.

Quanto à tentativa do Riva Boy de contaminar a vitória de Serys sobre Dante, essa tentativa certamente não prosperará. Aquele foi um momento único na história da política de Mato Grosso, em que o conceito  gramsciano de hegemonia se exercitou de forma exemplar, e tenho muito orgulho de ter sido um humilde parceiro de Serys naquela fase. Até hoje muitos ainda estão de boca aberta sem entender como uma deputada, aparentemente isolada dentro da Assembleia, tirou das mãos do cacique e governador Dante de Oliveira o mandato que ele pensava que já era seu com dois ou três anos de antecedência. Só esse episódio já fez de Serys figura emblemática em nossa história política contemporânea, por mais triste que venha a ser a sua posterior (e atual) decadência – notadamente ideológica.

36 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.64.235.119 - Responder

    O FATO É O SEGUINTE, TEM ALGUM CRIME DO RIVA QUE O BRASIL INTEIRO NÃO SAIBA? TEM ALGUM PROCESSO NOVO EM RELAÇÃO AO RIVA DE DEZ ANOS PRA CÁ? POR QUE DIABOS UM ARTICULISTA NOVO VAI CHUTAR CACHORRO MORTO? ESTE ARTIGO É BATOM NA CUECA, FEITO SOBRE ENCOMENDA PARA ATACAR RODRIGUES, QUE VEM INCOMODANDO O PALACIO ALENCASTRO.

  2. - IP 189.59.69.195 - Responder

    Então Rodrigo Rodrigues é filho de Pedro Lima? Logo devemos rebatizá-lo de “Batom na Fralda”.

    • - IP 189.59.38.224 - Responder

      O Ademar, da Família Adams, com a sua excelente piada, traz à memoria os dólares na cueca do Cearense correligionário político do irmão do Zé Genoíno.

      Dizem que petralha cearense só usa cueca samba-canção (para caber mais dólares??), então quem tece loas ao condenado Zé Genoíno, deve ser rebatizado para “Batom na Cueca Samba-Canção???

      Se a resposta for positiva, não está no gibi o que vai ter de petista, e adjacentes, trocando de nome, pois o que mais tem, em qualquer roda de militontos, é gente tecendo loas ao condenado Zé Genoíno e lamentando sua condenação (de uma parte da pena não cabe Embargos infringentes), mesmo com as provas de participação no mensalão para comprar o apoio de deputados.

  3. - IP 189.10.40.35 - Responder

    Agora vc assumiu que é Mauro Mendes né Enock, vc e a sua caterva…kkkkkkkkk

  4. - IP 177.193.155.31 - Responder

    Paga pau do Riva esse Rodrigo, tudo que falam do riva e do genro no outro dia ele ta fazendo artigo rebatendo por isso cai em descrédito…. Fica sempre tentando defende o indefensavel, assim como enock que acredita até hj que o mensalao do pt não existiu kkkkkkkkk

  5. - IP 189.11.199.122 - Responder

    Finalmente alguém para tirar a máscara desse Rodrigo Picareta Rodrigues.

  6. - IP 177.64.235.119 - Responder

    ENOCK, NESTA VOCÊ PERDEU, FALOU, FALOU E NÀO DISSE NADA. RODRIGO TE DETONOU, ACHO MESMO QUE VOCÊ FEZ UMA VISITINHA AO PALACIO ALENCASTRO.

  7. - IP 189.59.38.224 - Responder

    O trecho abaixo é aquele que o Enock destacou como prova de que o Rodrigo Rodrigues é lobista do famigerado Riva:

    “José Riva é uma das maiores lideranças políticas de Mato Grosso. Além de campeão de votos, e também líder natural da maioria dos deputados, Riva é interlocutor fundamental no processo político e administrativo do Estado, interagindo com praticamente todos os setores empresariais, sindicais e sociais.”

    Vamos analisar parte por parte do texto para ver se o tal Sr. Rodrigues falou alguma mentira.

