gonçalves cordeiro

54 magistrados teriam sido grampeados ilegalmente em Mato Grosso

.

Rui Ramos, desembargador

 
Cruzamento preliminares de dados apontam que nada mais nada menos que 54 desembargadores e juízes que integram os quadros do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso foram vítimas de grampos telefônicos ilegais clandestinos em Mato Grosso nos últimos oito anos.

Os números telefônicos pessoais e funcionais dos magistrados foram descobertos em decisões da própria Justiça que autorizou escutas em várias operações que, por sinal, correm o risco de serem anuladas.

Depois que essa noticia circulou, o clima é de revolta dentro dos corredores do Tribunal de Justiça, presidido atualmente pelo desembargador Rui Ramos. A reclamação é geral diante de quebra de privacidade com uso de aparato estatal.

Um desembargador desabafou para amigos em uma academia: “Todos que fizeram isso serão presos”.

Por conta dos grampos, a primeira prisão decretada foi a do ex- comandante geral da PM-MT, o coronel Zaqueu Barbosa. que se encontra detido nas dependências do BOPE – Batalhão de Operações Especiais, em Cuiabá.

Sem comentários. Seja o primeiro a comentar

Assinar feed dos Comentários

Deixe seu Comentário

Seu endereço de email não será publicado.
Campos com * são obrigatórios.

3 − 3 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.