PREFEITURA SANEAMENTO

70 entidades nas ruas contra reajuste da tarifa, nesta 3ª

Nesta terça-feira, 5 de fevereiro, acontece nova manifestação popular contra o reajuste da tarifa do ônibus, em Cuiabá. A concentração será a partir das 9 horas da manhã, na praça Alencastro. Dali, os manifestantes partem em passeata até a Câmara Municipal, onde estará sendo aberto novo período legislativo.

O ato conta com manifesto de apoio, assinado por nada menos que 70 entidades de Cuiabá, tais como sindicatos, diretórios acadêmicos, partidos políticos e organizações da sociedade civil.  Entre os partidos, estão convocando seus militantes para participação no ato o PT, o PC do B e o PSOL. A maior força de sustentação da manifestação, todavia, deve vir da estudantada dos colégios estaduais, particulares e da UFMT. Confira, abaixo o manifesto das entidades:

 

MANIFESTO PELA REVOGAÇÃO DO REAJUSTE DA TARIFA

Somos mais de 70 entidades sindicais, estudantis e movimentos sociais contra o aumento na tarifa do transporte público em Cuiabá.

O reajuste sancionado no dia 28 de dezembro de 2012, quando a tarifa subiu de R$ 2,70 para R$ 2,95, traz junto a dificuldade e a exclusão de milhares de trabalhadores do direito de se locomoverem com o transporte público, favorecendo somente os empresários do transporte.

Segundo o estudo “A Mobilidade Urbana no Brasil”, realizado pelo Instituto de Política Econômica Aplicada (IPEA) em 2011, as passagens cada vez mais caras provocaram uma queda de cerca de 30% na utilização do transporte público no Brasil nos últimos dez anos, e em Cuiabá a situação não é diferente.

Para piorar a situação, as empresas de ônibus em Cuiabá não cumprem os contratos: não respeitam os parâmetros de acessibilidade a idosos e deficientes; a maioria dos carros não possui ar-condicionado; os pontos de ônibus, quando existem, são desconfortáveis; e a frota é insuficiente para atender a demanda, sendo constante a superlotação nos ônibus.

Se não bastasse, a CPI do transporte organizada pela Câmara de Vereadores em 2005 constatou que as planilhas de custo utilizadas pelas empresas como justificativa para os aumentos são superfaturadas. Chegando ao ponto do promotor de justiça Alexandre Guedes declarar à imprensa em 2009 que “os dados apresentados pelas planilhas não são confiáveis”.

O relatório da CPI apontou ainda que os empresários do transporte deviam a prefeitura 109 milhões de reais somente com multas de contratos de concessão que não vinham sendo cumpridos, 29 milhões de reais com taxas de outorga e outros impostos que não foram pagos.

Tal situação de descaso foi denunciada em matéria pública no dia 14/01/13 no Jornal Diário de Cuiabá: “Em 10 anos, a inflação medida pelo Índice Geral de Preços e Mercado (IGPM) foi de 105%. Porém, nesse mesmo período, o preço da tarifa na Capital não acompanhou o ritmo e aumentou 145%, saltando de R$ 1,20 para R$ 2,95. Significa dizer que o aumento da passagem foi 42% acima da inflação. Dentre as capitais brasileiras, o preço da tarifa de Cuiabá é a segunda mais alta do País, ficando atrás apenas de São Paulo”.

O prefeito Mauro Mendes alega que não pode revogar o reajuste porque é preciso cumprir os contratos e diz que o movimento contra o aumento se restringe a estudantes. Então perguntamos: se os empresários não cumprem os contratos, por que haveria a prefeitura de ficar ao lado deles e contra o povo? Se a insatisfação é somente estudantil, por que dezenas de entidades sindicais e de trabalhadores assinam esse manifesto? Mauro Mendes insinua que os trabalhadores estão satisfeitos com o reajuste, mas será esse o pensamento dos milhares que pegam ônibus todos os dias e agora são obrigados a tirar dinheiro do feijão e do pão para conseguir pagar a nova tarifa?