    Começo com o “José Riva é uma das maiores lideranças políticas de Mato Grosso”: seria a mais deslavada mentira se o Rodrigues estivesse falando do porte físico do baixinho deputado, mas como ele deve estar se referindo à influencia política dele, então, considerando que o tal verticalmente prejudicado pode ser qualquer coisa menos um anão político, senão não comandaria a Assembléia há quase 20 anos, com poder de influenciar e fazer dobrar a espinha dorsal de todos os governadores, desde Dante de Oliveira. Sem contar que atualmente estendeu o seu poder para a Câmara Municipal de Cuiabá, elegendo, com a ajuda do PT, o seu genro presidente daquela Casa de Leis. Então, para o bem ou para o mal, o verticalmente prejudicado é uma das maiores lideranças políticas do Estado. Está certo o Rodrigo Rodrigues.

    Depois vem a parte que diz “Além de campeão de votos…”: de fato há muitas e muitas luas, o verticalmente prejudicado, mas que não é um anão político, vem sendo sempre o Dep. mais votado em todas as eleições. Assim, de novo está certo o tal Rodrigo Rodrigues.

    Outra parte do texto é “… e também líder natural da maioria dos deputados…”: ora como pode, depois de tanto tempo, a “natureza” do Riva ser ignorada pela maioria dos deputados da nossa Assembléia que o elege e o mantém como líder há muitas legislaturas??? É lógico que pela “natureza” da maioria que o elege, a Assembléia só poderia ter um líder com a “natureza” do Riva cuja “natureza” a maioria já conhece e dela até hoje não abriu mão. Acertou o Rodrigues ao falar da liderança natural do Riva, porque a “natureza” é que prevalece. Rodrigo, você conhece a “narureza” dessa gente, heim??

    Há ainda o trecho “Riva é interlocutor fundamental no processo político e administrativo do Estado”: Lógico que é verdade, pois como homem forte na Assembléia, como acima explicitado, o Riva tem dobrado a espinha de todos os governadores e participado de praticamente todas as decisões administrativas ou políticas, para o bem ou para o mal. Rodrigo, você acertou mais uma e demonstrou que conhece dos meandros da política e da administração do Estado de Mato Grosso e da “natureza” de quem manda e de quem deixa mandar.

    Por último, o trecho “…interagindo com praticamente todos os setores empresariais, sindicais e sociais.”: aqui também não há nenhuma mentira, pois é fato que praticamente todos os setores empresariais, sindicais e sociais, possui demandas administrativas ou legislativas, então o verticalmente prejudicado, que manda na Assembléia e dobra a espinha dorsal dos Governadores, é interlocutor privilegiado e interage com todos os setores.

    Em resumo, o que se vê no texto do tal Rodrigo Rodrigues são apenas constatações, pois o que ele disse são fatos, dos quais, pelo menos no trecho que o Enock destacou, ele não fez nenhum juízo de valor.

  8. - IP 189.59.40.96 - Responder

    AO QUE PARECE ENOCK JA FOI COOPTADO PELA TURMA DO MAURO MENDES, POIS PARECE QUE FICOU CLARO QUE AGE SOB A BATUTA DO SECRETÁRIO DE COMUNICAÇÃO DE MAURO MENDES.
    DE QUALQUER FORMA O OBA OBA É INTERESSANTE, CONTINUEM A CONTENDA SRS

  9. - IP 177.64.235.119 - Responder

    Sr Enok, taxar o articulista mais audacioso da atualidade de um apelido medíocre me faz perguntar porque sucitou tanta mágoa no Sr.?
    Levantar questionamentos a respeito de denúncias que reiteradamente envolvem o prefeito MM o fez reclamar de denúncias contra o deputado Riva????Cada coisa em seu lugar!!! A mim parece despeito contra Rodrigues, ou então o Sr. está comprometido com algum grupo político e acusa o outro de seu próprio pecado!!!!!!!!

