Ao atacar Julinho Bereré e taxá-lo de “coronel autoritário e retrógrado”, PSB de Mauro Mendes expõe insanáveis contradições da candidatura de Pedro Taques. É que, antes de tentar fechar com PR, a campanha de Pedro já está ajojada com o DEM – justamente o partido desse “coronel autoritário” que é Julinho Bereré. Até já se dá como certa candidatura de Jayme, irmão do Julinho Bereré, como senador, em dobradinha com Taques. A verdade é que essa chapa do Pedro Taques tá virando um saco de gatos insuportável. Para não dizer indecente.

A nota do PSB de Mauro Mendes pode até estar certa quando ao fato de Julinho Bereré ser "um coronel retrógrado e autoritário" - mas não pode esquecer que Julinho Bereré é o "coronel autoritário e retrógado" que caminha lado a lado com Pedro Taques em sua campanha cheia de pretensão e cada dia mais  repleta de contradição.

A nota do PSB de Mauro Mendes pode até estar certa quanto ao fato de Julinho Bereré ser “um coronel retrógrado e autoritário” – mas não pode esquecer que Julinho Bereré é o “coronel autoritário e retrógrado” que caminha lado a lado com Pedro Taques em sua campanha cheia de pretensão e cada dia mais repleta de contradição.

Depois da nota que o Partido Socialista Brasileiro divulgou na noite desta quarta-feira fica evidente que a campanha do senador Pedro Taques a governador virou um saco de gatos dos mais confusos.

Primeiro, fora atual deputado estadual Júlio Campos – que muitos, no passado (como por exemplo, o atual marqueteiro  Antero Paes de Barros) só chamavam de Julinho Bereré – quem sugerira, em entrevista ao programa Folhamix, da Rádio Mix-FM, de Cuiabá, que interesses econômicos escusos poderiam estar por trás das negociações da chapa de Pedro Taques, representada pelo prefeito Mauro Mendes, com o Partido da República, de Welington Fagundes.

Julinho Bereré, na tal entrevista, deu a entender que, para tentar atrair o PR, tentar ganhar mais tempo de TV, e tentar enfraquecer a coligação da situação, o articulador Mauro Mendes teria garantido o financiamento da campanha do atual deputado estadual Emanuel Pinheiro à reeleição. Com esse acerto, Emanuel passaria a atuar como um “cavalo de Tróia” dentro das forças que apoiam o governador Silval Barbosa.

Agora, surge a nota do PSB não só pretendendo desmentir Julinho Bereré, mas desqualificando-o como possível parceiro político. Para defender Mauro Mendes, o autor da nota assinada pelo partido diz, entre outras coisas, que: “Esta prática (do Mauro Mendes) de fazer política à luz do dia é muito diferente dos conchavos clandestinos do passado, feitos na calada da noite e marcados por acertos financeiros e acordos pessoais espúrios do deputado Júlio Campos” (…) “A trajetória política de Júlio Campos representa o autoritarismo retrógrado de um passado recente”. (…) Não é prática da nossa forma de fazer política colocar na mesa da negociação interesses de barganha e vantagens pessoais anti-éticas. Essa carapuça cabe a quem entrou para o folclore político brasileiro associado ao “bereré”.

Esqueceu-se o autor da nota, assinado pelo PSB, que antes de, “como dos coordenadores da articulação da candidatura de Pedro Taques ao Governo do Estado, autorizado pelo pré-candidato Pedro Taques e pelos partidos agregados a este projeto, conduz uma série de diálogos públicos e transparentes com diversas forças políticas, inclusive com o PR”, o prefeito Mauro Mendes certamente já participara de todas as articulações anteriores que, por diversas vezes, tem falado numa caminhada conjunta dos partidos que apoiam Pedro Taques, inclusive o PSB, com o DEM que é comandado por ninguém menos que…Julinho Bereré.

