ADEMAR ADAMS – O senhor Zilmar Melatti não deixa o povo ver a corrupção em Mato Grosso, como a Globo nacional mostra para o Brasil a corrupção no caso do mensalão. Por que esta diferença?

Melatti, Silval, Zahran e Zé Lacerda. A cúpula da TV Centro América com a cúpula do Governo do Estado.

O mensalão, Riva/Bosaipo e a Rede Globo
por ADEMAR ADAMS

“Dormia a nossa pátria mãe tão distraída, sem perceber que era subtraída em tenebrosas transações”. Gurgel copiou do Ministério Público de Mato Grosso, mas a TVCA não copia a Globo.

O procurador Geral da República, Roberto Gurgel, provou que é possível agir com independência e pedir cadeia para os amigos e companheiros de El Rey, cumprindo a risca o papel de fiscal maior da lei. Muito diferente do Geraldo Brindeiro, que ficou famoso como engavetador geral da república, porque dobrava a espinha para os donos do poder.

Já imaginaram se nos anos FHC tivéssemos um Ministério Público e uma Polícia Federal independentes? Não sobraria nada do tucanato, se a vergonhosa compra de votos para a reeleição e os limites da irresponsabilidade das privatizações, tivessem tido uma investigação semelhante a do mensalão.

E como será que o governo do PSDB conseguia a esmagadora maioria que teve durante oito anos? Não dá para acreditar que esses mesmos deputados fisiológicos votavam com o governo FHC por ideologia. Ocorre que com as cobras criadas do PFL, ACM & Cia., o governo tinha aliados que, ao contrário dos corruptos bobões do PT, sabiam fazer as coisas sem deixar rastros.

Tófolli, Gilmar e outros

O senador Pedro Taques discursou duro contra a participação do ministro Tófolli no julgamento. Com e sem razão. Com, porque Tofolli de fato não poderia participar; sem, porque esqueceu que Gilmar Mendes também não tem a isenção devida.

Penso que outros ministros, os que foram indicados pelo amigo, ministro da Justiça de Lula, já que Thomas Bastos é advogado de um dos réus.

A Rede Globo em MT

Nesta primeira semana do julgamento do mensalão, a Globo dedicou generoso tempo em seus quatro noticiosos para relembrar os antecedentes e avaliar, segundo a sua visão, todos os meandros do escândalo. E dar ênfase no que lhe interessa.

Fico a imaginar se aqui em Mato Grosso, no julgamento do primeiro recurso de José Riva ocorrido recentemente no TJ, a Globo local tivesse dado uma mínima cobertura. Se tivessem escalado o repórter Jonas Campos, com sua proverbial solenidade nas matérias relevantes, seria marcante ouvi-lo citando as afirmações contundentes do voto do desembargador Luiz Carlos da Costa, que manteve a condenação do presidente da Assembléia por improbidade.

O jornalista Jonas poderia até abrir a reportagem citando o trecho da música de Chico Buarque usada por Gurgel, pois este mesmo trecho é o preâmbulo de todas as petições do nosso Ministério Público nas ações contra Riva e Bosaipo. Seria uma festa cívica ver a reportagem passar no “Bom Dia MT”, no “MT-TV 1ª e 2ª edição. Aí sim eu iria acreditar que liberdade de expressão “a gente vê por aqui.”

Mas o senhor Melatti não deixa o povo ver a corrupção em Mato Grosso, como a Globo nacional mostra para o Brasil a corrupção no caso do mensalão. Por que esta diferença?

Espero que um dia o senhor Elias Zharan seja impedido de receber aqueles prêmios que ele gosta tanto de mostrar nas suas emissoras. Para que isso aconteça devemos denunciar cada vez mais que a Rede Mato-grossense de Televisão recebe verbas públicas para fechar os olhos para a corrupção milionária que ocorreu e ocorre na Assembléia Legislativa de Mato Grosso.

Lembro também que em outubro de 2010, a Ong Moral fez uma denúncia grave envolvendo o hoje senador Maggi, e a emissora que mandou repórter cobrir a coletiva, não disse uma palavra sobre a denúncia e o documento que a confirmava.

É uma pena que uma emissora com tantos profissionais de primeira linha, com tantos programas de boa qualidade, tenha diretrizes tão retrógradas, como a de censurar informações do maior interesse público e buscar esconder o óbvio, tantas vezes ululante.

Espero que os réus do mensalão saiam deste julgamento condenados e presos, para que sirva de exemplo para todo país. Quem sabe assim a imprensa de Mato Grosso e as autoridades deixem de proteger os tubarões que impunemente desviam para seus bolsos o dinheiro do contribuinte.

– Ademar Adams é jornalista em Mato Grosso

6 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 189.59.42.170 - Responder

    A globo local,participa do mensalão da midia na AL, é so´ver a lista mensal do pagamento feito a todas as midias locais , jornais tvs,radios, etc…;essa lista inclusive já foi publicada na pagina do E. O problema é que NÂO há SERVIÇO PRESTADO, é apenas verba de ZÊLO!