  10. - IP 189.59.38.224 - Responder

    Não acredito que o Riva seja o responsável por ele mesmo ser quem é.

    O grande responsável pelo Riva ser o Riva foi o ex-governador Dante de Oliveira que primeiro se deixou dobrar e atendeu todas as exigências do então presidente da Assembléia, especialmente com o aumento dos repasses financeiros ao Poder Legislativo, mesmo com Secretários fazendo ameaças na televisão de se demitirem caso isso ocorresse. O fato é que o Dante cedeu, o Secretário não largou o poder, e o Riva, com mais dinheiro e poder, passou a crescer cada vez mais.

    Veio o Governo do Blairo, mas aí já era tarde, a fera já estava mais do que criada, e ele nem seque tentou enfrentar o poder do todo-poderoso manda chuva da Assembléia.

    Blairo Maggi se comportou como aliado político do Riva, até lançando e elegendo governador o Silval Barbosa grande amigo do chefe da Assembléia.

    Blairo, como Dante, se acovardou, Silval foi o que se esperava, ou seja amigo do Riva, cuja filha se tornou nora do Governador.

    O único que enfrentou o grande chefe da Assembléia foi Pedro Taques quando era Procurador da República.

    Mas como político, Pedro Taques foi decepcionante, ora atacando Blairo, aliado de Riva, pelo escândalo dos maquinários, ora fazendo convescote com o mega produtor de soja, ou seja, o PEDRO CONVESCOTE não sabe de que lado nem com quem fica.

    No atual

  11. - IP 177.64.235.119 - Responder

    Sinceramente não vejo no artigo do Rodrigo Rodrigues nada que compromete ele com Riva, ele ta certo, queira ou nao queira Riva é o maior lider potitico da atualidade. Ficou claro que o Enock forçou a barra, de forma agressiva e gratuita. Esta mais para ” ansião do Mndes” do que para Riva boy.

    • - IP 201.19.193.245 - Responder

      Riva maior lider politico da atualidade, É BEM MATO GROSSO. Não podemos deixar de reconhecer sua capacidade de fazer acontecer as coisas em suas eleições e na Assembleia, ele não se candidata a Deputado e sim a Presidente da Assembleia. Diferente das piores democracias. Ele é bom mesmo no que faz, . tem razão, como Al Capone foi bom no que fazia só que para o mal. Coitado de Mato Grosso ainda bem que voce mora no Estados Unidos, com menos um voto de repente as pessoas de bem deste estado TOMAM VERGONHA NA CARA, porque infelizmente uma certa maioria do interior ainda vende seu voto, e so compra quem tem cacife ou cacique por de traz. Uma pena que os ‘blaks blocs” ainda não se manifestaram em MT e Cuiabá, podiam começar a agir e começando por limpar democraticamente a politica de MT, ajudem Mauro Zaque, Roberto Turim, Célio Furio e outros que ainda tem coragem de tentar fazer com que MT tenha dó do patrimônio público. Alias deveria começar essa democracia pelas pessoas revelando verdadeiramente quem são nesses comentarios via internet, onde o anonimato acaba por encobrir quem esta mesmo emitindo opiniões. Enock, mesmo não assimilando sempre suas opiniões, as vezes equivocadas, desta vez companheiro voce esta COBERTO DE RAZÃO, algo tem por traz desses movimentos. VAMOS LIMPAR A POLITICA DE MT. mesmo que seja devagar mas os intocaveis demoraram anos para limpar CHIMTcago.

