TCE - NOVEMBRO 2

Afinal, o que quer Toninho de Souza? CPI na Câmara de Cuiabá, além de investigar Emanuel, vai esclarecer, também, ação de alguns vereadores

Emanuel e Toninho em ação de rua da Prefeitura

 

 

Demorou. A semana começa com a certeza de que a Câmara de Cuiabá vai convocar, sim, Comissão Parlamentar de Inquérito para esclarecer a origem do dinheiro que Emanuel pegou do governador Silval Barbosa, no tempo em que era deputado estadual. Dinheiro que, como se viu no vídeo que rolou pelo Brasil afora, transbordava dos bolsos do então deputado estadual do PMDB.

A CPI deve, finalmente, ser formada porque o vereador Toninho de Souza anunciou nesta terça-feira sua decisão de deixar a base de sustentação do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) e viabilizar a investigação do Prefeito, sendo o nono vereador a assinar o pedido até agora pendente. CPI deve, então, entrar em função nos próximos dias.

Do gabinete do prefeito Emanuel Pinheiro, a informação que transborda, todavia, é que a decisão de Toninho de Souza é decisão ditada por uma vontade contrariada. Nas últimas semanas, Toninho teria feito gestões, junto ao Prefeito Emanuel Pinheiro para ser definido como candidato que Emanuel apoiaria com prioridade para a Câmara Federal, nas eleições de 2018, que estão cada vez mais próximas.

Os pedidos de Toninho não teriam sensibilizado o prefeito, o que teria acabado por provocar o racha e levado Toninho a assumir a curiosa posição de parceiro de Felipe Wellaton na proposição da CPI, ele que até bem pouco tempo queria cassar o mandato do vereador, por pretensa quebra de decoro parlamentar, quando sugerira que repasse de 6,7 milhões da Prefeitura para o legislativo municipal poderia caracterizar tentativa de pagamento de propina pelo prefeito ao conjunto dos vereadores.

Falando ao Olhar Direto, o vereador Felipe Wellaton (PV), um dos co-autores do requerimento da CPI, e a quem, até recentemente Toninho ameaçava processar, disse que só vai contar com a assinatura de Toninho quando estiver no papel. “O importante é que a população saiba a verdade. Não é surpresa a assinatura do Toninho. Visto que o prefeito Emanuel Pinheiro não se posicionou quanto aos fatos da delação do ex-governador Silval Barbosa e os vídeos divulgados, em nível nacional. Mas só acredito quando a assinatura estiver no papel e o requerimento de CPI aberto”, afirmou Wellaton

 

 

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

11 − nove =