BARBARA GANCIA NA FOLHA DE S.PAULO: “Até concordo que a gente queira ver canalhas ricos o bastante para contratar advogados top na cadeia. Mas, vem cá: o Genoino, gente? Todo mundo conhece o Genoino, sabe que ele não vive no luxo. E não merece o que está acontecen­do. Nesta semana vi gente com sangue nos olhos dizendo que queria vê-lo atrás das grades. Isso não pode ser sede de justiça. É outra coisa. É preconceito puro”

Barbara Gancia, jornalista e articulista do jornal "Folha de S. Paulo"

Barbara Gancia chuta o pau da barraca

Colunista da Folha diz que Lula venceu as eleições, que Veja distorce a realidade ao vender Joaquim Barbosa como novo herói nacional, que José Genoino não merece o que está vivendo e condena a análise maniqueísta dos que analisam o julgamento do mensalão com sangue nos olhos

Colunista da Folha, Barbara Gancia se diz assustada com o “sangue nos olhos” dos que pregam punição exemplar aos réus da Ação Penal 470 e afirma que Lula foi o grande vencedor das eleições municipais de 2012. Leia. ( Brasil 247)

Bem x Mal

Barbara Gancia
FOLHA DE S.PAULO

Está tudo muito bom, está tudo muito bem. E o “New York Times”, o “Financial Times” e o “Times” de Londres po­dem estar certos de que o julga­mento do mensalão representa um avanço brutal para a democracia tapuia, como bem notou o nosso monumental Clóvis Rossi em sua coluna de ontem, mas esta “bastian contraria” (a expressão é piemon­tesa) que vos fala veio posar na sua sopa para discordar.

É claro que quem tem culpa que pague o que deve. E eu também, como todo o resto do Ocidente (excluindo talvez o Suriname, Cuba e a Cristina Kirchner -que deve sentir coisas por ele), não vou com os cornos do Zé Dirceu. O homem escondeu a pró­pria identidade da mulher, vive de amassos com os Castro, não é exatamente exemplo de democrata e blá-blá-blá-blá-blá.

Acontece que não consigo dissociar a imagem de Joaquim Barbosa de Torquemada e o julgamento do mensalão da Inquisição. Estamos assistindo a um massacre e há mui­to ainda a considerar.

Diziam que o julgamento seria parcial porque Lula havia escolhi­do os juízes. Não aconteceu. Aliás, essa desconfiança preconceituosa me faz lembrar o terceiro mandato de Lula, que não houve.

Enunciavam também que o mensalão ia dar a vitória a Russomanno em primeiro turno. Não aconteceu. Por sinal, a economia nem vai tão bem e Haddad lidera as pesquisas.

E Lula, ora, Lula foi o grande vencedor do primeiro turno (tadinha da Martoca) e vai levar São Paulo de enxurrada, né não? Fica claro tam­bém que a classe média alta que se diz informada, mas que raramente acaba obtendo colocação profissio­nal fora do âmbito familiar, quer ver o PT ser varrido do mapa. Essa é a turma que torce como nunca no Fla-Flu do julgamento do STF.

Nos últimos tempos, até a Dilma eles têm tratado com um desdém que antes não havia ali. Já para o zé povinho, tanto faz. Para a perifa, obviamente não só despida de preconceito contra o Lula como identificada com ele até a alma e beneficiada pelas mudanças sociais, escândalo de compra de votos da reeleição, anões do Con­gresso, Sivam, Zé Dirceu, Collor… é tudo a mesma lasanha.

Eu até concordo que a gente queira ver canalhas ricos o bastante para contratar advogados top na cadeia. Mas, vem cá: o Genoino, gente? Todo mundo conhece o Genoi­no, sabe que ele não vive no luxo. E não merece o que está acontecen­do.

Nesta semana vi gente com sangue nos olhos dizendo que queria vê-lo atrás das grades. Isso não po­de ser sede de justiça. É outra coisa. É preconceito puro. E olha que o Muro de Berlim já caiu há mais de 20 anos!