    • - IP 201.19.193.245 - Responder

      Riva maior lider politico da atualidade, É BEM MATO GROSSO. Não podemos deixar de reconhecer sua capacidade de fazer acontecer as coisas em suas eleições e na Assembleia, ele não se candidata a Deputado e sim a Presidente da Assembleia. Diferente das piores democracias. Ele é bom mesmo no que faz, . tem razão, como Al Capone foi bom no que fazia só que para o mal. Coitado de Mato Grosso ainda bem que voce mora no Estados Unidos, com menos um voto de repente as pessoas de bem deste estado TOMAM VERGONHA NA CARA, porque infelizmente uma certa maioria do interior ainda vende seu voto, e so compra quem tem cacife ou cacique por de traz. Uma pena que os ‘blaks blocs” ainda não se manifestaram em MT e Cuiabá, podiam começar a agir e começando por limpar democraticamente a politica de MT, ajudem Mauro Zaque, Roberto Turim, Célio Furio e outros que ainda tem coragem de tentar fazer com que MT tenha dó do patrimônio público. Alias deveria começar essa democracia pelas pessoas revelando verdadeiramente quem são nesses comentarios via internet, onde o anonimato acaba por encobrir quem esta mesmo emitindo opiniões. Enock, mesmo não assimilando sempre suas opiniões, as vezes equivocadas, desta vez companheiro voce esta COBERTO DE RAZÃO, algo tem por traz desses movimentos. VAMOS LIMPAR A POLITICA DE MT. mesmo que seja devagar mas os intocaveis demoraram anos para limpar CHIMTcago.

  12. - IP 177.64.235.119 - Responder

    Ademar o Rodrigo é filho do Pedro Lima, e você é filho de quem? De omde?

    • - IP 189.59.69.195 - Responder

      Só respondo à sua questão preconceituosa se você me disser quem é você…

      • - IP 177.221.96.140 - Responder

        Preconceito por preconceito, o Ademar também não foi lá muito lisonjeiro com o idoso pai do Rodrigo Rodrigues. Olha os estatuto do idoso!!

  13. - IP 177.193.160.7 - Responder

    Quando me disseram que estava tendo um debate acalorado neste site, pensei: puxa! vou correndo lá pra ler o que discutem. Os dias andam tão fracos de ideias novas…Quanta decepção. Debatezinho fulanizado, pobre da concepção ao enlace, sem sentido para qualquer pessoa que desconheça detalhes comezinhos dos bastidores da micropolítica cuiabana. Sinceramente, acho que este blog deve estar com audiência em baixa, daí o proprietário forjar uma falsa polêmica com seu amigo e contendor. Então, pra deixar todo mundo feliz (e manter o Ibope), vamos convencionar o seguinte: ambos estão cobertos de razão.

  14. - IP 177.193.164.168 - Responder

    enock cavalcanti se confirma como o grande jornalista que tantos admiram e respeitam por sua coragem de expor as mazelas inclusive do proprio jornalismo. só mesmo neste espaço que é a pagina do enock para a gente encontra tantas informações sobre os bastidores da imprensa. e esse senhor rodrigo que grande picareta se revela. um rato que vem se somar ao samuel levy como leva-etrás do riva. e é engraçado a gente ver ataques ao enock porque estaria aliviando pro lado do mauromendes e ver, bem no destaque no blogue uma matéria que mostra a estranha parceria de mauro mendes com silval e o empresário wanderlei da trimec. realmente, enock, você é um jornalista inigualável.

  15. - IP 177.5.231.113 - Responder

    Sr. Rodrigo, eu não diria que o Sr. é “BATOM NA CUECA” mas sim “UM VIRA CASACA”….. dias atraz, enquanto militante ou interesseiro dentro do PDT, Vossa pessoa tecia inúmeros comentários a respeito dos escândalos do Presidente da Assembleia Legislativa, que na época era o Sr. Riva….. HJ vira um puxa saco….. SINCERAMENTE…. O SR NÃO TEM MORAL ALGUM PARA DIZER ALGO…… SEUS ARTIGOS ESTÃO FUNDADOS SOMENTE EM R$R$R$….. Princípios e Postura cabem em qualquer lugar….. FICA A DICA.

  16. - IP 187.6.109.186 - Responder

    Poderiam os puxa-sacos e os dos sacos-puxados, após um entreveiro sério, coisa de homem mesmo, pegar, cada um, uma foice de arroz, irem para dentro de um quarto escuro e…. o primeiro que bater pra sair ganha!