Sabemos que o transporte público é uma concessão sob o poder da prefeitura. O prefeito tem a caneta e o poder em suas mãos e pode revogar o reajuste se assim desejar.

Por esses motivos, nós, trabalhadores e estudantes, exigimos já a revogação imediata do aumento na tarifa do transporte público em Cuiabá!

Frente De Luta Pela Revogação Do Aumento Na Tarifa Do Transporte Público

Assinam:

 

INTERSINDICAL

CSP-Conlutas

Central Única dos Trabalhadores (CUT-MT)

Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB)

Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST)

Sindicato dos Médicos do Estado de Mato Grosso (SINDIMED-MT)

Associação dos Docentes da UFMT (ADUFMAT-SSIND)

Sindicato dos Trabalhadores do Judiciário Federal (SINDIJUFE-MT)

Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso (SINDJOR-MT)

Sindicato dos Servidores do Departamento Estadual de Trânsito (SINETRAN-MT)

Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN)

Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (SINTEP-MT)

Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (SINTRAE-MT)

Sindicato dos Servidores da Saúde e Meio Ambiente (SISMA)

Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários e do Ramo Financeiro (SEEB-MT)

Associação dos Usuários do Transporte Coletivo (ASSUT)

Associação de Moradores do Bairro Tancredo Neves

Associação dos Moradores do Bairro Canjica

União Nacional dos Estudantes (UNE)

União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES)

Diretório Central dos Estudantes (DCE-UFMT)

Associação Mato-grossense dos Estudantes Secundaristas (AME)

Associação Nacional dos Pós-Graduandos (ANPG)

Diretório Central dos Estudantes (DCE-UNIC)

Associação de Pós Graduandos da UFMT (APG)

Partido dos Trabalhadores (PT-Cuiabá)

Partido Socialismo e Liberdade (PSOL-Cuiabá)

Partido Comunista do Brasil (PCdoB)

Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU)

Entidade Nacional de Estudantes de Biologia (ENEBIO)

Coordenação Nacional dos Estudantes de Psicologia (CONEP)

Associação Brasileira dos Estudantes de Engenharia Florestal (ABEEF)

Executiva Nacional dos Estudantes de Serviço Social (ENESSO)

Articulação Nacional dos Estudantes de Ciências Sociais (ANECS)

Executiva Nacional dos Estudantes de Comunicação Social (ENECOS)

CA Biologia-UNIC   CA Arquitetura-UNIC   CA Engenharia Florestal-UFMT   CA Psicologia-UFMT   CA Química-UFMT   CA Serviço Social-UFMT   CA Ciências Sociais-UFMT   CA Educação Física-UFMT   CA Eng. Elétrica-UFMT   CA Letras-UFMT   DA Enfermagem-UFMT   CA Pedagogia-UFMT   CA Arquitetura-UFMT   CA Filosofia-UFMT   CA Biologia-UFMT

Grêmio Estudantil E.E. Raimundo Pinheiro   Grêmio Estudantil E.E. Rafael Rueda   Grêmio Estudantil E.E. José de Mesquita

Juventude Marxista (JM)   Movimento Rumo Ao Socialismo (MRS)   Articulação de Esquerda (AE)   Resistência Popular-MT   União da Juventude Socialista (UJS)   Juventude do PT (JPT)   Alternativa Sindical Socialista (ASS)   Coletivo A Voz Da Base (Oposição Correios)   Coletivo Autonomia e Luta   Contraponto   Une Pela Base

Coletivo Rompendo Amarras   Movimento De Que Lado Você Samba?-UFMT   Movimento Reinventar   União dos Negros pela Igualdade (UNEGRO)   União Brasileira de Mulheres (UBM)   Redes Sociais   Dia do Basta   Grupo Lambda (Coletivo LGBT)   MNDH – Movimento Nacional de Direitos Humanos   MAMA – Movimento Articulado de Mulheres de Amazônia   AMB – Articulação de Mulheres Brasileiras   ABHP – Associação Brasileira de Homeopatia Popular

4 Comentários

Assinar feed dos Comentários

  1. - IP 201.34.24.26 - Responder

    Enquanto isso nos Juizados da Capital……….