É uma deturpação das mais danosas ao país colocar na capa da maior revista semanal tapuia uma crian­ça negra e pobre que subiu na vida pelo próprio esforço como se ela fosse o novo Pelé.

É como se a classe dominante dissesse: “Os nossos pretos pobres são melhores do que os deles”. Os negros pobres do Lula precisam do Bolsa Família e de cotas para chegar lá. Joaquim Barbosa (que, note, se declara eleitor do PT) venceu sozinho, não precisou de “política assistencialista”, não é mesmo? Pessoal ainda não enten­deu que não é muleta, mas reparação por séculos de apartheid social.

Seria lição de democracia se do julgamento do STF constassem não só PT, mas PSDB, DEM etc. Julgar ignorando garantias, sem direito a recurso e partindo da cer­teza de que quanto menos provas, maior o poder do réu e, portanto, hipoteticamente, maior sua culpa, é inver­ter a lógica. Isso não pode ser coisa boa, viu, “Times” de Londres?

barbara@uol.com.br

Para Gancia, o julgamento do Mensalão seria lição de democracia se do julgamento do STF constassem não só o PT de Genoino, mas PSDB, DEM etc

9 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.64.242.234 - Responder

    O STF não é um tribunal de exceção, é o que sempre foi: A POLÍCIA POLÍTICA DOS EUA NO BRASIL… Quem aqui não viu a foto com o Barbosa carregando a pasta que condenaria Dirceu com os dizeres em Inglês: “Final Act”, onde fica claro que a ideologia (senão todo o processo) por traz deste pseudo-julgamento tem suas origens em “outras línguas” situadas um pouco mais “ao norte” … Sim, um “ato final” para o pretenso julgamento de agora, porém meramente cíclico, midiático e repetitivo ao longo de nossa história (História com H, não as estórias forjadas pelas Globo e Veja da vida que formaram a “consciência política” dos eleitores dos atuais PSDB e DEM que foram PFL e ARENA de outrora, onde partidos mudam de nome apenas para continuarem enganando os mais incautos e os mais facilmente “enganáveis”), escondendo que a única coisa que realmente defendem são os interesses estrangeiros em subjugar e controlar os “nativos” Sul Americanos e a estes impondo sua ideologia de submissão, ao mesmo tempo em que pilham suas riquezas com suas privatarias. Neste espetáculo de “Ópera Bufa”, vários atores são chamados a encenar os papeis pré-definidos, assim o foi nos anos 60, onde espalhados pelas ditaduras implementadas pelos EUA na América Latina, entraram em cena os militares caricatos, com seus quepes e óculos “Ray-ban”, para assim se assemelharem aos seus “alter-egos”, os instrutores militares Norte americanos que lhes davam aula acerca de como torturar e silenciar os opositores da hegemonia Americana. Os atores do momento nas Américas são as supremas cortes, com seus juízes togados, arrogantes e pretensiosos, com palavreados pedantes e em muitas vezes até ferindo de morte a língua nativa. Aconteceu no Paraguai ontem, hoje assistimos aqui no Brasil, amanhã?… Os atores mudam, mas os diretores não, a direção é sempre a mesma. Os agentes da mídia globalizada e prostituta. Quem já estudou HISTÓRIA sabe muito bem contra quem Getúlio Vargas lutava e o porque de ter sido perseguido: era Nacionalista…e isto, no seu quintal, os EUA não admitem, nunca admitirão… Sabem também que as “forças que se levantam sobre mim” são as mesmas “forças” que hoje controlam o judiciário: A mídia golpista, que naquela época, capitaneada por Assis Chateaubriand, tendo o Lacerda como pupilo, Roberto Marinho como vassalo, usou dos mais asquerosos subterfúgios para afastar do poder um “nacionalista”, tão prejudicial aos interesses Norte Americanos. Desde aquela época já figurava Roberto Marinho, defensor Mor da ditadura que se seguiria logo em seguida, assessorado pelos Civita, recém expulsos da Argentina onde os hermanos se aperceberam e tiveram mais cuidado ao se defender desta casta que nada mais faz do que ser a ponta de lança para desequilibrar possíveis regimes nacionalistas contrários aos EUA. Portanto, em nada gera surpresa o posicionamento do STF, assim como não haverá surpresa em todas as absolvições de tucanos e DEMos que advirão, bem como os Habeas Corpus que serão concedidos às “massas cheirosas”. O STF como boa polícia política, apenas faz o seu papel, para nos manter no lugar que reservaram para nós os seus mestres Norte Americanos: Sem nacionalismo algum, ignorantes e submissos (E se “botar as azinhas de fora” presos).
    Curtir · · Compartilhar