  17. - IP 177.64.235.119 - Responder

    Rodrigo Rodrigues nem precisa rsponder a treplica do Enock, o aenhor João ja disse tudo. Por essa Enock e Kleber Lima não esperavam, Rodrigues sai mais fortalecido do episodio. Em uma questão Enock esta certo, Rodrigo Tem essa fama de passar o rodo, foi assim na saude, na sema e no pdt. Não perdou nenhuma mulher.

  18. - IP 186.218.198.125 - Responder

    A questão central foi desvirtuada. Propositalmente ou não. O hamster anão se debate na ratoeira porque sabe ser o garimpeiro municipal, o seu sucessor natural nesta facção da máfia – a que garante com leis escusas o assalto no executivo – e que logo mais será ‘eliminado’ para o bem de todos os integrantes da quadrilha e seus chefes gangsters. A justiça será feita…ou pelo judiciário venal, ou por queima de arquivo. Dois outros notáveis e ilibados substitutos politicos já estão sendo preparados para manter o esquema nas mãos dos chefes atuais – os dois juristas – enquanto o grupo ‘empresarial’ produtor rural pretende o garimpeiro construtor de antenas. O hamster está com os dias contados. E seus carrapatos, pulgas e serviçais não querem acreditar que as migalhas deixarão de cair no chão sujo onde se arrastam na ingloria luta pelo ‘pao’ de cada dia, já que trabalhar está fora de questão.

  19. - IP 177.64.235.119 - Responder

    Ademar, sou Lana Faccio Moreira, casada, dois filhos, 37 anos, psicologa, advogada, funcionaria TNC, com sede nos Estados Unidos da America. Sou cuiabana, criada no Rio de Janeiro, filha do dr. Armando Faccio, medico, e de dona Marisa Paes de Barros Faccio. Você tem vergonha de seus pais? Tem vergonha de dizer de onde vc é? Porque veio para o Mato Grosso? Antes de morar em Cuiaba morava no norte do estado? Casado? Com quem ? Hormem ou mulher? Ficou furioso porque perdeu a boquinha na prefeitura, aonde queria ser ovidor? Era um compromisso do prefeito para não acucusa-lo e ele não esta cumprindo?

    • - IP 187.6.109.186 - Responder

      Responde aí Ademar!

    • - IP 189.59.69.195 - Responder

      Muito bem dona Lana. Agora sei com quem estou falando, agora está claro quem me calunia pelo espaço livre da da Página do Enock. Só falta responder em qual delegacia você trabalha como investigadora para querer saber tanto sobre a minha vida.

      Careço ainda de entender a origem de todo o ódio que você destila contra mim, se nunca te te acusei de nada, nem te faltei com o respeito.

      Grande parte das tuas perguntas podem ser respondidas na própria Internet, se queres tanto saber da minha vida.

      Mas satisfaça a curiosidade dos colegas de debate: Qual são os queridinhos teus que eu ataquei? Riva? Rodrigo Rodrigues? André Prieto? Chica Nunes, Lutero Ponce, Sérgio Ricardo? Humberto Bozaipo, Pedro Henry? Chico Galindo? Quem mais?

  20. - IP 189.59.39.22 - Responder

    Enock e Rodrigo?
    Um mais comprometido do que o outro, não?

  21. - IP 201.88.56.8 - Responder

    Toma Ademar melhor vc se recolher a sua insignificância e ir puxar saco dos seus superiores

    E sobre o trt vc nao fala nada?

  22. - IP 200.252.51.203 - Responder

    ENOCK ATÉ PODERIA QUESTIONAR O PORQUE DE RODRIGO NUNCA TER ESCRITO NADA CONTRA RIVA, SERIA NATURAL QUESTIONA-LO. DA FORMA QUE ENOCK FEZ, RAIVOSO E CHEIO DE BAIXARIAS, TENDO COMO REFERENCIA UMA CITAÇÃO EM UM ARTIGO, DEIXA CLARO QUE ESTA A SERVIÇO DE ANTERO E ESPECIALISTA EM MALDADE E CONSELHEIRO DO PREFEITO. KLEBER LIMA É SÓ UM GAROTO DE RECADO. O ENOCK O ANTERO’S BOY!