    2► Juizado Juiz Agamenon – morosidade total!!!! a informação dada pelo seu Gestor Marcos e seus assesores Marcelo etc… e que o Magistrado está ainda de férias? nossa que férias hemm rsrsr.

    3 º Juizado, nao sabemos mais quem e o juizo que se encontra atualmente, pois a Juiza Ana Cristina, segundo informações, voltou para a vara de violência doméstica forum de cuiabá, seus assessores estão comemorando!!!! porque será rsrsrsr!

    4º a Juiza Valdeci (antigo mora da serra), que alias NÃO está dando conta nem de seu proprio juizado, pois tem processo concluso para sentença e mero despacho há mais de 09 (nove) meses um absurdo!

    6º e 5º AFE Juiz Sebastião Arruda e Juiz Elinaldo dispensa comentários!!!!!!!! rasrrsrsrss so jesus na causa!

    1º Juizado de Cuiabá Juiaza Lucia estava bom, mais infeslimente agora parou de vez! Pois o segundo Magistrado Juiz Hildebrando que estava auxiliando a mesma, subiu para turma recursal unica, Porém O juiz Hildebrando na Turma ainda nao mostrou serviço , ou seja nada anda!!!! igualmente o Juiz da Turma Recursal Unica mestre Walmir este dispensa comentários rsrsr, enfim estamos a população de Cuiabá está bem servida para não dizer contrário….. Quanto mais pior! melhor!!!!! So o CNJ mesmo para dar um jeito

  2. - IP 189.59.50.118 - Responder

    Cade o PDT do Senador pedro Taques? Parece que esse partido atualmente não é aquele dos ideários de Leonel Brizola. Cade o diretorio Municipal e o Regional ??
    Cade a juventude Pedetistas ??
    Isso parece que está enterrado num passado remoto. Cade os vereadores do PDT ?
    No mais é só silêncio…O Senador sempre diz que o que ele tem medo é do silencio dos bons .

    Manifestem Pedetistas. Mas…cade a coragem.

  3. - IP 201.24.44.175 - Responder

    Enquanto isso os juizados de Cuiaba ……………………. rsrsrsrsrsr

  4. - IP 177.193.170.35 - Responder

    O QUE DIZER ENTAO DO SECRETARIO GUILHERME MUILHER QUE NAO SATISFEITO AINDA QUER COLOCAR O NOME DAS PESSOAS NOS ORGAOS DE PROTEÇAO AO CREDITO.ELE SO NAO COLOCA O NOME DO MAIOR LADRAO DE COFRE PUBLICO FRANCISCO BELO GALINDO.O QUE ESSE SECRETARIO AINDA ESTA FAZENDO AI.FILHINHO DA DITADURA.VOCE FOI SECRETARIIO DE DANTE ,WILSON ,GALINDO.LIMPA COFRE PUBLICO.AGORA QUER PARTIR PRA CIMA DA POPULAÇAO.NAO VOTEI EM NENHUM DESSES ABRUTES E NAO VOU PAGAR O PREÇO NAO.ENQUANTO ISSO O MARAVILHOSO PREFEITO MAURO MENDES É BENEFICIADO COM INCENTIVOS FISCAIS.PASSANDO A LIMPO NAO PRECISA PAGAR NADA AINDA GANHA O DINHEIRO DOS CONTRIBUINTES.PERGUNTA AO NOBRE SECRETARIO QUEM PAGA O GORDO SALARIO DELE.NAO É POR ACASO OS IMPOSTOS PAGOS PELOS CONTRIBUINTES.

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

12 + dezenove =