Apesar do tom agressivo contra Julinho Bereré, o PSB não teve coragem de assumir ou de propor um racha definido com o DEM. O que seria o mais lógico, a se julgar pelo tom agressivo contra Julinho Bereré, já que ele é um dos caciques máximos do DEM que há muito tempo está ajojado com Pedro Taque que, estranhamente, apesar daquilo tudo que o PSB diz com relação ao Julinho Bereré, ainda insiste em fazer pose de virgem na zona.

Para um partido que ataca duramente Julinho Bereré, que encerra sua nota dando “um basta” na velha politica, me parece que tá faltando muita coisa nesta nota “corajosa” do PSB contra Julinho Bereré. Tá faltando a coragem de replicar o discurso anterior do deputado estadual Zeca Viana, do PDT, que já dissera que políticos com ficha suja, como Jayme Campos, irmão de Julinho Bereré, não teriam lugar na chapa dessa espécie de virgem de puteiro em que, paulatinamente, vai se transformando o senador Pedro Taques.

Leia a íntegra da nota divulgada pelo PSB:

“A Executiva Estadual do PSB – Mato Grosso vem a público repudiar veementemente as declarações irresponsáveis do deputado federal Júlio Campos contra o presidente do nosso partido e em nome da verdade esclarecemos:

1 – O Movimento Mato Grosso Muito Mais nasceu a partir da candidatura de Mauro Mendes a governador do Estado em 2010, quando elegeu Pedro Taques Senador da República. Seguimos firmes, de maneira incondicional, lutando agora pela construção da candidatura de Pedro Taques ao governo de Mato Grosso, que entendemos representar as mudanças que a população grita nas ruas.

2 – Um dos coordenadores da articulação desta candidatura ao Governo do Estado, Mauro Mendes, autorizado pelo pré-candidato Pedro Taques e os partidos agregados a este projeto, conduz uma série de diálogos públicos e transparentes com diversas forças políticas, inclusive com o PR.

Esta prática de fazer política à luz do dia é muito diferente dos conchavos clandestinos do passado, feitos na calada da noite e marcados por acertos financeiros e acordos pessoais espúrios do deputado Júlio Campos.

3 – Não é prática da nossa forma de fazer política colocar na mesa da negociação interesses de barganha e vantagens pessoais anti-éticas. Essa carapuça cabe a quem entrou para o folclore político brasileiro associado ao “bereré”.

A relutância em entender que o tempo das negociatas e das provocações verbais acabou expõe resquícios de um coronelismo que imaginávamos sepultado.

4 – A trajetória política de Júlio Campos representa o autoritarismo retrógrado de um passado recente, mas não o credencia a atacar irresponsavelmente e com inverdades pessoas de bem, representando uma tentativa desesperadora de buscar sobrevida no cenário político.

Exigimos respeito aos homens e mulheres de bem que militam no nosso partido!!!

É hora de dar um basta na Velha Política”

12 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 177.203.33.36 - Responder

    Pedro Taques vai precisar dos votos de Júlio Campos. Esse “Professor de Deus” não sabe fazer Política… é do bloco do eu sozinho… Não vai longe porque vai faltar votos…

  2. - IP 189.11.197.142 - Responder

    Taques com Julio, Jayme, Percival, Antero, Pivetta, Galindo(Cab), Wilson Santos, Serys Marly…com essas pessoas que o Taques quer passar como novo na política…kkkk só ele que pensa que os matogrossensse são todos bobó cheira cheira.

  3. - IP 189.87.159.130 - Responder

    Isso não é um partido politico é uma verdadeira TROPA DE ELITE… ou melhor um balaio de gato…

  4. - IP 177.221.96.140 - Responder

    Pensem bem, o ajuntamento de pessoas da Pedro Convescote está realmente péssimo, mas imagine o quanto pode ser pior, se na turma estivessem também os petralhas.

