Band MT importa Augusto Nunes e lança programa “O Livre”, pretensamente para discutir realidade de Mato Grosso. Grande novidade: primeira entrevista é com Zé Pedro Taques. O que foi feito do saudável “Confronto de Ideias”, que a Band lançara? Foi abortado, retirado da grade para impedir a saudável reflexão do público? Onde a Band MT acha que vai chegar com um programa desses?

O programa segue a receita  mais óbvia, e começa entrevistando...o poderoso de plantão, Zé Pedro Taques.

O programa segue a receita mais óbvia, e começa entrevistando…o poderoso de plantão, Zé Pedro Taques.

Parece uma novidade, só que não é. Mais um programa de entrevista na Band MT. “O Livre”!, vejam que nome criativo, ecoando o “Canal Livre” da Band.
E começa, infelizmente, com jeito de entrevista chapa branca com Zé Pedro Taques “encarando” alguns dóceis levantadores de bola.
Cadê o Eduardo Gomes De Andrade Andrade? Onde está a Laise Lucatelli? O que foi feito do Ademar Adams, do João Negrão?
Até um talk show comandado pela Almerinda seria mais instigante – e olha que eu sou um produtor de programas velho e passado da moda.
O que foi feito do saudável “Confronto de Ideias”? Foi retirado da grade para impedir a saudável reflexão do público?
O sr Pedro Neves, que comanda a Band em Mato Grosso, pelo jeito, se acomodou diante do poder de plantão se igualando aos dorileos e melattis que já conhecemos bem. E mantém tudo como dantes neste Estado de imprensa tão vacilante.
Vejam que o programa é até gravado, bem editado, para evitar qualquer surpresa fora do roteiro.
E importar Augusto Nunes?! Imagino que seja o espírito do vira-lata, como se não tivéssemos bons e questionadores jornalistas aqui mesmo em Mato Grosso, bem mais entrosados e identificados com a realidade de nossa região.
Como discutir a realidade de Mato Grosso com quem não sabe quem foi Jejé de Oyá e nem sabe como chegar à Praça da Mandioca?
Onde é que a Band acha que vai chegar com um programa desses? Ah, sim, deve receber polpudos patrocinadores.
Já a galera em busca de informação diferenciada…”O Livre”?!? Aqui, ó!

3 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - Responder

    Enock, você dá a resposta de onde a Band irá chegar: a lugar algum. Será mais um programa chapa branca que ninguém, ou poucos, assistirão. Infelizmente a programação local de emissoras como a Band está cada dia pior. Poderíamos fazer uma aposta para ver quem acerta os próximos convidados. Creio que o competentíssimo Mahon estará entre eles. Aliás, agora virou praxe: um dia o sujeito dá entrevista no canal x; em outro ele é quem faz as perguntas no canal y. Circularidade de pessoas, mas circularidade seletiva, isto é, apenas os direitistas circulam.

  2. - Responder

    Não te conheço Enock. Mas achei seu comentário deselegante. Acho muito importante trazer gente com experiência nacional. Essa coisa de “cuiabania” que tem que acabar. Essa cidade é o que é, com toda essa idade e atrasada ( nem rede de esgoto tem, despejando no rio Cuiabá tudo “in natura” ) por conta desses pensamentos bairristas. Devemos sim nos abrir para conhecer ideias de fora e experiências advindas também de outros lugares .
    É muito fácil falar mal!!! Né!!

  3. - Responder

    lamentavelmente os jornalistas de mt estão sem moral e são fraquissimos e o canal band mt esta de parabens trazer alguem renomado com muita experiência para fazer parte de sua gradeça quanto entrevista eles decidem que entrevistar não importa a cor da chapa se é branca ou preta o que não pode é outras pessoas de fora querer mandar na pauta deles do augusto nunes ou band mt

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

vinte − um =