SHOPPING POPULAR - DOMINGO

ADVOGADO JULIER SEBASTIÃO: Não me importa o que aconteceu nas eleições de 2014, minha vida não começou lá. O poder econômico do grupo político que está no poder não me assusta. Acredito que o bem vence o metal frio e inóspito. Não sou homem de fugir da luta, mesmo quando estou sendo ameaçado. Tenho décadas de reputação ilibada em jogo. Vocês acham mesmo que vou me sujar por um cargo público? Acreditam mesmo que vou em busca do poder pelo poder? Acham que sou do tipo de pessoa que aceitaria dinheiro sujo, depois de ter colocado tanto marginal de colarinho branco na cadeia? Desculpe-me a sinceridade, mas quem acredita nisso não me conhece nem de longe.

JULIER SEBASTIÃO COPA EM CUIABÁPra quem ainda duvida…
POR JULIER SEBASTIÃO

Corrupção, lavagem de dinheiro, crime organizado e desvio de dinheiro público. Muito antes desses termos estamparem diariamente as páginas dos jornais ou estarem nas rodas de conversa, eu já enfrentava alguns dos criminosos mais perigosos do Brasil, tanto os que usavam máscaras, quanto os de terno e gravata.
Hoje, a política parece estar na moda. Muitos dizem ter opinião, lado definido. As pessoas se dizem estar mais preocupadas, exigem transparência no uso do dinheiro público, querem gestores profissionais, com visão gerencial e articulação política. Esse é o momento propício para melhorar nosso estado, nossa cidade, para que a vida das pessoas possa ser afetada positivamente. Pra quem ainda duvida que a nova política chegou, os dias estão contados nesse ramo.
Sempre me perguntam: Julier porque deixou um cargo admirado por todos pra entrar pra política, considerada a escória da sociedade? Eu respondo, para que deixe de ser a escória. Simples. Sempre pensei que o poder, que emana do povo, segundo a nossa Constituição, deveria ser um instrumento para melhorar a vida das pessoas. Mas, precisou de uma senhora idosa e pobre, sem muita instrução formal, com sua sinceridade e experiência de vida para que o juiz federal parasse e voltasse a ser o Julier Sebastião, mato-grossense, filho de Dona Ana e José Raimundo.
Há alguns anos, depois de eu trabalhar duro para a prisão de um dos criminosos mais temidos de Mato Grosso, essa senhora idosa me abordou depois de uma audiência, me olhou nos olhos e disse em tom maternal: “olha filho, nós pobres precisamos de um juiz assim igual a você pra mudar essa política toda aí, esse povo que não liga pra gente”. Aquilo mexeu comigo.
Esse é o motivo. Foi por isso que deixei a magistratura. É por isso que troquei a toga pela posição menos admirada pelas pessoas, a de político. Foi por ela. Pelas pessoas que ela representa. Gente pobre, com pouco estudo, nenhum dinheiro e muita esperança. Essa mulher que não me disse o nome, plantou uma semente que deu origem a uma grande árvore.
Não me importa o que aconteceu nas eleições de 2014, minha vida não começou lá. O poder econômico do grupo político que está no poder não me assusta. Acredito que o bem vence o metal frio e inóspito. Não sou homem de fugir da luta, mesmo quando estou sendo ameaçado.
Tenho décadas de reputação ilibada em jogo. Vocês acham mesmo que vou me sujar por um cargo público? Acreditam mesmo que vou em busca do poder pelo poder? Acham que sou do tipo de pessoa que aceitaria dinheiro sujo, depois de ter colocado tanto marginal de colarinho branco na cadeia? Desculpe-me a sinceridade, mas quem acredita nisso não me conhece nem de longe.
Em breve vamos anunciar oficialmente, conforme manda a lei. No entanto, pra quem ainda duvida eu afirmo com todas as letras: sou pré-candidato à prefeitura de Cuiabá pelo PDT, estamos construindo um projeto que vai surpreender a todos e pessoalmente, estou pronto para a disputa.

Julier Sebastião da Silva é advogado, ex-juiz federal e trabalhou como procurador do estado de Mato Grosso

1 Comentário

Assinar feed dos Comentários

  1. - Responder

    Ótima alternativa anti Mendes/Taques/PSDB.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

quinze + 1 =