  2. - IP 189.59.32.8 - Responder

    O problema não consiste no recebimento de verbas publicitárias pela Globo local e/ou nacional se ela fosse imparcial. O grande problema é que ela ganha, em especial da Assembléia Legislativa, para não publicar nada que prejudique o eterno dono da Assembléia Legislativa de Mato Grosso, haja vista aquela brilhante reportagem do repórter Faustini feita no ano passado mostrando a corrupção Riva que nunca foi ao ar. Quanto custou este silêncio. Pergunto e ao mesmo dempo respondo, quem sabe, uma dezena de milhões de reais, dinheiro do nosso bolso. A ong Moral publicou correspondência enviada à Rede Globo mas, infelizmente, somente um ou dois órgãos da imprensa matogrossense a divulgou. Sugiro a este jornalista a repuplicação desta, como uma das provas do alegado por Ademar Adams.

  3. - IP 201.49.165.95 - Responder

    Esse Melate está na hora de vazar de cuiaba fora.

  4. - IP 201.37.32.154 - Responder

    O POVO PRECISA ACABAR COM OS VÍCIOS, MAUS COSTUMES, MÁ INTENÇÃO E INVERSÃO DE VALORES PRATICADOS PELOS POLÍTICOS – INDEPENDENTE DE PARTIDO – QUE ESTÃO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA.
    É PRECISO PROVOCAR UM CHOQUE-DE-ORDEM NA POLÍTICA, EM NÍVEL NACIONAL.
    HOJE A – ÚNICA, MAS SIMPLES E EFICAZ – FERRAMENTA COM MEIOS DEMOCRÁTICOS QUE PODEMOS DISPOR É O MOVIMENTO IDEALIZADO PELOS APOSENTADOS: “A REVOLTA DAS BENGALAS E DAS CADEIRAS DE RODAS”.

    POVO SEM PARTIDO POLÍTICO É PATÃO: NÃO PERDE ELEIÇÃO PARA PESQUISA, RÁDIO OU TELEVISÃO. SÓ “A REVOLTA DAS BENGALAS E DAS CADEIRAS DE RODAS” PODE DEIXAR POLÍTICOS MAL INTENCIONADOS SEM SONO, PROVOCAR UM GRANDE ESTRAGO NOS SEUS INTERESSES ESCUSOS: TRANSFORMAR AS URNAS EM “CALDEIRÃO DO DIABO” PARA CORRUPTOS E SIMPATIZANTES.
    OS TRABALHADORES E APOSENTADOS ESTÃO SENDO ESCRAVIZADOS PARA O PARTIDO DOS TRABALHADORES MANTER O PODER A QUALQUER PREÇO.
    OS VELHINOS, TRABALHADORES, APOSENTADOS, ESCRAVIZADOS, MISERÁVEIS, HUMILHADOS E ENDIVIDADOS AGRADECEM.

    Expressão de pensamento retirada de textos do movimento: “A REVOLTA DAS BENGALAS E DAS CADEIRAS DE RODAS” que gira na net.

  5. - IP 189.75.93.247 - Responder

    Engraçado, mas acho que vi justamente na TVCA o escândalo das calcinhas. Também foi na TVCA que saiu todo o esquema das empresas fajutas que “prestavam serviço” à assembleia. A cobrança é completamente imbecil. O Riva responde a umas 200 ações. Imagine se o pobre do Jonas Campos tivesse que cobrir o julgamento de cada recurso em cada uma delas? Repetir tudo o que já foi dito milhares de vezes, em sua proverbial solenidade, só porque o TJ negou um recurso? Quando sair ordem de prisão e o cara for finalmente algemado, tenho certeza de que haverá extensa cobertura, como tem sido desde sempre. E o tal documento contra o Maggi a que ele se refere era um depoimento com afirmações de um empresário conhecido por sua honestidade e retidão (ler as duas últimas palavras em modo invertido). Crítica banal de um petista inverterado, que considera os crimes do Riva “imperdoáveis”, mas acha que o mensalão “nunca existiu”. Triste!

    • - IP 177.116.13.239 - Responder

      Como Ranulfo Baratonho não existe, quero dizer ao imbecil que ele deve representar a TV Bujão de gás, mas não tem coragem de falar com o próprio nome. O Jonas não precisaria ir em duzentos julgamentos. Bastava ser escalado para cobrir o primeiro. Lembre também, “especialista em TVCA”, que quando do episódio das calcinhas, a Assembléia não pagava esse monte de grana que paga hoje. Pedindo perdão aos leitores, ainda devo dizer petista inverteradoé a genitora. E mais, só o Riva e sua gang, segundo o MP, desviou mais que toda a catrefa do mensalão.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

3 × 1 =