Alencar, acusado de vender vaga no TCE, sempre teve vida boa

Se algum dia fui pobre era menino e eu não me lembro, dispara Alencar
Gabriela Galvão

Ao comentar a denúncia de que estaria negociando sua vaga no TCE por R$ 12 milhões, o conselheiro aposentado Alencar Soares disparou, em entrevista ao RDNews, que o importante é a consciência e que se um dia foi pobre era menino e não se lembra. Se referindo ao fato de que não precisaria de “negociata” em troca de dinheiro, afirma que sempre foi bem sucedido.

Alencar contou que saiu de casa aos 14 anos de idade e foi empresário por 22 anos, inclusive tendo conhecido vários países do Mundo pela empresa que possuía em Barra do Garças (503 Km de Cuiabá). “Minha vida é um livro aberto e meu passado é limpo. A calúnia e a difamação são ruins, mas eu sou querido e tenho prestígio. Isso me chateia, mas não me preocupa”, garantiu, enfático.

O conselheiro aposentado também ressaltou que autorizou sua equipe a entrar com processo contra o jornal Circuito Mato Grosso, que publicou a reportagem com a acusação da venda de vaga e ainda questionou a credibilidade do semanário. Garantiu, contudo, que o “escândalo” é página virada e não quis comentar a queda do Eder de Moraes do comando da Secopa. Acontece que o ex-secretário foi acusado de ter plantado a matéria para prejudicar Sérgio Ricardo (PR), citado como o “comprador” da vaga na reportagem que circulou em meados de abril.

Alencar, que se aposentou nesta quinta, também não quis palpitar sobre seu substituto, se limitando a dizer que a escolha é prerrogativa da Assembleia e que só tem ouvido os “boatos”, sem ter preferência. O mais cotado é Sérgio, que deve disputar a cadeira com outros 4 parlamentares, sendo Zé Domingos (PSD) e os também republicanos Jota Barreto, Mauro Savi e João Malheiros, licenciado para comandar a secretaria estadual de Cultura.

RD NEWS

Categorias:Cidadania

2 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 187.89.212.214 - Responder

    POR ALGUM ACASO O “NOBRE” DEPUTADO TEM TEMPO PARA SE APOSENTAR, AINDA MAIS COM UM POLPUDO SUBSÍDIO DE CONSELHEIRO DE TRIBUNAL?? E, SENDO ASSIM, CASO TENHA TEMPO NÃO SERÁ MAIS DIGNO DE SUA PARTE ABRIR MAO DA APOSENTADORIA, JÁ QUE, COMO O MESMO DECLAROU, NUNCA FOI POBRE E POR ISSO MESMO NAO PRECISARÁ DE MISEROS 24 MIL NA CONTA, NÃO?

  2. - IP 189.59.34.218 - Responder

    É bom esclarecer aos internautas,que o Sr.Alencar Soares Filho,está aposentando com salário de Conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso,porque o mesmo apresentou comprovantes e documentos legais do INSS,que recolheu á Previdencia Social,mais de 29 anos,com os 6 anos descontados do seu salário de Conselheiro,soma-se 35 anos de contribuição,oque lhe dá direito a aposentadoria integral,conforme preve as Leis do Brasil.Tem mais de 66 anos de idade, e 35 anos de contribuição a Previdencia Pública,seja ele Federal,Estadual,ou Municipal.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

dezesseis + onze =