SACO DE GATOS – Éder agora é Lúdio “desde criancinha”

Afastado do governo de Silval, Éder Moraes agora passa a ser mais um peso na campanha de Lúdio Cabral

“Grupo dos 50” contraria PR; abandona Mauro e declara apoio para Lúdio em Cuiabá

CLÁUDIO MORAES
O DOCUMENTO

Um grupo de 50 lideranças ligadas ao Partido da República decidiu, em reunião na manhã de hoje, retirar o apoio a candidatura do empresário Mauro Mendes (PSB) a prefeitura de Cuiabá. O encontro aconteceu numa sala no edifício Centro Empresarial Paiaguás na avenida do CPA.

O PR indicou o deputado estadual João Malheiros (PR) como vice na chapa de Mauro Mendes. Todavia, o grupo decidiu optar por outro caminho pelo fato de considerarem que o industrial tem demonstrado “extrema arrogância” ao isolar aliados políticos já acreditando que vencerá a eleição no primeiro turno.

Entre os líderes que definiram apoio para Lúdio Cabral estão o ex-secretário extraordinário da Copa, Éder Moraes Dias; os secretários-adjuntos do Estado respectivamente de Casa Civil e Trabalho, Emprego e Cidadania, Adjaime Ramos e Benjamin Franklin; e ainda o ex-vereador por Cuiabá, Caio César. “Infelizmente, o Mauro conseguiu o apoio da cúpula do PR e nunca nos procurou para convidar para participar da campanha ao seu lado. É desta forma que ele pretende administrar Cuiabá deixando de lado as pessoas”, declarou Éder Moraes.

Segundo o ex-titular da Secopa, nos próximos dias, será realizado um grande ato para oficialização do apoio dos republicanos. Éder Moraes Dias também lamentou o fato do senador Blairo Maggi (PR) não ter cobrado a presença de republicanos na campanha de Mauro Mendes.

Para o executivo, a eleição de Cuiabá terá dois turnos apesar da liderança do empresário sendo que pesquisas apontam para uma vitória no primeiro turno. “A eleição começa na próxima terça-feira quando o eleitor vai conhecer as propostas dos candidatos e saber que Lúdio Cabral é o nome que agrega bons valores pessoais e conta com o apoio do governador Silval Barbosa (PMDB) e da presidenta Dilma Roussef (PT)”, salientou.

Éder Moraes Dias ainda explicou que o grupo optou pelo apoio ao vereador petista num “voto de confiança e companheirismo” ao governador. “O governador nunca nos pediu para apoiar o Lúdio por questões éticas, mas iremos comunicá-lo ainda hoje de nossa decisão”, disse.

Vuolo

O grupo vai tentar ainda atrair o vereador Francisco Vuolo (PR) para a campanha de Lúdio Cabral. O parlamentar republicano deixou a secretaria de Logística Intermodal e Transportes para ser candidato ao palácio Alencastro.

Todavia, João Malheiros também deixou da pasta da Cultura estadual para ser vice de Mauro Mendes aguardando uma eventual renúncia em 2014 para que ele se torne prefeito. Rifado, Vuolo não conseguiu retornar ao staff do palácio Paiaguás e hoje mantém neutro na disputa eleitoral na capital do Estado.

Categorias:Cidadania

5 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 200.129.241.234 - Responder

    parabens Mauro mendes, vc não tem rabo com esses caras e ao ludio vc esta ficando oportunista e vai ficar com rabo preso com esses caras ou vc e da mesma laia…. diga com quem tu andas que direis quem é

    • - IP 200.140.170.214 - Responder

      CARO MARCELO DIZER QUE MAURO PINOQUIO MENDES NAO SE MISTURA E A MAIOR PEROLA DO ANO, O QUE VC ME DIZ DE : PEDRO TRUQUES , BRAULIO MAGGICO , MAURO CARVALHO SAO TADEU …

  2. - IP 189.31.56.81 - Responder

    Tem coisas que nem necessitariam ser esclarecidas, tão gritante os fatos comprovam.
    A aliança – exdrúxula – entre recentes (eleição 2010) desafetos políticos – é uma delas.
    Nosso ‘novo’ “Demóstenes” da moral – Pedro Taques – ao lado dos duramente acusados no caso dos maquinários, por exemplo.
    Outra questão é o vice de MM, o “M”, que mexeu como nunca os pauzinhos por 65% do exercício do cargo máximo do Alencastro.
    A eleição está longe de se definir, o programa eleitoral, que amanhã será decidido pelo TRE-MT com os tempos finais de cada coligação, dá mais de 3 minutos a “Cuiabá, Mato Grosso, Brasil”, do que a coligação de MM, o que não é pouco,
    Façamos as contas: 3 minutos 2 vezes por dia em 45 dias dá 470 minutos, ou seja, 2 horas e meia a mais no horário nobre…
    “Pena” que MM tenha ‘orçado’ tão baixo seus gastos de campanha – pelo que se vê – e viu na pré-campanha – este dinheiro deve estar prestes a acabar…
    Como diria famoso personagem televisivo: “E agora, quem poderá nos ajudar?”

    Saroba

  3. - IP 189.10.11.100 - Responder

    Que bom que esse povo se afastou de Mauro Mendes, afinal ele não perde nada. Tambem acredito que eles só estão com o Lúdio na esperança que a situação dele mude e que assim terão as benesses do Silval que bate continencia para Dilma e lulla ( o collorido) .Acredito que Mauro ganha a eleição , depois esses aí vão voltar a serem Mauro “desde criança”.

  4. - IP 177.132.244.100 - Responder

    Essas “lideranças” queriam apenas conversar com o seu candidato, Mauro Mende$$$$$$$$.

    Como não con$$$eguiram, romperam.

    KKKKKKKKK

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

onze + dezesseis =