gonçalves cordeiro

ADVOGADO JOSÉ ORLANDO MURARO: Se isto (a crise das propinas da JBS) vai acabar em pizza ou piça, ninguém sabe

É o presidente da República ouvindo relato de crimes…..

POR JOSÉ ORLANDO MURADO

Ontem, dia 18 de maio, foi o dia mais longo da história recente desta combalida República.

O dia demorava a escorrer por entre os dedos….os sites de notícias iam atualizando as informações….algumas relevantes…outras para encher lingüiça e matar o tempo….

Matar o tempo até o pronunciamento do ainda presidente Michel Temer, às 16 horas, em Brasília……

O presidente da Câmara Federal  saiu de uma reunião com Temer e disse que tudo estava sobre controle, e que “a montanha tinha parido um rato”.

Logo depois do pronunciamento do ainda presidente, o canal Globonews mandou ao ar, ao vivo, a jornalista Leilane Neubarth entrevistando dois comentaristas do canal G1, que apesar de ser da poderosa máquina de manipulação da Rede Globo, são profissionais desvinculados da equipe do jornal Nacional.

Cristiana Lobo e Gerson Camarotti. Sem confetes e serpentinas. A seco, sem cuspe.

Logo de cara, Camarotti resume  o cerne do problema: como o presidente da República recebe, à noite, na residência presidencial, sem constar da agenda oficial, um empresário que , público e notoriamente, está sendo investigado em cinco procedimentos dentro da Operação Lava-jato?

Isto, por si só, rompe os limites do aceitável.

Mas Camarotti continua: é o presidente ouvindo relato de crimes….

Matou a pau. Este é o cerne ético, moral e criminal daquela conversa…..

Não interessa se Temer acreditou ou não no empresário que lhe relatou que estava cometendo crimes e mais crimes para embaralhar as investigações da Lava-jato. O próprio presidente, em áudio divulgado pelo STF complementa uma informação de Joesley Batista: -está segurando os dois (juízes).

Este é o cerne da questão…… ele é o Presidente da República e ouve relatos de crimes que estão sendo cometidos…e nada faz. Todo e qualquer cidadão tem o dever moral de denunciar a prática de crimes que tenha conhecimento…..

O crime, no mínimo, seria de prevaricação…..deixar de fazer algo que, pelo exercício do cargo, deveria fazer….

Basta ler a transcrição de trecho desta conversa. Michel Temer não só ouve o relato, mas ele até complementa as informações de Joesley: -está segurando os dois (juízes)……

Veja a transcrição do trecho da conversa:

Temer: Tem que manter isso, viu…

Joesley: Todo mês, também, eu estou segurando as pontas, estou indo. Esse processo, eu estou meio enrolado, assim, no processo assim…

Temer: [inaudível]

Joesley: Isso, isso, é, investigado. Eu não tenho ainda a denúncia. Então, aqui eu dei conta de um lado do juiz, dá uma segurada, do outro lado o juiz substituto que é um cara que ficou…

Temer: Está segurando os dois…

Joesley: É, segurando os dois. O, eu consegui um [inaudível] dentro da força tarefa que tá…

Temer: Tá lá…

Joesley: …Também tá me dando informação. E lá que eu estou para dar conta de trocar o procurador, que está atrás de mim. Se eu der conta tem o lado bom e o lado ruim. O lado bom é que dá uma esfriada até o outro chegar, e tal. O lado ruim é que se vem um cara como…

No noite de ontem, quinta-feira, o senhor Michel Temer convidou Camarotti para conversar. O que disse em sua defesa, o comentarista publicou hoje no site G1…. mas ficou claro que o presidente sentiu o golpe no fígado….afinal é um professor de Direito Constitucional…. este com certeza, é o cerne do problema: como um Presidente ouve relato de atos criminosos e não toma nenhuma providência?

Na vida, não se pode engolir camelos e engasgar com mosquitos….

Independe se Temer e Joesley tramaram uma propina para manter calado o aprisionado Eduardo Cunha…..

No Jornal Nacional, Willian Bonner, como um ventríloco, um boneco mambembe manipulado por cordinhas, tentava dar um ar de imparcialidade jornalística….

Mas teve algo que escapou do controle….

O Jornal Nacional, sem querer , mostrou que existem DOIS PAGAMENTOS de 500 mil reais. Um foi feito para os assessores do senador afastado Aécio Neves.

Mas teve outro……

No trecho apresentado, Joesley informa ao Presidente da República que estava tendo problemas com o preço do gás fornecido pela Petrobrás para algumas de suas empresas. “Estamos perdendo um milhão de reais por dia”…..este trecho foi mostrado em ressalto….

Aí sim, ficou acertado o pagamento de 500 mil reais por semana, durante 20 anos – prazo do contrato com a Petrobrás, ressaltou Willian Bonner…..

Vamos lá. Este foi o vácuo, o inexplicável neste  momento do Jornal Nacional: existe a conversa gravada onde o empresário afirma que está tendo prejuízo com o preço do gás fornecido pela Petrobrás. Conta ao presidente o tamanho do seu prejuízo e acerta (com quem?) o pagamento de 500 mil reais por semana….

E pagamentos foram feitos…..o Jornal Nacional apresenta um tal de Saud declarando que os pagamentos semanais “iam para os de cima”…..

A frase de Bonner deixa claro a gravidade da questão. A Polícia Federal rastreou estes pagamentos ( como tinha feito com os de Aécio Neves) …..”mas não foi informado os resultados deste rastreamento”, concluiu o apresentador….

Tem muito coelho para sair desta cartola, ainda.

O joio vai sendo separado do trigo…… a questão dos pagamentos de 500 mil reais para o Aécio Neves é uma coisa….mas, e os pagamentos semanais de 500 mil reais, também rastreados pela Polícia Federal, mas cujas conclusões não foram ainda divulgados pelo STF?

Em um dia de tantas e tantas informações e contra-informações, foram estes dois aspectos que me chamaram a atenção: a frase do Gerson Camarotti e o silêncio de Willian Bonner quanto aos beneficiários dos pagamentos semanais de 500 mil reais…..

Se isto tudo vai acabar em pizza ou piça, ninguém sabe….. ninguém sabe….

 

Jose Orlando Muraro Silva é advogado

 

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

cinco + 20 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.