  2. - IP 187.7.246.48 - Responder

    Nunca li tanta besteira num só texto.

  3. - IP 189.73.211.197 - Responder

    Muita estupidez nos dois textos.
    Quer dizer que o Genoino é um ser acima de qualquer suspeita e além disso devemos considerar que só comete crime quem tem um vasto patrimônio?
    Julgamento de exceção acontece no Irã e em Cuba primorosos estados respeitadores dos direitos e garantias individuais.
    Aliás, Cuba é um país tão bom, mais tão bom que o sujeito que mora lá tem que pedir autorização para sair da famigerada ilha.

  4. - IP 177.0.81.233 - Responder

    nunca li tanta besteira num texto (2)

  5. - IP 201.47.153.167 - Responder

    Triste PeTralhas sempre vivendo na fantasia.
    Todo petista é corruPTo e desonesto.
    Adeus PeTralhas aqui em Mato Grosso NÂO.

  6. - IP 189.31.40.218 - Responder

    É , os 08 ministros do STF nào sabem nada ; quem sabe tudo e tem “notável saber jurídico ” é essa uma aí. Quem sabe a sociedade , indignada com a condenação dessa caterva , não saia às ruas pedindo a destituição dos ministros do STF e para lá indique essa professora , junto com levandowsky e toffoli. Que tal?

  7. - IP 189.55.232.233 - Responder

    Para a grande imprensa brasileira, tão isenta, sensata e ponderada, está agora comprovada pelo STF a tese…. “a corrupção no Brasil começou no dia 01 de janeiro de 2003”.
    Dia em que pela primeira vez o nosso Brasil querido, passou a ser governado por alguém, onde já se viu!!!!, que não veio da parte de cima da pirâmide social.
    Antes dessa data, éramos uma ilha de honestidade, de retidão, de bom caratismo, onde deputados e senadores, legislavam em prol do povo, criando leis para o benefício desse povo. Câmara e Senado, juntas ajudavam o governo federal no papel de governar pensando no povo e em seu crescimento. Não haviam troca de favores. Não havia “toma lá da cá”. Não havia “é dando que se recebe”. Não havia distribuição de verbas, cargos, concessões de rádio e TV, em troca de coisas como… mudar a constituição para termos reeleição, por exemplo.
    Enfim, agora vivemos um momento de libertação !!!!
    E imaginarmos que em nossos 512 anos de história, nos últimos 10 anos, nos desvirtuamos, nos tornamos uma nação de corruptos, de desonestos, de gente que quer levar vantagem em tudo. Mas graças ao STF e a grande mídia brasileira, voltaremos ao trilho certo. Voltaremos aos nossos 502 anos anteriores, de muita honestidade e políticos que só pensavam em nós… O POVO brasileiro!!!!
    Viva a democracia tupiniquim !!!!
    Fala sério!!!!

  8. - IP 201.8.195.246 - Responder

    Nem sempre a corrupção ativa tem o dinheiro como objetivo principal. Muitas vezes trata-se de poder.
    E sobre o terceiro mandato de Lula o que voce acha que é a convocaçao da Dilma para uma reuniao em sp?
    sair em horario de trabalho para tratar de coisas do partido porque o Sr. Lula ou quem quer q seja chamou?

    Nem sempre quem está no poder é quem manda, muitas vezes o mais influente é que decide.

  9. - IP 186.251.242.183 - Responder

    Nunca li tanta besteira num texto (3)

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

20 − dezesseis =