ARILSON SILVA – A luta das mães trabalhadoras continua pela ampliação de direitos, uma luta que é de todos nós.

Arilson Silva, bancário, sindicalista

Mãe trabalhadora: um direito de todas
POR ARILSON SILVA

O segundo domingo de maio é marcado pelo Dia das Mães, data especial onde homenageamos as mulheres, mães, trabalhadoras, por toda dedicação e entrega ilimitada à criação dos filhos.

Esta data também é especial para as mulheres e homens que exercem a função de criar filhos que por um motivo ou outro, foram destinado à criação por outras pessoas, mas que recebem um carinho exclusivo de tios, avós, amigos, padrinhos e madrinhas.

Ser mãe é exercer o papel fundamental de criar filhos para um mundo melhor. Quem exerce essa função contribui diretamente no futuro da humanidade, educa com base em um mundo onde o exemplo é a melhor forma de ensinar. Mãe é sinônimo de dedicação, de amor incondicional, de acolhimento. Quem nunca ouviu o ditado “Igual a coração de mães, cabe todo mundo”?

São esses atributos de mãe que fazem a diferença no nosso dia a dia, na nossa vida, na educação e até na forma como nos relacionamos uns com os outros. Mãe é a super mulher, aquela que está pronta para tudo mesmo não sabendo o que vai encontrar pela frente. Vejo isso nas ações da minha querida mãe e minha esposa, mãe da minha linda filha.

O dia das mães também é especial em razão das conquistas que as mulheres garantiram através da luta por reconhecimento, valorização e igualdade. Entre os exemplos está a ampliação da licença-maternidade, da manutenção de benefícios durante esta licença, do auxílio-creche, entre outros. A luta das mães continua pela ampliação de direitos, uma luta que é de todos nós.

Sabemos que ainda falta muito para se conquistar, uma vez que as mulheres são mais da metade da categoria e recebem menos para funções iguais as dos homens. É preciso estar ainda mais fortalecidas na luta para ampliar as conquistas e diminuir as desigualdades. A mãe deve ser respeitada por ser mãe, por querer cuidar dos filhos, a mulher tem esse direito e não podemos aceitar que o nosso sistema discrimine mulheres que vivem neste constante estado de graça.

Mãe, este mês tão especial que é o seu exclusivamente, serve para reforçarmos o desejo de muitas conquistas, reconhecimento e muitas felicidades. Parabéns mães trabalhadoras!

Arilson da Silva é presidente do Sindicato dos Bancários de Mato Grosso (SEEB-MT)

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

oito − 2 =