A superação da família monogâmica, articulada à superação do Estado, das classes sociais e da propriedade privada, faz parte da plataforma estratégica comunista clássica. Confira o ensaio do professor e filósofo Sérgio Lessa, do Departamento da Filosofia da UFAL – Universidade Federal de Alagoas e membro da editoria da revista Crítica Marxista

O filósofo Sergio Lessa defende a atualidade da abolição da família monogâmica by Enock Cavalcanti

sergio lessa filósofo da ufal na pagina do enock

Sérgio Lessa, professor e filósofo com atuação na Universidade Federal de Alagoas, tem ganho destaque como um dos mais pensadores mais ativos entre os pensadores da esquerda da contemporaneidade, no Brasil.

No texto que reproduzimos, aqui, ele aborda a sempre polêmica questão da família formada por um homem e uma mulher, em uma perspectiva marxista, que prevê a sua superação desse tipo de estrutura familiar,articulada à superação do Estado, das classes sociais e da propriedade privada, segundo a plataforma estratégica comunista clássica.

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

3 × um =