  23. - IP 177.64.235.119 - Responder

    ANTERO’S BOY..KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK. É ISSO AI, ENOCK É O ANTEROS BOYS MESMO…KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  24. - IP 187.123.5.210 - Responder

    Filho de especialista em transporte de bambú…
    É preciso ser muito craque em logística, para conseguir movimentar 80 mil por mês em transporte de bambú sem ter nem um caminhãozinho de brinquedo….kkkkkkkkkkk

    http://www.midianews.com.br/conteudo.php?sid=3&cid=12842

  25. - IP 201.19.193.245 - Responder

    Caro Enock voce bateu na mosca, faz um tempo que venho observando os artigos tendenciosos desse moço, que voce se esqueceu, já andou assombrando lá pelas bandas do PTB, quando esse partido fazia parte constante das paginas policiais deste pais, envergonhando Goulart e Leonel Brizola. Estranho é que esse “jornalista” trabalhou em que veiculo mesmo de comunicação !!!! voce se lembra de algum serviço dele, peça a carteira de trabalho do cidadão deve aparecer somente assembleia – assessor de algum deputado (que não é demerito nenhum se o cara trabalhar) pergunta ao pai dele -ouvimos uma vez de um antigo membro do PTB que infelizmente faleceu esse ano procurador do intermat – “RR somente acorda as 11 todo dia trabalha onde!!!” e era seu amigo , deve ser essa razao que Mauro Mendes correu dele – Mauro acorda as 6 e vai trabalhar e esse fica na praça popular de papo e outras coisitas mas com o dono de um certo site “Riva news” falando mal dos outros – trabalho hum!!! diferente mesmo de seu pai que é um homem honrado.

  26. - IP 189.75.99.174 - Responder

    Riva, liderança de quem? Rrssrr! Sei que Riva é um dos maiores ladrões do Brasil. Isso sim, ele é!

  27. - IP 177.64.243.68 - Responder

    Em primeiro lugar queria dizer que não conheço nem um, nem outro, então, não tenho pq puxar saco ou ficar do lado de alguém. Mas, pelo que eu entendi, o rodrigo não disse nenhuma mentira. Riva pode estar cheio de processos mesmo, mas nenhum é novo, o máximo que dá se flaar é em decisões da justiça, embargos e etc. E mesmo com todos esses processos, oq eu entendi do artigo do rodrigo, é que ele estava falando da influencia do riva dentro da política mato-grossense. Quanto as acusações de ambos os lados, depois dos artigos, só posso acreditar que ninguém é inocente nesse meio, todos tem um interesse a defender.
    abs

  28. - IP 177.64.235.119 - Responder

    E ai Ademar Adams de onde veio? Quem é seu pai? Enock é verdade que você veio para Mato Grosso pelas mãos de Antero? se foi então você é mesmo Antero’s boys!

  29. - IP 187.58.30.93 - Responder

    O mais absurdo é que esse Rodrigo Rodrigues, quando começou a publicar seus rabiscos na mídia digital matogrossense, se identificava por “analista político E PERITO JUDICIAL”. Não sei se ele ainca ocupa esse cargo, afinal há um limite para a tolerância de porcaria que uma pessoa pode ler, mas isso é simplesmente ridículo. Como pode um cidadão com ligações podres e CLARAMENTE SUBORDINADO A JOSÉ GERALDO RIVA exercer a função de perito judicial? Um cargo de que se espera a mais absoluta imparcialidade e seriedade, pois tem responsabilidades muito grandes em diversos processos. Tomara que tenha sido exonerado.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

um × cinco =