  5. - IP 200.181.73.236 - Responder

    _ Me perdoem os que discordam, mas vejamos:
    _ O grupo como nomina na matéria, “chapa dessa espécie de virgem de puteiro”, que em minha ótica coloquial, pois insinuam o supra sumo da moral, ética e todos os outros valores que os adversários não possuem, tem uma prática que em minha humilde análise é destruidora, senão vejamos:
    _ Qual o governante que governa só;
    _ Qual o governante que não precisa da AL -MT, para governar;
    _ Qual a capacidade da “chapa dessa espécie de virgem de puteiro”, em compor um arco de aliança capaz de eleger um quadro de Senador, Deputado Federal e Deputados Estaduais;
    _ E outros tantos detalhes, ………
    _ Mas vejamos a minha análise sobre a atuação do ícone da “chapa dessa espécie de virgem de puteiro”, como vem agindo:
    _ Um rapaz que namorar uma moça, mas na casa da moça, briga com o cunhado, com a tia, com o primo, com a sogra inclusive.
    _ Pergunto vai dar a onde este namoro.
    _ Mas a situação aqui é o meu, o seu, o nosso ESTADO e como é que fica, será que vai administrar bem com tantos a espera de um deslize, será que todo os políticos merecem ser tratados como se fossem excremento e amanhã, como fica ? E esses que estão trabalhando pelo ESTADO e são achincalhados pelos membros da ” chapa dessa espécie de virgem de puteiro”, será que não tem brio na cara. Como fica ? Me diz ?
    _ Acredito que falta a “chapa dessa espécie de virgem de puteiro”, habilidade política e capacidade de entender que o NOSSO ESTADO É MAIOR DO QUE A FIGURA DE UM SALVADOR DA PÁTRIA e precisamos de todos, assim penso e assim votarei !

  6. - IP 189.87.159.130 - Responder

    Nonato… seu pensamento é válido se você fizer parte desta especie… se não pense comigo… comadre nhara, fala mau de Dona Pitú, Dona Pitú é amiga de Maria Querozene que vem a ser prima irma de Nhara… um metendo o pau no outro… Como fica Maria Tresbunda, e toda sua turma… entendeu… pense nisso …

  7. - IP 177.7.72.149 - Responder

    Lamento muito essa nota do PSB como militante, ninguém faz politica sozinho existem acordos e projetos que para o Estado que vão além das vaidades pessoais. Ninguém deve dizer que dessa àgua não beberei porque as vezes pelo milagre se abraça um santo do pau oco. Seriedade e compromisso com o social e a nossa Bandeira e acho que muito infantilidade ficar mandando recadinhos pela midia não pega bem se demos divergencias temos que oportunizar e apararmos as harestas.

  8. - IP 177.64.243.146 - Responder

    Na verdade esta pretensa coligação está mais parecendo uma “Arca de Noé “, ou melhor a Arca do taques….é bicho grillo de toda especie, dos ex- radicais anterinho e percival ao ajuntamento da elite da soja, do diamante e dos frigorificos, capitaneado pelo amigo dileto do senador Demostenes….Pedro arca taxi sempre acompanhado pelo senhor da gasolina em cuiaba. Falta combinar com o eleitor.

  9. - IP 189.59.49.82 - Responder

    É… analisando de forma bem simplória o andamento atual da política em todo o Brasil, sou levada a concluir: O inferno é aqui na terra mesmo!

  10. - IP 189.59.42.182 - Responder

    Nonato matou a pau.
    E acrescento: o problema não é nem fazer determinados acordos, infelizmente necessários nessa tenra democracia Brasileira.
    O problema é fazer determinados acordos sem admití-los. O problema á fazer determinados acordos criticando-os. O problema é fazer determinados acordos batendo pesado nos outros que o admitem e o fazem também.
    Há um nome para isso HIPOCRISIA, a qual caminha de mãos dadas com a INDIGNAÇÃO SELETIVA.

    • - IP 177.221.96.140 - Responder

      Então está resolvido. Sempre que houver uma coligação esquisita, que se inclua nelas os petralhas e a moral de todo mundo estará lavada, pois os petralhas são santos.

  11. - IP 189.87.159.130 - Responder

    Nada disso está tudo certo… e nós pobres eleitores estamos errados…

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

6 − 3 =